16.5.18

Séries do Meu Coração #18 Atypcal


Oi gente que ama livros, hoje venho com mais um post da coluna Séries do Meu Coração e compartilharei com vocês o meu amor por mais uma série apaixonante.

A série do mês é Atypcal.


Atypical é uma série norte-americana de comédia dramática original da Netflix, criada e escrita por Robia Rashid, que conta a história de um rapaz de 18 anos com Síndrome de Asperger. Disponibilizada na rede de streaming desde 11 de agosto de 2017, com oito episódios, a série foi bem recebida pela crítica e por isso, renovada para uma segunda temporada.


Nesta comédia — com drama em doses muito bem temperadas — acompanhamos Sam Garner (Kier Gilchrist). Só por sabermos que o protagonista é diagnosticado com Asperger, a série já propõe um desafio ao público. A cada episódio, vamos descobrindo algo a mais sobre o personagem principal: Sam adora pinguins e a Antártida; é ingênuo e literal, tem dificuldade em calibrar as palavras; é ótimo aluno; gosta de ser tocado com força; trabalha com vendas numa loja de equipamentos eletrônicos; adora regras e não curte barulho; odeia encostar no banco do ônibus, pois sente aflição. Se pudéssemos resumi-lo em uma única característica, eu diria que ele é encantador.


Acima de tudo isso, aos 18 anos, Sam está mobilizado com a ideia de arrumar uma namorada. Como não tem filtros ao descrever os desejos íntimos, sua sinceridade produz situações divertidas e também amargas. A tal garota aparece, mas nada é tão simples como ele imaginava. Atypical retrata a circunstância familiar do menino e todos os personagens possuem um arco próprio, o que dá uma movimentação inteligente ao redor do personagem central. A irmã caçula, Casey (Brigette Lundy-Paine), cuida dele; a mãe, Elsa (Jannifer Jason), o superprotege, e o pai  Doug (Michael Rapaport), é doce e amoroso, mas muitas vezes não sabe como se comportar diante das necessidades do filho. No geral, Sam está cercado de pessoas que o amam. Por trás disso tudo, ainda há toda uma maré favorável na maneira como seu ambiente pensa a transição da dependência da família para uma vida de autonomia. Tudo conspira para que o garoto venha a ter as rédeas da própria vida, mas ainda não é possível perceber como isso se desenvolverá.


Atypical é muito comovente e merece toda a sua atenção. Os personagens são cativantes e existirão momentos que você dará gargalhadas e em outro, sentirá um nó na garganta e os olhos arderem. Talvez por possuir este misto de sensações fortes, essa série mereça o seu tempo e ganhe o seu carinho, pois é provocante, irreverente, mas muito intensa e responsável quando se trata da peculiaridade do Sam. Em nenhum momento a sua condição é motivo de piada, embora as conseqüências de seu comportamento sejam.

Enfim, se você ainda não conhecia a série, te convido a dar uma chance. Com poucos e curtos episódios, é uma excelente indicação para maratonar.

Assistam ao trailer e dêem uma chance para um programa leve, mas que convida à reflexão.


Mês que vem trago mais séries do meu coração.

Beijos

21 comentários:

  1. Tudo bem? Estou doida para assistir essa série.. Vou tentar tirar um tempo para ela.
    Estou vendo Perdidos no Espaço com minha filha agora.. Entre outras que já acompanho.

    Beijos.

    www.alempaginas.com

    ResponderExcluir
  2. Oi Ivy
    Eu vi essa série assim que foi lançada e me encantei de mais com ela. Eles tiveram uma sensibilidade muito grande para falar sobre as pessoas que estão no espectro autista. Ela é divertida, é emocionante. Estou ansiosa pela próxima temporada.

    Vidas em Preto e Branco

    ResponderExcluir
  3. Oi Ivi, tudo bem? Nossa eu adorei Atypical, não só pelo protagonista, mas tb por toda a sua família e o plot da mãe! Maratonei de uma vez de tanto que eu gostei, mas terminou de um jeito que sofri por não ter ainda uma segunda temporada!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  4. Olá
    Já tinha visto a série na Netflix, mas nunca parei para dar uma chance. Na verdade nem sabia do que se tratava, mas como estou assistindo coisas novas e no geral adorando, vou adicionar esta a minha lista.
    Amei sua resenha
    Beijuh

    ResponderExcluir
  5. Mesmo sem ter visto a série, já achei Sam encantador, mesmo com todas suas peculiaridades. Acho que é toda essa dramática em torno da síndrome do rapaz que resulta em uma série comovente, então anotamos a dica e vamos dar uma chance a Atypical.

    Abraços.
    https://cabinedeleitura0.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Olá, tudo bem?

    Confesso que não sou de assistir a seriados, raros e poucos são os que assisto, confesso também que por esse motivo nem tenho NetFlix (ME JULGUE - RS). No entanto, a premissa dessa série e a forma com que a você a apresentou me deixaram curiosa, é um tema do qual muito me interessa, o abordado na série. Quem sabe um dia eu venha a assinar netflix e aí possa assisti-la.

    Beijo!

