21

A Teoria de Tudo (Jane Hawking)

FICHA TÉCNICA
Nome original: Travelling to Infinity: My Life With Stephen
Autora: Jane Hawking
País de origem: Reino Unido
Tradução: Sandra Martha Dolinsky e Julio De Andrade Filho
Número de páginas: 448
Ano de Lançamento: 2015
ISBN: 978-85-67028-51-4
Editora: Única

Há bastante tempo queria ler esse livro porque adorei o filme , - você pode conferir a resenha do filme AQUI. então ele foi uma das minhas opções de presente em um amigo secreto de um grupo literário que participei. Fiquei feliz quando o recebi e já comecei a ler, mas devo comentar que o livro é bem longo e o tamanho das letras é pequeno, confesso que no início me deu certa preguiça.
“Como se as pessoas com necessidades especiais e suas famílias não tivessem o direito de se aventurar tão longe. A injustiça nos estimulou à ação”. – página 152.
A história é dividida em quatro partes e Jane (esposa de Stephen Hawking, um dos físicos mais conhecidos) narra o momento em que o viu pela primeira vez, assim como seus próprios sonhos na adolescência, a preocupação quando Stephen recebeu o diagnóstico de uma doença degenerativa (esclerose lateral amiotrófica - ELA), as alegrias e dificuldades do casal.

Tudo é bem detalhado, desde a dificuldade de Stephen de ser aceito, a luta pelos direitos dos deficientes até os problemas de Jane com a família de Stephen, que não acreditam que ela ame o marido. Após o nascimento dos filhos, Jane se divide entre os cuidados com Stephen (cada vez mais debilitado) e as crianças, porém, também deseja terminar sua tese e se realizar profissionalmente.
“Vendo e ouvindo tudo aquilo, eu estava me sentindo assombrada pelo paradoxo de que, em um só golpe, a morte tinha apagado todo o aprendizado, as experiências, o heroísmo, a bondade, as conquistas e as lembranças daquela vida da qual estávamos ali nos despedindo”.
(página 102).
A partir da segunda parte, Stephen é reconhecido por suas teorias e Jane se sente sobrecarregada e em conflito. Na terceira parte, Jane se sente atraída por Jonathan e ele se torna importante na vida da família. A partir do momento em que a enfermeira Elaine Mason chega a casa dos Hawking, Jane sente que seu papel para Stephen foi diminuído. 

Há alguns trechos divertidos / inusitados sobre as viagens de Stephen pelo mundo (encontro com a rainha e o papa) e algumas situações bem dramáticas, como as crises em que Stephen quase morre sufocado ou quando o bebê Robert corre risco de vida ao tomar os remédios do pai.

Ainda que haja relatos bem reais, como a dificuldade para obter tratamento domiciliar para Stephen e a questão de acessibilidade, a narração é bem tendenciosa. Jane sempre se descreve como a esposa corajosa e que se sacrifica pelo marido, aguentando as críticas da família dele a todo momento. Stephen é descrito como alguém forte e determinado a lutar contra as possibilidades, porém, Jane também o coloca como se ele não a valorizasse e como aquele cuja opinião prevalece sempre.  

O relacionamento de Jane com Jonathan é complexo, a narração dela leva a entender que Stephen teria simplesmente aceitado, mas logo demonstra que não foi tão simples assim, até porque em dado momento ele também tem um envolvimento fora do casamento e Jane não aceita. Se ela estava com Jonathan não seria justo permitir que o marido também tivesse outra pessoa?

A relação de Jane com a família de Stephen também é confusa. Se no começo eles não acreditavam no casamento ou menosprezavam o esforço dela por ele, em alguns trechos a agradecem pelo cuidado e atenção ao marido. Há algo maior que gere críticas e agradecimentos a uma mesma situação?
Se Jane descreve Stephen como uma pessoa de personalidade difícil, como ele a descreveria?

