16.3.18

Me Chame Pelo Seu Nome (André Aciman)

Ficha Técnica:
Título Original: Call Me By Your Name
Autor: André Aciman
Tradução: Alessandra Esteche
País de Origem: Estados Unidos
Editora: Intrínseca
Número de Páginas: 288
Ano de Publicação: 2017
ISBN-13: 9788551002735

Oi gente que ama livros, hoje venho com a resenha do 9º livro lido em 2018 e foi Me Chame Pelo Seu Nome (Andre Aciman). Em função da grande divulgação do filme baseado neste livro, a minha curiosidade me obrigou a furar a fila de leitura e passar este aqui na frente porque eu queria muito assistir o filme e não queria fazê-lo antes de ler o livro.

O livro nos traz o Elio, um adolescente de 17 anos, italiano e filho de pais extremamente cultos. O pai é professor universitário e a mãe é tradutora. Os pais de Elio desenvolveram um programa acadêmico que todos os anos contempla um jovem escritor ou pesquisador e dá a este jovem a oportunidade de trabalhar com eles durante as férias de verão. Um jovem por ano passa o verão europeu na casa de Elio e lá tem a oportunidade de intensificar seus estudos, bem como aprender um novo idioma.

O livro começa quando Oliver, um americano de 24 anos é contemplado por este programa e chega à casa de Elio que cederá seu quarto ao pesquisador / autor - com quem conviverá durante o verão. Acontece que desta vez, algo muito diferente acontece entre Elio e o hóspede da casa: ele se apaixona perdidamente por Oliver e o livro então se desenvolverá na evolução deste sentimento, bem como no caminho de auto conhecimento que ambos terão que fazer para entenderem seus sentimentos e suas consequências.

Já nas primeiras páginas do livro eu fiquei encantada com o Elio. Ele é um adolescente totalmente fora da curva. É inteligentíssimo, fala muitos idiomas, compõe músicas eruditas, toca vários instrumentos musicais e isso se dá sem nenhum pedantismo intelectual. Aquela é a realidade dele e ele cresceu para ser exatamente quem é: um jovem que respira literatura, boa música e boas referências culturais desde que nasceu.

A maneira como o autor desenvolveu o personagem que nos conta a história – todo o livro é narrado em primeira pessoa sob o ponto de vista do Elio – me fez em algumas partes da leitura ficar um pouco incomodada pela intensidade em que todos os sentimentos eram tão fortes e irrevogáveis. A paixão de Elio por Oliver é forte e ele não esconde isso do leitor em momento algum. A atração física bem como o compartilhamento intelectual que eles possuem é bem descrita no enredo, o que me fez adorar o casal e torcer por eles a todos os momentos da história.

Eu estava predisposta a gostar do livro, mas meu sentimento para com a obra foi além: eu me apaixonei pela paixão deles. A narrativa nos traz as descobertas do primeiro amor e do quanto ele pode ser determinante para toda uma vida. Cenários paradisíacos e referencias bibliográficas estão espalhadas por todas as páginas, o que sempre agrega bastante à leitura.

Terminei o livro extremamente satisfeita em conhecer a história e entender porque o livro ganhou uma adaptação para o cinema com inclusive, indicações a premiações importantes dentro da esfera cinematográfica. A história de amor é forte e convincente. Padrões e tabus são esquecidos quando se tem a certeza que o que os personagens sentem é legítimo e isso deu muita consistência para o romance.

Super indico para quem gosta de histórias de amor. O livro é bem escrito, interessante e apaixonante como todo romance deve ser.

Amei!!!


Um pouco sobre o autor: André Aciman nasceu em Alexandria, Egito. É ensaísta, romancista e pesquisador da literatura do século XVII. Seus textos foram publicados em veículos de destaque, como The New Yorker, The New York Times e The Paris Review. Doutor em literatura comparada pela Universidade Harvard, foi professor na Universidade de Princeton e atualmente leciona no The Graduate Center em Nova York, Estados Unidos, onde vive com a família. Me Chame Pelo Seu Nome é o seu único livro publicado no Brasil.

