19

Coisas da Vida (Martha Medeiros)

FICHA TÉCNICA
Nome original: Coisas da Vida       
Autora: Martha Medeiros
País de origem: Brasil
Número de páginas: 240
Ano de Lançamento: 2005
ISBN-13: 9788525414816
Editora: L&PM

Oi gente que ama livros, hoje eu venho com a resenha do 13º livro lido me 2016 e foi COISAS DA VIDA (Martha Medeiros). Sou muito fã da escrita da Martha e acompanho suas crônicas desde 1999 e pelo menos uma vez por ano, preciso de uam dose da escrita dela para sobreviver. Sério, fiquei viciada!!!
"Uma pessoa avulsa é uma pessoa com a sua solidão escancarada, é uma pessoa que necessita fazer contatos e explicar quem é, o que faz, do que gosta. Uma pessoa sozinha é visada, está exposta, julgam que ela tem mais tempo e está mais disponível. Uma pessoa sozinha não tem onde se esconder..." página 60
Este livro traz mais uma coletânea de cronicas, publicadas entre 3003 e 2005 e ainda que estejamos falando de mais de 10 anos, os assuntos abordados, a sensibilidade do texto e a pertinência de determinados assuntos, é extremamente atual.
"Quase todos os atos de violência são protagonizados por um arrogante que entra em pânico com a palavra não."
Mais uma vez, a autora discorre sobre temas muito comuns da vida humana: casamento, festa, supermercado, trânsito, família. E ela passeia por cada temática como se estivesse conversando, um bate papo amistoso, intenso, porém sem desumanizar nada. Sem falar que nada é mais relevante em detrimento a outras coisas. 

Ela não se esconde através da sua popularidade. vemos sua opinião pessoas pincelada em muitos parágrafos e em alguns, sentimos até uma veia discreta de machismo ou preconceito. Nada que você  já não tenha visto em uma novela ou em um romance de banca. Mas ela argumenta muito bem suas posições e ainda que você não concorde com ela, é impossível não sentir a inteligencia de suas palavras e a forma sensata como ela aborda cada tema.
"As vezes me sinto uma anciã, lamentando o quanto a vida está ficando miserável. Não se trata apenas dos miseráveis sem comida, sem teto e sem saúde, o que já é um descalabro, mas da nossa miséria opcional. Abreviamos sentimentos, abreviamos conversas, abreviamos convivência, abreviamos o ócio, fazemos tudo ligeiro, atropelando nosso amor próprio, nosso discernimento, vivendo resumidamente, com flashes do que outrora se chamou arte, com uma ideia indistinta do que outrora se chamou liberdade. Todos espiam todos, sabem da vida de todos, mas não conhecem ninguém."
Sempre que pego um livro de crônicas dela para ler, penso que posso ler de forma homeopática, lendo uma cronica por dia, mas quando percebo, já estou no meio do livro e não mais que no dia seguinte, a leitura ja está concluída, porque ela realmente escreve de forma mágica e não dá pra abandonar o livro no meio.

Se você gosta de crônicas e ainda não conhece o trabalho da autora, este livro é uma excelente porta de entrada para conhecer sua escrita. As cronicas são curtas, porém todos os temas propostos são desenvolvidos e concluídos. A leitura é fluida, rápida, ansiosa, mas muito confortável. É um livro que nos faz pensar, sentir, sorrir e talvez, chorar. 

ADOREI!!!


Um pouco sobre a autora: Martha Medeiros nasceu em 20 de agosto de 1961, em Porto Alegre-RS. É colunista dos jornais ZERO HORA e O GLOBO. Suas obras publicadas são:

Strip-Tease (1985) - Poesia
Meia noite e um quarto (1987) - Poesia
Persona non grata (1991) - Poesia
De Cara Lavada (1995) - Poesia
A Terra Gasta (1996) - Poesia
Poesia Reunida (1998)
Geração Bivolt (1995) - Primeiro livro de crônicas
Topless (1997) - Crônicas
Santiago do Chile (1996) - guia de viagem
Trem-Bala (1999) - Livro de crônicas, adaptado para o teatro.
Non Stop (2000) - Crônicas
Cartas Extraviadas e Outros Poemas (2000)
De Café e Cogumelos (2001) - Crônicas
Divã (2002) - Romance que deu origem a peça, ao um filme e a série de TV.
Montanha-Russa (2003) - Crônicas
Coisas da Vida (2005) - Crônicas
Esquisita como Eu (2004) - Infantil
Selma e Sinatra (2005) - Romance
Tudo que Eu Queria te Dizer (2007) - Adaptado para o teatro.
Doidas e Santas (2008) - Crônicas - Adaptado para o teatro.
Fora de Mim(2010) - Romance
Feliz por Nada (2011) - Crônicas
Noite em Claro (2012) - Romance
A Graça da Coisa ( 2014)
Comentários
19 Comentários