    ResponderExcluir
  7. Sou apaixonada por séries, assim como por livros... Comecei a assistir Atypical, mas não me interessou muito. Depois da descrição da Ivi e dos comentários vou voltar a assistir.
    Gente, também tenho um blog de Literatura e outras manifestações artísticas que iniciei recentemente, deem uma passadinha por lá e enviem sugestões. Se gostarem, estão convidados a seguir.
    Abraços,

    ResponderExcluir
  8. Oie!
    Ameei sua resenha! No momento estou vendo 13 reasons why, mas logo logo vou ver essa. Tenho um priminho com essa síndrome e sinto que o tema é importantíssimo de ser discutido. Obrigada pelo post lindíssimo! ��

    ResponderExcluir
  9. Oi Ivi!
    Eu ainda não assisti essa série, mas quando foi lançada, vi muita gente falando bem dela. O assunto até me interessa, mas primeiro que estou super enrolada com as coisas da faculdade e estou sem tempo no momento (férias, chegue logo!). Segundo que tô com dezenas de séries atrasadas e várias na fila, e elas estariam na frente dessa. Portanto, vou guardar a dica e assistir mais para a frente.
    Bjss

    https://umolhardeestrangeiro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Olá Ivi, tudo bom?
    Adoro essa temática e fiquei super interessada nessa série! Já li O projeto Rosie, onde o personagem também tem Síndrome de Asperger e o próprio Sheldon de The Big Bang Theory, então tenho certeza que também vou achar o personagem encantador. Já anotei a dica e espero poder conferir a série em breve na Netflix ♥
    Beijos!

    ResponderExcluir
  11. Olá!
    Eu amo séries, pra mim, quanto mais melhor e recentemente eu comecei assistir Grey's Anatomi e uma das médicas tem essa mesma doença e eu nunca tinha ouvido falar sobre e fiquei curiosa, pesquisei um pouco e vi o quantos essas pessoas podem ser inteligentes, mas sofrem muito preconceito por causa de seus sintomas. Eu fiquei bastante curiosa para conhecer a história desse garoto. Parece ser bem especial. Com certeza vai para minha lista da Netflix.
    Beijos,
    Nay
    Traveling Between Pages

    ResponderExcluir
  12. Oi Ivi! Não conhecia a série, e achei muito bacana. Apesar de dentro do contexto, esse diagnóstico seja encarado e tratado de maneira natural, ainda tem muita gente que não conhece sobre essa síndrome e suas dificuldades na vida do paciente. Achei super legal um protagonista que tenha e que mostre para o público como é a vida. Valeu a dica!


    Bjoxx ~ www.stalker-literaria.com

    ResponderExcluir
  13. Oi, Ivi ❤
    Mulher que série mais amorzinho é essa? Eu não conhecia meu coração já estava na mão por que as séries que eu assisto estao todas acabando. Achei muito bacana a premissa e a abordagem, por que algo me diz que eu vou amar todos os personagens? Vi o trailer e fiquei mais apaixonada ainda, vou adicionar ele a minha lista. Bdijos!!!

    ResponderExcluir
  14. Oie!

    Eu vi a divulgação dessa série na época que ela lançou, estou bastante curiosa para conhecer a vida do Sam, e acredito que no momento que eu assisti-la ire gostar bastante! Sua resenha, foi a primeira que li sobre a série!

    Bjss

    ResponderExcluir
  15. Olá!
    Não dou conta com tantas indicações. Mal termino uma série e já vejo uma outra indicação.
    No momento não vou assistir, mas já fiquei curiosa com o desenrolar da trama e sobre os personagens.
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  16. Eu não conhecia a série... Ainda não me rendi a Netflix, então as séries deles eu só conheço pelas postagens e tal...
    Achei interessante pelo que você comenta e me parece bem meu estilo de série. Que bom que não ficou em apenas 1 temporada, pois pelo que senti tem muita coisa legal que pode vir ainda. Espero que continue agradando ;)
    Beijinhos,
    Lica

    ResponderExcluir
  17. Oi, Ivi

    Já ouvi falar muito bem da série e sua crítica não foi diferente.
    Eu não conhecia a Síndrome de Asperger até ler o livro O Sorriso da Hiena.
    Realmente parece ser uma série comovente, vê-lo tentar novos caminhos, tentar se relacionar com pessoas fora de seu círculo quando se tem uma síndrome tão peculiar...
    Não verei por agora, mas posso vir a dar uma chance no futuro.

    Beijocas
    - Tami
    https://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
  18. Oii, tudo bem?
    Essa série esta na minha listinha da Netflix faz tempo, mas eu nunca tive aquela vontade de dar play para assistir, até agora. Com certeza ela vai ser a proxima da minha listinha, quero muito conferir essa historia fascinante.

    ResponderExcluir
  19. Ola Ivi... Eu infelizmente ando um tanto quanto desatualizada com as séries ultimamente e estou dando atenção só para as que eu acompanho mesmo, especificamente, Greys Anatomy kkk
    Achei bem interessante a temática dessa série e gosto quando se mistura uma picada de humor com drama.

    Dica anotada.

    Beijos

    ResponderExcluir
  20. Olá,

    Eu gostei bastante dessa série! É super engraçada, o protagonista não é o clichê que costumamos ver nas telinhas e trata de um tema sério de uma forma mais descontraída, além de ter um equilíbrio excelente entre drama e comédia.

    Beijos,
    oculoselivrosblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  21. Olá, tudo bem?

    Eu confesso que não conhecia essa série, fico feliz que goste muito, mas infelizmente a série Atypcal não despertou o meu interesse.
    Abraço!

    ResponderExcluir