2.12.20

Vem Aí Book Tag – Parte 2



Oi gente que ama livros, hoje venho com a segunda parte da Vem Aí Book Tag.

Vamos conferir?

10. Já vai?: uma leitura tão gostosa que você nem percebeu quando acabou
Nascido do Crime
(Trevor Noah) foi um livro que me surpreendeu de diversas formas. Por ser a autobiografia de alguém que nem conhecia, acreditava que a leitura seria pouco proveitosa para mim, mas estava enganada. O livro traz a história de vida de Trevor Noah, hoje com 36 anos que nasceu de uma relação ilícita. O que torna sua concepção errada e o que fez Trevor nascer de um crime foi o fato da mãe ser negra, o pai branco e ele ter nascido na África do Sul durante o Apartheid, regime político de forte segregação racial em que dirigentes brancos se aproveitaram da vulnerabilidade da população negra para marginalizá-los. Ele foi criado e educado pela mãe, Patricia Noah, uma mulher forte, rígida, mas apaixonada pelo filho e decidida dar uma vida melhor a ele. Não apenas em questões materiais, mas que o filho tivesse oportunidades, direto de escolha, sobrevivesse com bravura e determinação diante do racismo legalizado no país. Pela história de determinação do Trevor, bem como pelo bom humor em contar essa história, eu não queria que o livro acabasse nunca.


11. Não vim: um livro que todo mundo leu, menos você

Sol da Meia Noite (Stephenie Meyer). Esse lançamento deixou todo o fandom de Crepúsculo surtando de felicidade. Embora eu tenha lido os livros na época em que eles foram lançados, meu entusiasmo pelo livro foi zero e parecia que só eu não estava lendo o livro.
Sinopse: Um dos maiores fenômenos editoriais dos últimos tempos, a saga Crepúsculo narra a icônica história de amor de Bella Swan, uma garota tímida e desastrada, que acaba de mudar de cidade, e Edward Cullen, um rapaz misterioso que esconde um segredo aterrorizante: é um vampiro. Desde a primeira troca de olhares, ele fez tudo para ficar longe dela, mas e se as coisas não tiverem acontecido exatamente assim? Até agora, os leitores conheceram essa trama inesquecível apenas pelos olhos de Bella. No aguardado Sol da meia-noite, vamos testemunhar o nascimento desse amor pelo olhar de Edward, mergulhando em um universo novo, sombrio e surpreendente, cheio de revelações. Conhecer Bella foi o que aconteceu de mais irritante e instigante em todos os anos de Edward como vampiro. À medida que conhecemos detalhes sobre seu passado e a complexidade de seus pensamentos, conseguimos entender por que Bella se tornou o eixo central de uma batalha decisiva em sua vida. Como Edward poderia seguir seu coração se isso significava colocar a amada em perigo? Do que ele seria capaz de abrir mão? Em Sol da meia-noite, Stephenie Meyer faz um retorno triunfal ao universo de Crepúsculo e nos transporta mais uma vez para Forks, convidando-nos a revisitar cada detalhe dessa história que conquistou milhões de fãs em todo o mundo. Em meio a uma paixão cercada de perigos sobrenaturais, vamos descobrir como Edward encara seus prazeres mais profundos e as consequências devastadoras de um amor proibido e imortal.

12. Talvez venha aí: um livro que você pretende dar uma segunda chance
Nenhum! No momento a lista de leitura é grande demais para voltar a alguma leitura abandonada que não me conquistou na primeira vez.

13. Será que vem aí?: uma série que você quer começar

The Royals (Erin Watt) é uma série que pretendo começar porque descobri que foi escrita pela Elle Kennedy que usou um pseudônimo para este novo trabalho, em função do gênero diferente.
Sinopse do primeiro livro, Princesa de Papel: O primeiro livro da série The Royals, a nova sensação new adult dos EUA. Ella Harper é uma sobrevivente. Nunca conheceu o pai e passou a vida mudando de cidade em cidade com a mãe, uma mulher instável e problemática, acreditando que em algum momento as duas conseguiriam sair do sufoco, mas a mãe morreu e Ella está sozinha. É quando aparece Callum Royal, amigo do pai, que promete tirá-la da pobreza. A oferta parece tentadora: uma boa mesada, uma promessa de herança, uma nova vida na mansão dos Royal, onde passará a conviver com os cinco filhos de Callum. Ao chegar ao novo lar, Ella descobre que cada garoto Royal é mais atraente que o outro – e que todos a odeiam com todas as forças. Especialmente Reed, o mais sedutor, também aquele capaz de baixar na escola o “decreto Royal” – basta uma palavra dele e a vida social da garota estará estilhaçada pelos próximos anos. Reed não a quer ali. Ele diz que ela não pertence ao mundo dos Royal e ele pode estar certo.

