16

Quatro: Histórias da série Divergente (Veronica Roth)

FICHA TÉCNICA
Nome original: Four: A Divergent Collection      
Autora: Veronica Roth
Tradução: Lucas Peterson
País de origem: Estados Unidos
Número de páginas: 271
Ano de Lançamento: 2014
ISBN: 978-85-7980-221-8
Editora: Rocco

Decidi ler esse livro devido a um desafio em um grupo literário em que participo, que solicitou um livro com narração masculina. Levando em conta que já havia lido a série Divergente, achei bem válido conhecer a perspectiva de Tobias, mais conhecido como “Quatro”. Foi curioso perceber que o meu quarto livro lido em 2016 tem justamente esse número no título.


“Quero carregar algo que me lembre de que, embora as feridas cicatrizem, elas não somem para sempre”. – página 80.
Devo alertar sobre spoilers da série Divergente e comentar também sobre o lançamento de Convergente, filme baseado no terceiro livro da série, previsto para Março deste ano. Fiquei feliz em imaginar que finalmente o último livro de uma série não seria dividido em dois filmes, mas foi alegria momentânea, já que haverá segunda parte de Convergente em Março de 2017.

Nas primeiras páginas de Quatro, há comentários importantes da autora: informa que a série Divergente começou a ser escrita sob a perspectiva de Tobias e foi alterada para Beatrice (Tris) conforme o decorrer da história. Explica também sobre a estrutura do livro, que é uma reunião de quatro contos (A transferência, A iniciação, O filho e O traidor), além dos capítulos sobre Tris.

A narração de Tobias começa assim que ele acorda da simulação, em que apresenta resultado típico para Abnegação, facção a que pertence. Os momentos violentos do pai são bem descritos, Tobias confuso entre o homem, pai, líder de conselho e por vezes monstro que Marcus Eaton representa. Decide escolher a facção da Audácia como forma de encontrar o próprio caminho e ser livre.

O apelido “Quatro” é dado pelo instrutor de iniciação Amah, em referência a quantidade de medos apresentados por Tobias durante a passagem do medo, o que o faz importante e poderoso no grupo, mas mesmo assim, Tobias se mostra frágil e em conflito quando está sozinho.

O treinamento para liderança faz com que Tobias encontre informações importantes, que o levam ao encontro do pai e da mãe (que pensava que estava morta), trechos fortes e tristes. Ainda que sua intenção seja boa, ninguém o entende, o que o faz perceber que nem todos são tão bons como ele pensava. Suas ideias são diferentes de todos os que os cercam, o que o coloca em evidência e em risco.
                 
O capítulo “O traidor” se passa dois anos depois e Tris já está na Audácia. Por mais que a autora tenha mencionado que abordaria os primeiros momentos com Tris somente nos capítulos finais, eu achei muito estranho e sem sentido ler que eles já se conheciam sem passar pelo trecho em que Tris é a primeira a pular e conferir as reações de Tobias, que após conhecê-la se preocupa muito em proteger a garota e sua família. Nos três últimos capítulos são narrados os encontros com Tris: o salto dela para a Audácia, a preocupação de Tobias orientando-a a verificar o que e como falar, além do encantamento dele com sua beleza e personalidade.

O livro demonstra coragem e superação, já que Tobias teve uma infância complicada e sofrida, chegou à Audácia sem o menor crédito (o último a pular, o último a ser desafiado) e conseguiu impor respeito e ser considerado o mais promissor e candidato a líder do grupo, sempre levando em conta seus valores e crenças.
              
Senti falta da menção ao final trágico de Convergente, mas reconheço que não seja necessário, uma vez que a narração no último livro da série é alternada e pudemos acompanhar todo o sofrimento narrado diretamente por Tobias e o futuro dele pelo epílogo do livro principal. 
“É você quem precisará conviver com a sua escolha – diz ela. – Os outros vão superar, seguir em frente, não importa a sua decisão. Mas você nunca conseguirá fazer isso”. – página 15.
Recomendo “Quatro” para quem saber queira detalhes sobre Tobias ou simplesmente acompanhar a evolução do garoto da Abnegação para quem ninguém olhava e se tornou um dos mais importantes e respeitados na facção que escolheu.


Um pouco sobre a autora: Veronica Roth nasceu em 19 de Agosto de 1988 em Chicago (Estados Unidos), trabalha em tempo integral como escritora e mora com o marido. Divergente, o primeiro volume da série alcançou o primeiro lugar dos mais vendidos do New York Times. Seus livros publicados no Brasil são: 
Quatro: Histórias da Série Divergente
Comentários
16 Comentários

16 comentários:

  1. Oi, tudo bem?
    Já acompanho seu blog há algum tempo e como acabei de criar o meu, vim te convidar para visitar e se quiser também seguir o meu:
    http://leitoresapx.blogspot.com.br/
    Um beijo!

    ResponderExcluir
  2. Olá
    Eu nunca li a série divergente, não costumo dar crédito a algo que as pessoas exaltam demais e até discutem em redes sociais. Não sei realmente do que de trata os livros, então fiquei meio perdida rs.
    Gostei da sua resenha, embora não conhecer a história, ela me deu uma noção do que se passa e da importância de Tobias nela.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Olá
    Se tem uma série que não tenho 7m pingo de vontade de acompanhar (inclusive nos cinemas) é Divergente, acho bem mea boca o livro e não sinto tanta vontade de ler. Mas pelo contrário as capa são lindas, e tem várias pessoas que amam. Mas eu mesmo não pretendo me aventurar nesse mundo. Bela resenha
    Bjks

    ResponderExcluir
  4. Olá, tudo bom?

