4.4.18

Os Dois Mundos de Astrid Jones (A. S. King)

Ficha Técnica:
Título Original: Ask the Passengers
Autora: A. S. King
Tradução: Santiago Nazarian
País de Origem: Estados Unidos
Editora: Guttemberg
Número de Páginas: 288
Ano de Publicação: 2016
ISBN-13: 9788582352694

Oi gente que ama livros, hoje eu venho com a resenha do 11º livro lido em 2018 e foi Os Dois Mundos de Astrid Jones (A. S. King). Meu interesse pela leitura deste livro se deu por causa da autora. Li dois livros dela que gostei muito, então fui para este aqui com muita segurança que ele me agradaria.

O livro nos traz a Astrid, uma adolescente que com a família, mudou-se para uma cidade pequena e quando o livro começa, ela está se adaptando à nova escola e sua nova realidade. Ela já tem uma melhor amiga e até arrumou um emprego em um restaurante de frutos do mar, mas ainda se sente estranha na cidade. Sua mãe vive de aparências, muito preocupada em impressionar as novas vizinhas. O pai é passivo e se esconde na garagem para fumar maconha achando que as filhas não percebem e a irmã mais nova de Astrid sente-se dividida em agradar a mãe, ou começar a pensar por sua própria mente.

O plot central do livro vai se desenvolver sobre o fato de Astrid começar a se apaixonar por uma colega de trabalho, a Dee. Ela já teve alguns namoradinhos no passado, nada sério ou intenso, mas esta é a primeira vez que se sente emocionalmente interessada em outra pessoa e isso a deixa muito confusa porque se trata de alguém do mesmo sexo que ela e isso a inquieta.

Pelo sim ou pelo não, Astrid e Dee começam a se envolver, sempre em segredo por parte de Astrid e ela realmente morre de medo que a família ou as amigas da escola descubram porque não se sente pronta para assumir esta realidade. Em cima disso, várias problemáticas de relacionamento se agregam ao tema central da história e acompanhamos Astrid em seu amadurecimento.

A escrita da autora é muito envolvente ao mesmo tempo em que nos incomoda, nos levando a refletir sobre uma série de coisas. Sabemos que não existe maldade no amor de Astrid, mas conseguimos entender perfeitamente a sua apreensão em não contar a verdade, e em função disso, ela acaba se enrolando em muitas mentiras para se proteger. A autora consegue nos fazer entender as inseguranças da personagem e a todo o momento torcemos para que tudo dê certo.

O livro me rendeu uma leitura muito boa. Rápida, fluida e reflexiva, mas um detalhe me incomodou bastante no enredo. Na verdade, não necessariamente neste livro, mas de um modo geral, nos outros livros que li da A. S. King, percebi uma tendência a vilanizar as mães das protagonistas. Fazendo um paralelo entre elas, todas são extremamente irascíveis e indignas de admiração e isso me deixou desconfortável. Porém, se pensar em cada livro independente das outras obras da autora, a história como um todo é bem consistente e desenvolvida de forma a proporcionar uma leitura interessante.

A tradução literal do título original seria algo como “Pergunte aos Passageiros” porque Astrid tem uma peculiaridade interessante: toda vez que ela olha para o céu e está passando um avião, ela envia seu amor para aqueles passageiros e no livro, alguns capítulos são abertos com pequenas histórias que nada tem a ver com a história principal, mas que mostram passageiros dentro de um determinado avião com algum conflito pessoal e imaginamos que o amor que Astrid está enviando através de seus pensamentos, alcança esse personagem em particular.

Gostei do livro, gostei muito da protagonista e com certeza o enredo traz uma representatividade relevante. Cada dia mais temos livros que trazem personagens homossexuais como protagonistas, mas vemos poucos que trazem meninas vivendo esta realidade. Eu pelo menos conheço poucos e gostei deste aqui pela originalidade e ousadia do tema. Quanto mais histórias assim existirem nas nossas prateleiras, mais representadas essas pessoas serão, e chegará o dia em que será completamente natural entender que amor é amor.

Super recomendo para quem gosta de livros com uma abordagem jovem/adulto, com um romance diferenciado e questionamentos interessantes sobre família. Eu gostei muito do livro e sigo procurando mais coisas da A. S. King para ler e me envolver.


Um pouco sobre a autora: A. S. King é uma autora conhecida por seus romances premiados para jovens, embora também escreva para adultos. Seus livros estão entre os mais premiados, sendo muito popular entre os jovens americanos. Depois de mais de uma década morando na Irlanda, período em que se dividiu entre a restauração de sua fazenda, a alfabetização de adultos, e a escrita de romances, ela voltou para os Estados Unidos em 2004, e hoje mora com o marido e filhos na Pensilvânia. Seus livros publicados no Brasil são:
  • A História do Futuro de Glory O'Brien
  • Todo Mundo Vê Formigas
  • Os Dois Mundos de Astrid Jones

16 comentários:

  1. Olá,tudo bem?

    É verdade, a gente precisa mesmo dr livros que abordem determinados temas de modo adequado.

    Hahaha. Acho que a autora tem problemas com mães, heim? rs
    Brincadeiras a parte, gostei da premissa, fiquei interessada. Confesso que até o momento não tinha visto nada da autora também.

    Beijo.
    Ana.

    ResponderExcluir
  2. Tudo bem? Estou com esse livro aqui em casa faz um tempo e sempre acabo deixando a leitura para depois.
    Acho a temática do livro muito interessante e foi exatamente por isso que adquiri. Mas eu não li.. Vergonha!