19 comentários:

  1. Olá Ivi, eu já conhecia o trabalho da Martha, mas apenas de ouvir falar pois nunca li nada dela. Eu gosto de crônicas e pelo seu comentário tão positivo eu acho que gostaria desse livro também. Acho que sendo uma coletânea de contos de tanto tempo atrás, deva ser ainda mais interessante. Gostei da dica

    ResponderExcluir
  2. Oi!
    Não conheço a escrita da Martha e Crônicas não é muito o meu "estilo" preferido de leitura. Então não sei se leria em algum momento.
    E pela sua resneha deu pra perceber que a leitura provoca um misto de sensações e emoções :)

    Beijos!
    www.aculpaedosleitores.com

    ResponderExcluir
  3. Oi!
    Não conheço a escrita da Martha e Crônicas não é muito o meu "estilo" preferido de leitura. Então não sei se leria em algum momento.
    E pela sua resneha deu pra perceber que a leitura provoca um misto de sensações e emoções :)

    Beijos!
    www.aculpaedosleitores.com

    ResponderExcluir
  4. Tipo eu com o tio Sparks, preciso de uma dose de seus livros pelo menos uma vez ao ano e estou bemm necessitada mesmo, pois ano passado não li nenhum de seus livros.
    Nunca tive contato com a escrita da Martha e sua resenha me deixou pensativa, não sei porque ainda não li nada dela.
    Não sou de ler cronicas, mas essa coletânea chamou minha atenção, penso igual a você, em ler uma cronica por dia, mas acho que acabaria lendo várias e se a autora escreve magicamente eu também acho que terminaria o livro e nem perceberia.
    Amei a resenha

    http://www.colecoes-literarias.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Amiga nunca li nada da autora Martha Medeiros, apesar de gostar muito de crônicas sabia? Eu gostaria de conhecer, até porque a gente julga alguns autores famosos por conta da escrita, principalmente eu que fiquei traumatizada com aqueles clássicos da literatura na escola para fazer prova na escola rs

    Mas isso pra mim tá acabando e espero poder conhecer muitos autores. O problema amiga que preciso de mais tempo nessa vida para poder ler tudo que tenho e o que eu ainda quero ler. Parece que UMA VIDA pra gente não vai ter jeito viu?! kkkkkk

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2016/02/resenha-o-rouxinol.html

    ResponderExcluir
  6. Olá
    Infelizmente não curti crônicas...
    Sou muito resistente a esse estilo de leitura, estou tentando mudar isso, mas não tem sido fácil. Sair da zona de conforto é algo que me propus desde que criei o blog, mas não consegui caminhar muito nessa direção ainda. Culpo além da minha lerdeza, o excesso de obras que me atraem e envolvem e estão perfeitamente encaixadas dentro de tudo que eu gosto.
    Parabéns pela resenha.

    Abçs
    Sou bibliófila

    ResponderExcluir
  7. Oi!!!
    Sempre leio as crônicas da autora que tem uma forma de escrever única que me faz refletir e me envolver, mas confesso que ainda não li nenhum livro dela, vergonhoso. Este parece ser banaca por trazer crônicas que podem ser conciliada com outras leituras. Parabéns pela postagem que está informativa e de bom gosto.

    Beijos
    Carla Fernanda

    ResponderExcluir
  8. Olá Ivi,
    Acho que não existe uma pessoa que não conheça, pelo menos, algum trecho de obras da Martha. Infelizmente, ainda não tive a oportunidade de ler nenhum livro completo dela, mas tenho muita curiosidade.
    Coisas da vida me parece ser um livro bastante interessante, pois, mesmo com um 'hiato' de 10 anos, as crônicas, como você disse, são atuais.
    Gostei muito da sua resenha e fiquei curiosa para fazer a leitura.
    Beijos,
    http://mileumdiasparaler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Olá linda,

    Já muitas obras da Martha e confesso que gosto mais ou menos do que ela escreve. Concordo em parte com algumas opiniões e outras faço vista grossa para não ficar pela metade com a leitura.