    Adorei sua resenha. Muitas pessoas me recomendaram essa série, incluindo esse livro, porém ainda não tive coragem de ler já que conheço o final. Sim, me deram spoiler :(

    Enfim, fiquei curiosa sobre o personagem, gosto muito de livros que sejam narrados pelo personagem masculino. Eles dão uma perspectiva nova ao livro, né?

    Obrigada pela dica!

    Beijos.

    http://instantesmemoraveis.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Olá,
    Eu não li essa série, não sei se pretendo ler ou assisto somente os filmes... que indecisão rsrs
    Interessante saber que a autora tinha a intenção de escrever com a visão de um personagem e resolveu mudar. Corajosa heim!?
    Parabéns pela resenha.
    beijos
    Conchego das Letras

    ResponderExcluir
  6. Oie, tudo bem?

    Eu ainda não li essa série. Confesso que ela não me atrai muito, nem os livros ou o filme. Gosto de versões masculinas, talvez só seria interessante para mim por isso. Quem sabe um dia eu não me arrisco na leitura da série?! rs

    Beijos,
    Dai | Blog Cheiro de Livro Nacional

    ResponderExcluir
  7. Olá tudo bem? Eu ouvi algumas pessoas dizerem que esse livro era só para fazer o povo gastar dinheiro, outros gostaram... Eu particularmente achei interessante a autora disponibilizar o "rascunho" da série. Ainda não li o Quatro, eu tenho ele, assim como toda a trilogia, mas quero reler a trilogia para depois ler o Quatro e aproveitar para fazer resenha de todos... Estou ansiosa kkkk beijos
    Sthe - Blog
    http://leesoncre.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Oi
    As vezes me sinto um peixe fora da água, pq eu odeio Divergente hahahah. Já li a trilogia e detestei (tá, tbm não foi assim, até que gostei do primeiro livro). Achei a Tris chata demais... na vdd, não gostei de nenhum personagem, nem do Quatro, que todo mundo ama hahaha.
    Mas sei que tem mta gente que gosta e acho que Quatro: Histórias da série Divergente é ideal para essa pessoas - mas eu jamais leria.
    beijos
    http://www.notinhasderodape.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Eu li Quatro bons meses depois da trilogia Divergente (que li numa tacada só, mesmo p da vida com o spoiler...) e senti que a narração dele é mais íntima com o leitor. Achei meio desnecessário o foco tão grande com os encontros dele com a Tris, muita coisa que já tinha narrado por ela e tal. Mas o que valeu mesmo foi sentir como foi a iniciação de ambos os da abnegação na audácia.

    http://deiumjeito.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Aiiiii que top. O seu 4° livro do ano é o quatro hehehehehehe
    Eu ainda não li a série toda, só li o primeiro livro e ainda não consegui comprar os outros, por falta de verba kkkkkkkk, mas quero ler e esse está na minha lista é claro, pois quem não deseja ler um livro narrado por ninguém menos que Tobias.
    Adorei sua resenha e fiquei ainda mais curiosa para ler o livro, e nem vamos falar do final tragico de convergente, pois antes de ler o primeiro livro já me contaram o final da série. imagina a raiva.

    http://colecoes-literarias.blogspot.com.br/2016/02/tag-filmes.html

    ResponderExcluir
  11. Oi,
    Essa é uma série que gostei banstante embora ela tenha "o final". Ainda não li o livro do Tobias que com certeza é o que mais me chama atenção no livro.
    Eu gostaria que ela tivesse dado um futuro a ele, mas não é o que acontece pela sua resenha.
    Vou lê-lo porque afinal faz parte da série, mas não agora, deixarei para mais tarde.
    bjs.
    Luana Lima
    http://blogmundodetinta.blogspot.com

    ResponderExcluir
  12. Oi Kelly, olha eu tentei ler a série mas não consegui. Eu vi o filme antes e quando fui ler não me adaptei, mas pretendo ler esse ano par aum desafio de ler um livro que abandonei. Talvez se eu ler Quatro, eu goste. O Tobias é o meu personagem preferido e um livro só dele e com o ponto de vista dele, acho que vou gostar sim rs. PElo que vi na resenha, parece ser interessante

    ResponderExcluir
  13. Oi Kelly,
    Nem me lembre desse final trágico. Tentando ainda me acostumar com a ideia de ver tudo isso na telona. Eu já li esse livro, achei bem legal ver o seu olhar em toda a situação, forqb UE deu para conhecer mais o personagem. Adorei!
    Bjim!
    Tammy

    ResponderExcluir
  14. Olá Kelly!
    Pra ser sincera não gosto nada da escrita da Veronica... a adaptação dos livros ficaram boas, animadas, cheias de aventura e com um toque de suspensa, mas os livros me deixaram com o pé atras, só foi começar o primeiro pra saber que não ia gostar de nenhuma das próximas páginas... uma pena, melhor eu não dar uma chance pra história do tobias tb
    bjs
    http://umavidaliteraria1.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Adorei o filme "Divergente" e apesar de ter lido até o segundo eu não consigo concluir essa série. Vai ser o tipo de série abandona que prefiro esquecer que um dia já li/ encontrei. Para os fãs da série esse livro deve ser um ótimo complemento. Espero que eles gostem. Tobias é um dos meus personagens favoritos na série.

    Beijos,

    ResponderExcluir
  16. Olá,
    Eu sou louca para ler Divergente e sim, seu já sei o que acontece no final. Estou ansiosa e de coração partido para assistir o filme. Conhecia o livro Quatro, mas não sabia do que falava. Adorei a sua resenha e quero conhecer mais sobre o livro Quatro!
    Um beijo,
    Delírios Literários da Snow

    ResponderExcluir

 
♥ Meu Amor Pelos Livros ♥ - Todos os direitos reservados © 2014