12.3.18

Filme da Vez #66: Três Anúncios Para Um Crime

FICHA TÉCNICA:
Título Original: Three Billboards Outside Ebbing, Missouri
Ano de Produção: 2017
Lançamento no Brasil:  15 de Fevereiro de 2018
Duração: 115 minutos  
Gênero: Drama
País de Origem: Reino Unido, EUA
Classificação Etária: 16 anos
Direção: Martin McDonagh
Elenco: Frances McDormand, Woody Harrelson, Sam Rockwell e outros.
Distribuidora: Fox Films
Sinopse: Inconformada com a ineficácia da polícia em encontrar o culpado pelo brutal assassinato de sua filha, Mildred Hayes (Frances McDormand) decide chamar atenção para o caso não solucionado alugando três outdoors em uma estrada raramente usada. A inesperada atitude repercute em toda a cidade e suas consequências afetam várias pessoas, especialmente a própria Mildred e o Delegado Willoughby (Woody Harrelson), responsável pela investigação.
Esse filme foi escolhido por um amigo e reconheço que não sabia da estreia ou da indicação a tantos Oscars, então não tinha grandes expectativas ao chegar a uma sala quase vazia por ser a última sessão de uma segunda-feira.

O clima é tenso desde as primeiras cenas, momento em que Mildred Hayes (Frances McDormand) aluga os outdoors para relembrar o assassinato da filha Angela e cobrar ação (ou pelo menos maior empenho) da polícia sobre o responsável pelo crime. Mildred é uma personagem MUITO complexa, por vários momentos parece um pouco desequilibrada (ainda que suas atitudes sejam compreensíveis) e cheia de altos e baixos, mas determinada ao extremo por seu objetivo. A indicação de Frances McDormand ao Oscar de melhor atriz em 2018 é super merecida!


O filme é bem intrigante e a todo momento torcia para que o caso fosse finalmente resolvido, mas Mildred enfrenta várias situações, inclusive de risco, assim como o delegado Willoughby, que teve a vida alterada após seu nome exposto em um dos outdoors colocados por Mildred. Há algumas cenas bizarras que me deram até certa agonia como a de Mildred no dentista e outras inesperadas (um dos policiais ouve “Chiquitita”, da cantora Perla no trabalho), o que provocou até risadas em meio ao clima tenso.


O filme é longo, mas o tempo passa super rápido, pois envolve bem o público. Minha única ressalva é quanto ao final, que na minha opinião é aberto e subjetivo, não responde a questão principal da história. Até permanecemos na sala durante os créditos na esperança de uma cena adicional ou explicação, o que não aconteceu e saímos do cinema bem frustrados. Ao chegar em casa ainda inconformados, uma amiga encontrou uma opinião em um site que faz bastante sentido até para que pudéssemos perceber a questão do comportamento de Mildred sobre o assassinato da filha por outro ângulo.

Mesmo que no primeiro momento tenha ficado frustrada com o final, reconheço que a história é bem original, com personagens fortes e que enfrentam as consequências de suas atitudes e decisões. O filme me surpreendeu bastante, recomendo!

Trailer: 

Nenhum comentário:

Postar um comentário