São perguntas que devem ser respondidas no livro com a visão de Stephen Hawking (Aventuras de uma vida, escrito por Kitty Ferguson). Fiquei curiosa para ler e devo comentá-lo por aqui logo.
“Eles me tratavam de forma aberta e amigável, então comecei a perceber qual poderia ser a vantagem de viver em meio a uma grande rede familiar: a perda da individualidade pela aparência era compensada pela sensação de segurança que uma rede desse tipo poderia gerar”.
(página 50).
O livro relata a superação e o sucesso de Stephen, além do esforço de Jane para acompanhá-lo e ao mesmo tempo manter a família e cuidar dos filhos da melhor forma possível. Reconheço que gostei muito mais do filme que do livro, claro que Jane se esforçou bastante pela família, mas fiquei com a impressão de que ela se aproveitou e construiu imagem de esposa perfeita para obter sucesso por meio de sua narração.


Um pouco sobre a autora: Jane Hawking nasceu na Inglaterra em 29 de março de 1944 e se tornou escritora e palestrante. Foi casada com o físico Stephen Hawking por mais de 25 anos.  A Teoria de Tudo é seu único livro publicado no Brasil.
Comentários
21 Comentários

21 comentários:

  1. Olá,

    Não assisti o filme ainda, mas já estou com o livro na fila de leitura! Estou curiosa para saber a história, mas quero ler os dois para entender os dois pontos de vista.

    Parabéns pela resenha!

    www.booksimpressions.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oi, então, li esse livro no ano passado e acho que é uma leitura válida, porém no meu caso parece que faltou alguma coisa. Acho que senti isso porque comecei a ler com muitas expectativas. De qualquer maneira, acho legal o modo como o texto desenvolve sobre a superação dele, assim como os relacionamentos familiares e demais complicações.
    Beijos, Fer

    ResponderExcluir
  3. Oiie, tudo bem?

    Eunão conhecia o livro, mas acho que seria uma boa pedida, pelo fato de ter um pouco de superação e porque mostra o quão os deficientes encontram dificuldades. GOstei muito da premissa dele, também por ter assuntos com problemas familiares. Espero algum dia ler.

    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Assisti o filme, e apesar de ter gostado muito de conhecer um pouco desse gênio, não tenho vontade de ler o livro. Ainda mais sabendo que as letras são pequenas (abandonei quase todas as minhas leituras em que os livros eram assim), sem contar essa narração tendenciosa da Jane (acho que é por isso que gostei do filme, embora não goste muito de estórias biográficas, pela forma como ela foi contada).

    Virando Amor

    ResponderExcluir
  5. OI kELLY, EU ACHO QUE ESTE LIVRO REALMENTE MERECIA UM FILME E FOI À ALTURA COM UMA BELA INTERPRETAÇÃO. ELE É UM FÍSICO BRILHANTE QUE NÃO DESISTIU FÁCIL DA VIDA E OLHA QUE ELE PASSA POR INÚMERAS DIFICULDADES. MAS PREFIRO VER O FILME AO LER O LIVRO PORQUE PARA MIM PARECE MEIO QUE MAÇANTE DEMAIS SABE?

    Beijos,

    Greice Negrini

    Blogando Livros
    www.amigasemulheres.com

    ResponderExcluir
  6. Oi Kelly, tudo bem?
    Ainda não vi o filme, mas tenho muita vontade de ver pois ele parece ser ótimo!
    Confesso que o livro não é uma leitura que me interessa, pois já li várias resenhas onde muitas pessoas falam que é uma leitura um pouco maçante, e também porque não é uma leitura que eu tenha muito interesse.
    O fato de ser escrito pela Jane, obviamente deve deixar a história bem tendenciosa, por isso acho que vai ser legal conhecer também o lado do Stephen.