11 comentários:

  1. Olá,

    Achei muito interessante o livro e adoro história que tem um pouco sobre auto conhecimento. Só de ler sua opinião, já consigo imaginar Elio um garoto bastante culto, o que também achei um atrativo no livro. Adorei saber que a relação entre Oliver e Elio é intensa e que bom que se apaixonou junto a eles. Com certeza farei a leitura assim que tiver oportunidade!

    www.virandoamor.com

    ResponderExcluir
  2. Oláa, Ivi! Tudo bem? Gostei da resenha e ver que gostou tanto do livro. Realmente a obra tem recebido muitos elogios, como também sua adaptação. Ainda não tive a oportunidade de ler/assistir, mas quero MUITO fazer isso... espero me apaixonar também :D

    Beijos!
    https://umaleitoravoraz.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oi, Ivi.
    Fiquei com vontade de ler esse livro desde que lançou, mas saber que ele superou suas expectativas atiçou ainda mais o meu desejo por ele! Vou colocar na minha lista de desejos de aniversário e quem sabe dou sorte de ganhar um exemplar de presente!! Rs...
    Parece ser uma história de amor tão linda que não dá para perder!
    Beijos
    Camis - blog Leitora Compulsiva
    http://leitoracompulsiva.com.br

    ResponderExcluir
  4. Sabe que não tenho o menor interesse em ver ou ler, mas tantas pessoas estão falando bem da obra que me lembra um pouco diário de um adolescente com o Leo do Caprio e isso me fez querer ver o filme. Acho que obras caprichadas merecem o mérito.

    ResponderExcluir
  5. Olá, Ivi!

    Ouço falar muito bem desse livro em toda parte. E a maneira como você descreveu o protagonista em sua resenha só me instigou mais!kkkkkk... Porque amo a intensidade num romance. Preciso enxergar a paixão dos personagens, a força do que eles sentem um pelo outro. E saber que existe isso nesse livro já me fez decidir que, se Deus quiser, lerei a história ainda este ano! :D

    Bjs!

    ResponderExcluir
  6. Já vi o livro e ouvi algumas coisas do filme, mas não conhecia a fundo a premissa da obra. Ficou curiosa para conhecer o desenrolar da relação de Elio e Oliver, sem dizer as questões familiares que isso deve ter surtido. Com certeza é dica anotada.

    Abraços.
    https://cabinedeleitura0.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oi Ivi! Também vi muito sobre o filme, e acho que faria a mesma coisa que você, cortaria a fila de leituras pra conhecer o livro. Apesar de não fazer muito meu estilo de leitura, quase não leio romance, acredito que esse parece ser muito real e emocionante, com a descoberta do amor, e também com todo o ambiente que envolve..
    Bjoxx ~ http://www.stalker-literaria.com/

    ResponderExcluir
  8. Oi Ivi!
    Já tinha visto muito falatório sobre essa obra, mas nunca tinha parado pra ler nenhuma resenha. Fiquei bem encantada com sua opinião sobre o livro e realmente parece ser bem intenso, ao ponte de você se apaixonar pela paixão dos dois. Adorei que é bem ambientado e com várias referências. Já quero ler!
    Beijos

    www.lendoeapreciando.com

    ResponderExcluir
  9. Olá Ivi,
    Até hoje, não li uma impressão negativa sobre esse livro. Eu confesso que isso me anima e me assusta, mas torna impossível não querer ler esse livro. Essa sensação de se apaixonar por uma paixão é fascinante e poucos livros me trouxeram isso, espero que esse seja um deles. Sobre os personagens, acho que nossas impressões podem ser parecidas ♥
    Beijos,
    http://www.umoceanodehistorias.com/

    ResponderExcluir
  10. Oi, Ivi! Tudo bem?
    É tão bom ler um livro para o qual temos grandes expectativas e elas serem superada né? Eu fiquei muito curiosa para ler este livro, até porque ainda quero ver o filme só depois que fizer a leitura.
    Uma das coisas que me chamaram a atenção é que os personagens parecem ter sido muito bem construídos pelo autor, especialmente o protagonista. Pelo que você falou, me pareceu que o autor descreveu com muita sensibilidade o primeiro amor do protagonista e, mais do que isso, o fez de forma convincente e emocionante.
    Adorei sua resenha e espero ler este livro em breve.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  11. Oie!
    Eu li esse livro no começo do ano e confesso que fiquei incomodada também com a intensidade de algumas coisas. A cena do pêssego me deixou bem desconfortável kkkk. Mas o livro e incrivel, uma narrativa muito poética e romântica. Quero muito ver o filme!

    ResponderExcluir