30.5.18

Pertinácia (Sue Hecker)

Ficha Técnica:
Autora: Sue Hecker
País de Origem: Brasil
Editora: Harlequin
Número de Páginas: 256
Ano de Publicação: 2018
ISBN-13: 9788595082304

Oi gente que ama livros, hoje venho com a resenha 35º livro lido em 2018 e foi Pertinácia (Sue Hecker). Este livro chegou para mim através da parceria com a Harlequin e por ter sido escrito por uma autora brasileira, fiquei empolgada em conhecer o enredo.

O livro nos traz a Rafaela em um momento crítico de sua vida: ela se apaixonou por seu patrão e acabou se declarando para ele. Ele, que não pretendia corresponder ao amor dela, a dispensou do trabalho. Por ser enfermeira, Rafaela cuidava da filha enferma dele e além da decepção amorosa, tem que superar a saudade que a criança deixará nela. Porém, no momento da sua rescisão de trabalho, ela conhece Jonas, um advogado bonito e inteligente e desperta interesse nele. Em uma reunião complicada e cheia de embaraços, Rafaela também fica um pouco impressionada com Jonas.


Acontece que ele precisará de Rafaela, pois seu sobrinho está enfrentando o tratamento para Leucemia e a mãe dele está com uma gravidez complicada. Sendo assim, Jonas recorre a Rafaela para que ela cuide de seu sobrinho e assim os dois acabam se aproximando.

O livro então irá se desenvolver no romance dos dois, algo cheio de sensualidade e excentricidades. 


Rafaela é uma personagem que sofreu muito na vida. Órfã, cresceu em um orfanato e teve a infância marcada pelas desilusões de nunca ter sido adotada. Lutando contra o sentimento de rejeição, focou suas energias na sua profissão e tenta dar o melhor de si em todos os trabalhos que assume. Porém, eu achei ela bem reclamona, sempre voltava ao ponto de não ter tido pais e usa isso para justificar sua carência.

Jonas é o típico galã de livros eróticos. Um macho alfa padrão, com um fetiche forte em voyerismo. É um advogado bem-sucedido e tem a vida perfeita, transitando entre o luxo e a casualidade de forma confortável. Particularmente, não vi nada de diferente nele que já não tenha visto em todos os livros do gênero e isso me decepcionou um pouco porque esse tipo de personagem traz uma característica de arrogância e machismo que me incomodam bastante em uma narrativa.


Um aspecto positivo do livro é a maneira como Rafaela e Jonas falam de suas profissões em seus diálogos internos, levando o leitor a conhecer o mundo de seus trabalhos. Tanto na enfermagem como na advocacia, encontramos indícios de que um trabalho sério de pesquisa foi realizado para que o livro fosse convincente e isso se encontra no enredo sem cansar a leitura.

De um modo geral, é um livro que possivelmente agradará os adeptos de romances eróticos. Com cenário brasileiro atual, o livro se passa em São Paulo e podemos reconhecer algumas avenidas e pontos turísticos de quem tem a oportunidade de viver na maior cidade do país. 

Foi uma leitura despretensiosa e eu acredito que encontrará um público relevante para seu sucesso.


Um pouco sobre a autora: Sue Hecker é, na verdade, um pseudônimo escolhido por uma grande amiga da autora. Tem 42 anos e é casada com um marido super companheiro, com que tem um filho maravilhoso. Criar estórias e dividi-las com as pessoas começou como um passatempo, que se transformou numa experiência mágica. Ao começar a postar sua primeira criação, nunca, em toda a sua vida, sentiu-se tão amada e querida por tantas novas amigas, conquistadas durante a postagem da estória. Sempre foi uma devoradora de livros e, atualmente, flagra a si mesma sonhando, cada vez mais, em usar sua inspiração para criar mais estórias. Acha incrível como os personagens falam com ela, a todo momento! Na escrita, encontrou a melhor terapia para muitas coisas. Afirma que, em cada palavra que escreve, há mensagens ditadas por sua sensibilidade, que encontra eco em seu coração.

5 comentários:

  1. Oiiii,

    Eu estou para ler este livro e estava ansiosa para ler porque a sinopse chamou minha atenção, mas agora eu irei ler sem grandes expectativas porque parece ser mais um mocinho machista que tem em todo romance do tipo.

    Beijinhos...
    http://www.paraisoliterario.com

    ResponderExcluir
  2. me pareceu ser um livro bem rapidinho de ler a escrita da autora tambem me pareceu leve gostei muito de conhecer a obra
    bjs

    ResponderExcluir
  3. Oi, Ivi!
    Esse macho alfa aí já deu hein... Pelo menos não foi uma leitura tão ruim e deu pra ver que a autora tinha domínio do assunto que tratou.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  4. Oi, Ivi.
    Eu gosto bastante desse tipo de livro.
    Meu problema é que a história se passa em São Paulo, que é a cidade onde eu moro, e o protagonista é advogado, que é minha profissão! Em tese isso deveria me deixar mais à vontade com a história, mas por outro lado, tenho medo de não conseguir relaxar com a história e ficar o tempo todo obcecada para saber se a autora retratou bem a realidade!! Rs...
    Vou pensar um pouco mais...
    beijos
    Camis - blog Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir
  5. Olá, eu estou com esse livro aqui pra ler, que bom que houve esse trabalho de pesquisa bem feito,a ambientação no Brasil é um ponto que me agrada, pena que pareça mais do mesmo, mas quem sabe eu goste. Ótima resenha.

    ResponderExcluir