    Adoro crônicas, mas rejeito o livro se muitas das opiniões chocarem com meus conceitos de vida.

    Beijos!
    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Martha é uma autora que conheço de muito ouvir falar. Nunca li seus livros, pois tive uma professora que gostava tanto de um livro dela que chegava a encher o saco, fiquei com medo de ficar igual. rsrsrs
    Gosto de livros de crônicas e por estar querendo ampliar meu catalogo de leituras nacionais, posso até dar uma chance. Anotei esse livro na lista.

    Bjs

    ResponderExcluir
  11. Oi Ivi, eu sou suspeita de falar pois sou apaixonada por crônicas, e como eu não conhecia o livro ainda ele já entrou para a minha lista e pretendo lê-lo com toda certeza. Ótima resenha!

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

    ResponderExcluir
  12. Oiii!

    Ivi, eu só li uma obra da autora e realmente ela é sensacional! tenho muita vontade de ler mais obras. Acho que que são grandes ensinamentos por meio das crônicas e como vc, leio mega rápido hahahah. É impossivel parar né?
    Gostei da sua resenha e espero de coração conseguir ler algo da autora o mais rápido possivel!

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  13. Oiee Ivi ^^
    Acho que ainda não conhecia a autora *-* Bom, eu não sou muito fã de crônicas, então à primeira vista eu não fiquei muito curiosa para ler as histórias dela. Mas saber que você gosta tanto e é viciada nas crônicas da Martha me deixou um tanto curiosa para conhecer. Acho que vou dar uma chance :)
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  14. Olá, tudo bem??

    Foi a Martha que me fez gostar de crônicas! Desde que li um livro dela, a uns 4 anos atrás, comecei a me interessar por poemas e crônicas! Adorei a indicação do livro, ainda não li esse e com certeza vou procurar pra ler :)
    Ah, quando você fala que o livro já tem mais de dez anos, onde está escrito "3003" imagino que devesse ser "2003" hehe

    Adorei a resenha!

    XOXO
    Umnovo-roteiro.blogspot.com

    ResponderExcluir
  15. Oi, Ivi!
    Eu adoro crônicas, mas confesso para você que não conheço as da Martha Medeiros ainda. Ler sua resenha me deixou encantada... Gostei de saber que ela escreve de um jeito "simples", como uma mulher "comum" e não o grande ícone literário que se tornou. Isso com certeza dá certa familiaridade aos leitores em relação a ela. Algo que prezo nesse gênero. Eu tenho por aqui o livro Feliz por Nada. Acho que o lerei e, se gostar, parto para esse como uma dica sua.

    Beijos!
    http://www.myqueenside.blogspot.com

    ResponderExcluir
  16. Oi Ivi
    Também gosto muito das crônicas da Martha.
    Aind anão tive oportunidade de ler Coisas da vida, mas gostei das temáticas e como amo crônica, já sei que esse livro entrará na lista de desejados.
    Adorei ver suas impressões.
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir
  17. Oieee
    A Martha é realmente uma autora de destaque.
    As crônicas terem sido escritas a mais de uma década atrás e ainda assim serem atuais nos faz pensar né? Sobre nossa evolução cultural.
    bjs
    diariodeumapsicopedagoga.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  18. Olá, Ivi!
    Eu adorei a sua resenha, pois, apesar de adorar a Martha, ainda não conhecia esse livro!
    Também preciso dessas doses "pelo menos anuais" de livros dela, viu? Um dos que mais gostei foi "Non Stop", mas também adorei "A graça da coisa".
    Impressionante como ela aborda o cotidiano de forma simples e, ao mesmo tempo, transparente, de forma que escreve o que pensamos tão facilmente!
    Adorei sua dica!

    Abraço!

    Karla Samira
    http://www.pacoteliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  19. Olá. Acredita que nunca tive a chance de ler nada da autora, apesar de minha mãe ser fã da escrita dela. Adorei a resenha e por meio dela vou começar a ler, minha mãe vai adorar compartilhar a leitura comigo.
    Xoxo

    ResponderExcluir

 
♥ Meu Amor Pelos Livros ♥ - Todos os direitos reservados © 2014