14. Vim: um livro que você só leu depois que a hype passou
.
Os Sete Maridos de Evelyn Hugo (Taylor Jenkins Reid) foi um livro que esperei o hype passar porque era tanta gente comentando deste livro que eu tinha a impressão que se entrasse na cozinha da minha casa, a Evelyn Hugo estaria lá. Esperei e após a leitura, só pude confirmar o hype porque é realmente incrível. O livro nos traz a Evelyn Hugo, uma atriz que arrebatou multidões para os cinemas nos anos de 1950 e 1960 com filmes inesquecíveis e sua atuação brilhante. Evelyn veio de uma família humilde de origem latina. Sua mãe morreu quando ela era ainda muito nova e Evelyn confiava pouquíssimo no pai, por isso quando fugiu e teve a oportunidade de se tornar atriz, não pensou muito sobre o assunto. O livro começa com ela convidando uma repórter para uma entrevista, depois de muitos anos em silêncio usufruindo sua aposentadoria. Monique Grant é uma jornalista de projeção profissional bem discreta, por isso foi com grande surpresa que sua chefe recebeu o convite para a entrevista e até tentou enviar alguém mais competente aos olhos dela para executar esse trabalho, mas Evelyn Hugo fazia questão que fosse Monique e assim, decidiu contar toda a sua vida para esta jornalista.

15. O que será que vem aí?: uma continuação que você está animado/curioso para ler

Uma Noiva Rebelde (Julia Quinn) é o último livro da série The Rokesbys e pretendo ler ainda em 2020.
Sinopse: Ela tinha duas opções… Georgiana Bridgerton nunca foi contra a ideia de se casar. Ela só achava que sua opinião seria levada em conta na hora de escolher o noivo. Mas quando sua reputação está por um fio, Georgie precisa decidir: ou aceita ser uma solteirona pelo resto da vida ou se casa com o vigarista que a sequestrou de olho em seu dote. De repente surge uma terceira opção… Quarto filho de um conde, Nicholas Rokesby está estudando medicina em Edimburgo e não tem o menor interesse em arrumar uma esposa nesse momento, mas quando descobre que Georgie, sua amiga de infância, corre o risco de ficar arruinada para sempre, ele sabe o que deve fazer. Depois do escândalo… Só que os dois sabem que nunca conseguiriam se ver como mais do que bons amigos. Não é? Ao embarcarem num jogo de conquista nada convencional, repleto de diálogos impagáveis e coadjuvantes carismáticos – entre eles três gatos cheios de personalidade –, Nicholas e Georgie vão descobrir que muitos encantos da vida já estão bem na nossa frente.

16. Não vem aí: uma série que você abandonou:

Rock Star (S.C. STEPHENS) – Li o primeiro livro desta série em 2016 e foi uma das piores leituras do ano. O livro traz aquilo que a maioria dos leitores detesta em um romance – triângulo amoroso – formado por dois rapazes e uma garota e os três personagens são insuportáveis. Passei o livro inteiro desejando que os três ficassem sozinhos para o resto da vida porque nenhum deles merecia a atenção e o amor de ninguém. Ainda tinha vontade de ler o segundo livro porque existe uma banda de rock no enredo e os outros livros poderiam ser dos outros integrantes desta banda, mas descobri que as sequências seriam com o mesmo casal do primeiro livro e desisti. A série tem uma quantidade interessante de fãs no Brasil, mas decididamente não faço parte deste grupo.





17. Eis-me aqui: um lançamento que você está prontíssimo para ler

Depois do Sim (Taylor Jenkins Reid). A autora entrou no meu coração e pode sambar dentro dele que ainda assim, lerei tudo o que ela publicar. Seu novo lançamento já está na estante e será uma das minhas próximas leituras.
Sinopse: Depois do sim é uma leitura leve, divertida e ao mesmo tempo tocante e profunda sobre a complexidade dos relacionamentos que dão sentido às nossas vidas. Após onze anos de casamento, Lauren e Ryan chegam à triste conclusão de que não estão felizes juntos. Esse poderia ser o fim, mas para os dois é só o começo. Eles vão passar por um ano diferente de tudo aquilo que já viveram, no qual aprenderão muito mais sobre si mesmos do que seriam capazes de imaginar. Depois do sim é uma história sobre o que acontece quando a paixão parece não estar mais lá. Sobre as várias facetas do amor. Sobre aprender a mantê-lo, perdê-lo, redescobri-lo e aceitá-lo como ele é. Acima de tudo, é a história de um casal preso nas armadilhas de seus hábitos e manias, mas disposto a buscar um novo e inusitado caminho para fazer dar certo.

18. Pensando se vai vir: um livro estrangeiro que você quer que seja publicado aqui no Brasil

My Brother's Name is Jessica (John Boyne) é um livro que quero muito que venha para o Brasil porque sou fascinada por tudo que o John Boyne escreve e não seria diferente com este livro.
Sinopse (traduzida por mim): A vida de Sam Waver sempre foi muito tranquila. Um pouco solitário, ele luta para fazer amigos e seus pais ocupados frequentemente o fazem se sentir invisível. Felizmente para Sam, seu irmão mais velho, Jason, sempre esteve lá para ele. Sam idolatra Jason, que parece ter sua vida resolvida – é gentil, popular, incrível no futebol e as garotas se apaixonam por ele e querem namorá-lo. Mas numa noite, Jason reúne sua família para dizer a eles que está lutando contra um segredo há muito tempo. Um segredo que rapidamente ameaça separá-los. Seus pais não querem saber e Sam simplesmente não entende. Porque o que você faz quando seu irmão diz que não é seu irmão? Que ele é realmente sua irmã?
Enfim essa foi a segunda parte de uma das tags mais divertidas que já respondi no blog. Quais seriam as suas respostas para essas questões? Deixe nos comentários porque vou adorar conferir.
Beijos

Nenhum comentário:

Postar um comentário