1

O Ar Que Ele Respira (Brittainy C. Cherry)

Ficha Técnica:
Nome Original: The air he breathes
Autora: Brittainy C. Cherry
País de Origem: Estados Unidos
Tradução: Meire Dias
Número de Páginas: 308
Ano de Lançamento: 2016
ISBN: 978-85-01-10601-8
Editora: Record
SKOOB

Não conhecia a autora e me interessei pela leitura pelos comentários em um grupo literário que participo. O título me chamou a atenção por ser focado no personagem masculino e já imaginei uma história forte e dramática, bem do estilo que gosto.

A narração é alternada e o prólogo é narrado por Tristan, casado com Jamie e pai de Charlie, empolgado com a viagem para encontrar possíveis investidores para a loja que pretende abrir e expor suas peças em madeira. O livro já começa de forma dramática, pois antes de chegar ao destino, Tristan é avisado sobre um acidente com a esposa e o filho.
“Todo mundo merece ter pelo menos um amigo em quem possa confiar seus medos e segredos. Suas culpas e alegrias. Todos merecem ter uma pessoa que vai olhar em seus olhos e dizer: “Você é autossuficiente, você é perfeito, mesmo com todos os seus problemas.”
O primeiro capítulo é narrado por Elizabeth, mãe de Emma, viúva de Steven e decoradora de interiores, que vive por um período na casa de sua mãe, ainda que a relação entre as duas seja difícil Elizabeth quase atropela um cachorro, cujo dono fica extremamente irritado e é grosso com ela. O rapaz só demonstra emoção ao saber que o cachorro (Zeus) ficará bem. Ao voltar a casa em que vivia com o marido falecido, Elizabeth vai ao local em que Steven a pediu em casamento e percebe que seu vizinho esquisito é Tristan, o dono do cachorro atropelado por ela, que é rude novamente e pensa que ela o segue.

Todos na cidade a aconselham a manter distância de Tristan, visto como desequilibrado. Elizabeth tem dois amigos importantes para a história: Faye (bem sincera, de linguagem vulgar e ao mesmo tempo engraçada) e Tanner (melhor amigo de Steven), que deixa claro que a ajudará em tudo o que for possível.
“Até as pessoas mais calmas se descontrolam quando alguém fala de seus filhos: isso transforma qualquer mãe num bicho capaz de qualquer coisa para proteger sua cria de todas as feras do mundo”.
Enquanto os capítulos narrados por Elizabeth fazem parte do presente, os narrados por Tristan descrevem os dias após o acidente de Jamie e Charlie e são os mais dramáticos do livro.  Elizabeth quer saber mais de Tristan e os dois acabam se envolvendo, mesmo que seja somente para lembrar dos amores falecidos, já que os dois se sentem destruídos pelas fatalidades na vida.

Emma é uma criança adorável, sempre com o ursinho Bubba nas mãos e acredita que plumas brancas representam o pai. Considerando que Jamie e Charlie adoravam livros, vários são citados; As tatuagens de Tristan fazem de seu corpo uma biblioteca particular e ele menciona até que a Bíblia e Harry Potter são livros que todos deveriam ler, “porque ensinam tudo sobre a vida”.
"Os pequenos momentos de felicidade compensam a dor, e os cacos do coração podem ser colados novamente. Quer dizer, sempre fica uma cicatriz ou outra, e, às vezes, as memórias do passado te queimam por dentro, mas são uma lembrança de que você sobreviveu. É esse fogo que nos faz renascer."
Há alguns trechos bem desnecessários, como o sonho de Elizabeth com o quarto verde, a conversa de Faye com ela enquanto está com o namorado Matty e a vingança de Faye ao descobrir que ele voltou com a ex-mulher.  A relação de Tristan e Elizabeth evolui e em um determinado momento do livro, pensei: “ainda falta mais da metade para terminar o livro e já está tudo tão certinho, o que acontecerá?”.

Algumas páginas depois, era hora dos momentos mais importantes da história: motivo do afastamento de Tristan dos pais, ligação entre Steven e a família de Tristan e a revelação de Tanner (o que mais me surpreendeu), que cria um clima tenso e dramático até as últimas páginas, colocando todos em risco.  A mensagem do livro é de superação pelo amor, que pode ser como o ar que o outro respira. Mostra também a importância de não julgar pelas aparências, já que nem tudo é como parece (seja para o lado bom ou ruim).
“Não jogue fora a chance de ser feliz. No final, não são nas cartas de tarô, nos cristais ou nos chás especiais que reside a magia. A magia está nos pequenos momentos. Nos pequenos gestos, nos sorrisos gentis e nas risadas silenciosas. A magia é viver todos os dias e se permitir respirar e ser feliz”
Recomendo para quem goste de romances dramáticos, estilo Nicholas Sparks. Mesmo com alguns trechos desnecessários, eu gostei bastante, principalmente dos capítulos narrados por Tristan. “O ar que ele respira” é o primeiro livro da série Elementos, o segundo é “The Fire Between High & Lo”, ainda não foi lançado aqui no Brasil. Nos agradecimentos, a autora menciona a visita ao Brasil e agradece aos leitores pela inspiração e a editora brasileira por trazer seus personagens para o país. Achei bem fofo da parte dela!




Um pouco sobre a autora: Brittainy Cherry é uma escritora americana formada pela Universidade de Carroll em Artes Teatrais e Escrita Criativa. Ama escrever roteiros, atuar e dançar. Atualmente vive em Milwaukee, Wisconsin, com sua família. Quando ela não está debruçada em uma nova história, escrevendo ou lendo, ela provavelmente está brincando com seus adoráveis animais de estimação. No Brasil, seus livros publicados são:
- Sr. Daniels
- O ar que ele respira
Comentários
1 Comentários

Um comentário:

  1. Olá Kelly,
    Meu primeiro contato com a autora foi com o livro Sr. Daniels que eu gostei bastante. Já estou super interessada nessa nova história dela e acredito que vou gostar, porque é bem meu tipo de gênero hahaha
    A capa ficou muito linda também.
    Parabéns pela resenha!

    Beijos!

    http://www.booksimpressions.com.br/

    ResponderExcluir

 
♥ Meu Amor Pelos Livros ♥ - Todos os direitos reservados © 2014