    Beijos :*
    http://www.livrosesonhos.com/

    ResponderExcluir
  7. Ai, eu amei o filme desse livro! Mas não sei, eu fiquei meio na dúvida de ler, mesmo tendo ficado com muita vontade por ter gostado muito do filme, mas, como você mostra na resenha, fiquei com medo da parcialidade já que é escrito pela esposa do Stephen. Acho que vou na biografia do Stephen feito pela uma pessoa de fora.

    Um Metro e Meio de Livros

    ResponderExcluir
  8. Olá Kelly,
    Estou com o livro aqui em casa e lerei esse ano.
    Gostei muito da sua opinião e vou levá-la em conta quando ler o livro. Acho que essa sua ideia de que a Jane quis se envaidecer e aproveitar da imagem me faz refletir que é possível sim, muitas pessoas fazem isso, às vezes, involuntariamente.
    Espero ler esse livro em breve e, então, te conto o que achei.
    Beijos,
    Um Oceano de Histórias

    ResponderExcluir
  9. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  10. Amiga eu tenho esse livro em ebook, mas eu ainda não li não, mas eu vi o filme e simplesmente adorei a estória. É bastante tocante por conta da superação que ele tem que passar, principalmente após a sua esposa ficar interessada por outro, mas a estória dele é incrivel. O livro deve ter mais detalhes e com certeza vou querer conhecer, porque eu amei a capa do livro e me chamou muita atenção. Espero ler assim que puder, mas provavelmente depois da minha viagem rs

    Eu adorei tudo que tu contou sobre o livro.
    Vi que tu expressou muito bem sobre a estória, porque parecia que eu estava vendo o filme novamente. É bem parecido os acontecimentos, mas estou curiosa mesmo assim rs


    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2016/04/resenha-lost-boys.html

    ResponderExcluir
  11. Oi, tudo bem?
    Acredito que como a visão seja dela no livro, ela parece que favorece bem o lado dela como esposa, pelo que você citou na resenha. Acredito até que alguns detalhes sejam até diferentes do filme.
    Confesso que não tenho vontade de ler o livro, mas eu amei o filme.

    ResponderExcluir
  12. Eu estou louca por esse livro, mas não aguentei e assisti o filme primeiro. Me emocionei muito, ri e chorei. Esse cara é uma das mentes mais brilhantes que já existiu e sempre o admirei muito, preciso muito ler esse livro. No filme, a esposa não é tão perfeita assim. ela é dedicada mas eles mostraram que é falha como qualquer outra pessoa, com seus momentos de crise e de chutar o pau da barraca. Eu fiquei com muita raiva dela a maioria do filme porque quando ela aceitou se casar com ele sabia das dificuldades e mesmo assim casou, depois que o bicho pegou pra valer ela começou a tratá-lo como se fosse só por obrigação e fez uma baita de uma sacanagem com ele no final, pra mim foi a gota. O sofrimento dele com suas limitações já era o suficiente e ela só fazia o que era obrigada para ajudá-lo como se ela que merecesse toda a atenção, ela vivia dizendo que precisava de ajuda pois não dava conta dele e da casa. Tenho uma grande raiva por ela e sabendo que no livro ela passa essa imagem de esposa perfeita, eu fico com raiva do livro e até me desanimei um pouco para ler. Mas ainda vou ler só para comparar. Quero muito uma história com a versão dele. Na minha opinião ela só quis vender seu livro se valendo de sua condição de ex-esposa de um dos homens mais respeitados do planeta.

    ResponderExcluir
  13. Que maravilha!!achei legal ela contar sua própria história, acredito que não exista uma verdade absoluta, então ela contou sua própria versão, e como tudo, está sujeita a opiniões. Seria legal que ele pudesse escrever um livro contando sua verdade também. Ah, e o filme está na minha lista pra assistir. A resenha está maravilhosa, parabéns!!!! Beijos :)

    ResponderExcluir
  14. Oi, eu amei o livro e achei bem construido e proximo da realidade. Quando soube que era baseado num livro quis muito assistir e ler o livro. Ainda não li o livro, mas amei o filme e adorei a sua resenha e fiquei mais curiosa para lê-lo. Achei muito interessante a esposa dele contar a historia, como foi a doença, os pontos de vista dela em relação a varias coisas, achei genial.
    bjus

