5.4.18

Como Se Vingar de Um Cretino (Suzanne Enoch)

Ficha Técnica:
Nome Original: The Rake
Autora: Suzanne Enoch
Tradução: Thalita Uba
País de Origem: Estados Unidos
Número de Páginas: 288
Ano de Lançamento: 2018
ISBN-13: 9788539825967
Editora: Harlequin

Oi gente que ama livros, hoje venho com a resenha do 21º livro lido em 2018 e foi Como Se Vingar de Um Cretino (Suzanne Enoch). Este livro foi enviado para mim pela Harlequin e quando o separei para a leitura, não estava muito empolgada em lê-lo. Que boba eu, nem imaginava o quanto a leitura me faria feliz!


O livro nos traz a Georgie, uma moça com vinte e quatro anos vivendo em uma sociedade em que para a sua idade, ela já perdeu as chances de ser cortejada por um bom pretendente. A despeito disso, Georgie se sente indigna de um bom casamento, uma vez que a 6 anos, ela se envolveu com Tristan e esse envolvimento deixou muitas mágoas no coração dela. Porém ela acaba se aproximando outra vez dele, desta vez, vendo-o fazer a corte para uma jovem da sociedade e imagina se ele não fará a moça se magoar também e decide que precisa se vingar do que ele fez no passado, bem como, prepará-lo para ser um marido decente para qualquer mulher com quem ele venha a se casar. Decidido isso, ela se muda para a casa de Tristan que agora é o Visconde de Dare, com a desculpa de auxiliar a tia dele que está temporariamente em uma cadeira de rodas, e essa estada na casa dele é unicamente para executar seu plano de vingança.

Acontece o previsível, Georgie se vê outra vez apaixonada por Tristan e temos então a oportunidade de conhecer o lado dele na história que tanto mal fez a Georgie, e então se estabelece um romance bem-humorado, gostoso e com uma sensualidade de alto nível. Mas além das questões do passado, Georgie e Tristan se veêm amarrados em um jogo de chantagem que pode comprometer o futuro que ambos esperam ter juntos, e essa sub trama dá uma dinâmica original e aventureira ao enredo que me agradou demais.


Eu nunca tinha lido nada da autora e eu amei o livro do começo ao fim. Georgie é uma protagonista maravilhosa: inteligente, independente e excelente amiga. Ela não tem freio na língua e seus comentários ácidos para com Tristan são hilários. Tristan por sua vez não fica atrás. É um homem que reconhece os erros do passado e sabe que amadureceu em função deles. É devotado à família e apesar da situação financeira complicada pela qual está passando, quer sustentar as tias e os irmãos com dignidade.

Os outros personagens ao redor do casal principal também são muito bem desenvolvidos. As tias de Tristan são engraçadas, carismáticas e as melhores amigas de Georgie também. Até uma vilã que mostra sua verdadeira face apenas na parte final do romance, foi construída de forma impecável e eu adorei o final dado para ela.


A escrita da autora é leve e inteligente, com diálogos rápidos e incisivos. A parte erótica do romance não é exagerada e o casal possui uma química muito convincente. Os cenários de época também são descritos de forma que inserem o leitor no ambiente em que os personagens estão e isso sempre dá muita credibilidade ao texto. Para quem gosta de romance de época, ela é a autora favorita da querida Julia Quinn e isso já nos diz muito sobre seu caráter profissional, não?

Enfim, poderia aqui ficar listando as muitas qualidades deste livro, mas me atenho a dizer que vale cada parágrafo lido porque é original, bem escrito e muito romântico. Adorei conhecer a escrita da autora e claro que agora quero conhecer tudo mais que ela publicar no Brasil. Este livro é o primeiro de uma série, mas sua história termina bem fechada, sem pontas soltas para uma continuação que envolveria o casal principal, então acredito que os próximos volumes venham a contar como protagonistas as amigas de Georgie ou os irmãos de Tristan, mas independente de quem ocupará o foco das sequências, já quero ler, porque a autora me conquistou fortemente neste primeiro livro.

Super-recomendo porque eu amei!!!


Um pouco sobre a autora: Suzanne Enoch é natural do Sul da Califórnia, onde mora atualmente. Adora filmes quase tanto quanto livros, com um lugar especial em seu coração para qualquer assunto relacionado à Star Wars. Ela escreveu 13 romances históricos, ambientados no período da Regência e em outras épocas, que sempre figuram em destaque nas listas de mais vendidos. Quando não está ocupada trabalhando em seu próximo romance, Suzanne gosta de observar fenômenos interessantes, como o caso dos três lebistes de seu aquário, que em 5 meses se transformaram em 161 peixes. 

10 comentários:

  1. Ainda não li, gostei muito da sua resenha! Dica anotada.

    http://submersa-em-palavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Tudo bem?? Eu não curto o gênero de leitura da sua resenha, muito raramente leio ou nunca..
    Apesar de ter feito uma excelente resenha, e listado muitos pontos positivos, o livro em questão não me chamou atenção. Mas tenho certeza que irá agradar outros leitores que curtem mais o gênero.

    Beijos.

    www.alempaginas.com

    ResponderExcluir
  3. Oi, Ivy.
    Adorei a sua resenha. Eu já estava querendo esse livro e fiquei muito feliz em saber que sua reação a ele foi tão boa!
    Beijos
    Camis - blog Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir
  4. Olá Ivy! Gosto muito de romances de época, e sei que vou amar este livro! Vi muitas resenhas positivas sobre ele, e a sua não foi diferente. Gostei da trama que a autora criou, com um casal que se afasta, com algumas mágoas, e que depois se reaproxima com outras intenções e acaba que surge o amor de novo. Adorei! Bom saber que os personagens foram bem criados, e que a ambientação ajuda na leitura!


    Bjoxx – http://www.stalker-literaria.com/

    ResponderExcluir
  5. Essa autora é um amorzinho né? Como não se apaixonar! Hahha amo essa capa, ela casa tão bem com o romance, essa autora sabe ponderar quando necessário, principalmente em relação as cenas hot.

    ResponderExcluir
  6. Oie!
    Que resenha empolgada!
    Ainda não li nada da autora, mas fiquei bem curiosa. Gosto quando faz parte de uma série e os próximos volumes são de outros casais.
    Já anotei essa dica para poder conferir futuramente, fiquei bem curiosa para ler!
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  7. Oi, Ivy! Já li alguns romances da autora e ela realmente escreve bem! Bom saber que esse livro não é diferente, adorei a premissa da história, com certeza lerei!
    Bjos
    Lucy - Por essas páginas

    ResponderExcluir
  8. Olá Ivi,
    Eu nunca li nada dessa autora, mas tenho lido diversos elogios para essa obra dela e tenho ficado curiosa. Achei muito legal você ter ressaltado essa originalidade na história, isso porque é difícil encontrarmos isso nos livros desse gênero.
    Gostei muito dos personagens, pela sua resenha, e vou super anotar a dica.
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Esse livro também foi um romance de época que me surpreendeu muito! Os personagens secundários são mesmo super interessantes, até o mordomo é uma figura! rsrs

    ResponderExcluir
  10. OI Ivi, tudo bem ?
    Eu sempre que venho aqui coloco em meus planos que preciso ler algo de época e quando volto, vejo que não li nada kkkk. Eu gostei bastante de saber que o livro é bem escrito e que é diferente, pq eu sempre tenho a sensação de mais do mesmo, mas com sua resenha, não senti isso. Outra coisa que tem me cansado é o excesso de erotismo e saber que é diferente tbm me animou, muitas vezes, menos é mais. Adorei e anotei a dica.
    Beijos

    ResponderExcluir