    Vou ler assim que der.. e pulei um pouco sua resenha.. pois não quero influenciar o que vou ler.

    Beijos e por ver esse livro aqui novamente.. já até separei ele para tentar encaixar agora em abril.

    beijos.

    www.alempaginas.com

    ResponderExcluir
  3. Oi Ivi, tudo bem? Nunca li nada da autora, mas é sempre bom quando a gente já sabe que a escrita vai nos agradar! Achei a premissa interessante, já que é a primeira vez que a personagem se apaixona por alguém do mesmo sexo. É uma tema bem bacana e fiquei curiosa.

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  4. Eu comprei este livro e está na minha estante. Toda a vez que vou pegar ele eu paro e pego outro. Mas esta questões sobre as mães serem vilãs pode ser algo interno da autora, dela achar isto da própria mãe, enfim, Freud explica né. Mas todo mundo fala bem do livro.

    ResponderExcluir
  5. Oi, Ivi!
    Menina, eu vi pouca resenha desse livro, mas todas bem positivas. Eu sabia por alto do que se tratava a história e você só completou as lacunas. Dica anotada.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  6. Oi Ivi! Não conhecia a autora ou seus livros, e gostei muito da sua resenha! concordo com você, que agora estamos vendo muitos livros com essa temática, embora os protagonizados por mulheres ainda sejam em menor quantidade. E isso também não tem importância, o que realmente é interessante, é o amadurecimento da protagonista, seus relacionamentos com a família e a descoberta deste primeiro amor. Obrigada pela dica!

    Bjoxx – http://www.stalker-literaria.com/

    ResponderExcluir
  7. Ainda não li nenhum livro da autora e nem conhecia este livro em questão.
    Gostei da premissa envolvendo Astrid e Dee, mostrando os dramas e amadurecimentos dos personagens. Como não li nada escrito pela King, não teria comparativo para ver que ela não é muito fã de mães rsrs, então com certeza seria uma leitura interessante para mim. Recomendação anotada.

    Abraços.
    https://cabinedeleitura0.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Oie!

    Esse foi um dos poucos livros que li dessa gênero e gostei, li em uma sentada, e detalhe eu não sabia sobre o que se tratava a obra até começar a ler, gostei bastante, principalmente o jeito que a autora desenvolveu a história e com certeza se o outro livro dela cair em minhas mãos lerei também *--*

    Bjss

    ResponderExcluir
  9. Oi Ivi,

    Eu nunca li nada da autora e confesso que tenho fugido de YA ultimamente. Mas eu me lembro que na época do lançamento, eu vi vários comentários de várias pessoas sobre esse livro. Eu adoro quando o livro passa alguma mensagem, então mesmo não estando na vibe no momento, eu anotei a dica para um futuro!

    beijos =)

    ResponderExcluir
  10. Olá!
    Já tinha visto essa capa no Skoob e acho interessante. Lendo a sua resenha pude perceber que a história é bem melhor do que a sinopse revela. Bom saber que a narrativa é fluida e rápida, fiquei com vontade de realizar essa leitura.
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  11. Ola!
    Não conheço essa autora, mas conheço bem a obra de tanto que eu li dela por ai. A sua resenha está bem interessante e o livro parece bem interessante e diferenciado, adoro esses jovens adultos, sabe?

    beijos,
    Mayara

    ResponderExcluir
  12. Eu achei a capa desse livro tão fofa mas acho que essa é a primeira resenha que leio que me deixou na maior vontade de conhecer o trabalho da autora. Concordo com você, amor é amor e espero ver o dia em que esse seja realmente um pensamento natural.
    Adorei esse detalhe da Astrid com os passageiros do avião e dessas pequenas histórias... coisa fofa!
    Entrou para a lista!
    Beijinhos,
    Lica

    ResponderExcluir
  13. Oi, ivi! Achei esse um livro bem interessante pela sua descrição, e fiquei cheia de vontade de lê-lo para ontem! Adorei essa premissa de ela enviar amor para os personagens do avião, e o fato de ser uma leitura rápida e fluida me faz dar mais pontinhos a ele. Obrigada pela dica.

    ResponderExcluir
  14. Ola Ivi,
    Nunca li nada dessa autora, mas eu sempre leio muitos elogios para suas obras, fiquei bastante contente por a leitura ter sido fluída e rápida e por o livro ter trazido essa representatividade. Eu gosto muito disso. A única coisa que me preocupa é a Astrid, as vezes sinto que posso não gostar tanto dela assim, no mais, vou anotar a dica.
    Beijos

    ResponderExcluir
  15. Oi, Ivi

    Fiquei aqui refletindo... e se essa tendência de vilanizar as mães for um reflexo do próprio relacionamento da autora com a mãe dela? Pode ser, né?
    Eu nunca li nada da autora e na verdade nunca li nada LGBT. Esse infelizmente não chamou minha atenção... espero que algum dia um livro com essa temática desperte minha curiosidade!

    Beijos
    - Tami
    https://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
  16. Olá Ivi!!!
    O livro é bastante interessante e eu não me lembrava muito bem da autora, mas quando vi os livros que ela escreveu me lembrei de já ter visto resenhas sobre outro livro da mesma.
    Gostei de saber que o livro traz uma história que se constrói de algo que não é tão falado e que necessita para que realmente as pessoas vejam que toda forma de amor é valida.
    Adorei a resenha!!!

    lereliterario.blogspot.com

    ResponderExcluir