    ResponderExcluir
  15. Oie!
    Acredita que não consegui ler esse livro? Depois que assisti o filme já achei que estava bom para mim, e por isso acabei não lendo. Ainda não me senti inspirada para ler, só o filme foi suficiente rs
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  16. Oie! Eu tinha bastante curiosidade para conhecer a história descrita no livro, pois, assim como você, assisti o filme e adorei, mas ainda estava em dúvida se realizava a leitura ou não. Depois de sua resenha e dos comentários que expôs, acabei desistindo. Que pena que a leitura não foi tudo o que você esperou. :/ Enquanto assistia o filme, muitas vezes fiquei irritada com a Jane também. Principalmente na parte de ela ficar para cima e para baixo com Jonathan e depois se irritar com Stephen. Acredito que não deva ter sido fácil para ela, mas acho que algumas situações não precisavam ter acontecido. Adorei a sua resenha e espero que a leitura de Aventuras De Uma Vida seja muito satisfatória. ♥

    Beijos,
    Fernanda Goulart.

    ResponderExcluir
  17. Olá!

    Tenho muita vontade ler o livro e ver o filme, mas ainda não o fiz. Queria muito conhecer a historia e luta de Stephen Hawking. Achei bem legal sua forma de pensar sobre a forma tendenciosa da Jane de narrar as coisas e acho que eu também iria querer saber as coisas pelo ponto de vista do Stephen. Muito contraditório, ela poder ter outro alguém, mas o Stephen não poder. Vou ficar antenada pela resenha do outro livro, quero saber o que você tem a dizer.

    Beijinhos!
    Cantinho Cult

    ResponderExcluir
  18. Olá! Adorei sua resenha, achei super completa.
    Mas vamos ao livro. Eu nunca tive muito interesse em ler esse livro e demorei muito tempo para me convencer a ver o filme. No final acabei gostando. Concordo que de certa forma a esposa foi tendenciosa, mas por outro lado eu não tiro a razão dela. Mesmo que talvez ela quisesse parecer a esposa perfeita, ela não era uma boa esposa, de fato?
    Sim, ela tinha uma ideia do que viria a seguir ao se casar com ele, mas sabemos muito bem que certas coisas não podem ser dimensionadas com precisão até serem vividas e esse é o caso. Ela, de uma forma ou de outra, abriu mão da própria vida por ele, para cuidar dele. E talvez tenha sido impressão minha, mas eu nunca achei ele "agradecido" por isso. Sei lá, opinião minha mesmo.
    Beijos!
    Laury

    ResponderExcluir
  19. Oi Kelly, sabe que eu li o livro um tempo atrás e gostei dele, mas acredita que eu preferi o filme do que o livro? não sei, mas me pareceu que o livro é muito cheio de detalhes que não eram necessários, sabe? para mim essa parte não rolou, mas no demais, a trama é maravilhosa.

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

    ResponderExcluir
  20. Oi Kelly,

    Eu queria ter lido esse livro antes de ver o filme, mas pela adaptação, também senti que a Jane quis se fazer de melhor em muitos momentos, embora o que ela tenha passado seja muito complicado.

    O filme me parece mais equilibrado com a narrativa pelos dois lados, achei incrível e talvez não muito diferente desse livro.

    Bjs, @dnisin
    www.sejacult.com.br

    ResponderExcluir
  21. Ola

    Ainda não li o livro e também não vi o filme. Achei bem forte suas impressões sobre a autora querendo se promover passando uma impressão de boa mulher e mãe, acho que teria as mesmas impressões. Adorei a resenha, foi muito bem desenvolvida.

    Bjos
    http://rillismo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

 
♥ Meu Amor Pelos Livros ♥ - Todos os direitos reservados © 2014