31.1.20

Múltipla Escolha (Lya Luft)

Ficha Técnica:
Nome Original: Múltipla Escolha
Autora: Lya Luft
País de Origem: Brasil
Número de Páginas: 192
Ano de Lançamento: 2010
ISBN-13: 9788501089526
Editora: Record

Oi gente que ama livros, hoje venho com a resenha do 5º livro lido em 2020 e foi Múltipla Escolha (Lya Luft). Tem muito tempo que li alguma coisa da autora, conhecida por escrever crônicas e romances com bastante reflexão. Ao ver este livro sendo doado em uma troca de livros no lugar onde trabalho, tratei de resgatá-lo para mim.

O livro traz uma série de curtas crônicas sobre a vida, família, modernidade, preconceito, drogas, envelhecimento, aceitação, e tantos outros temas. Com um raciocínio claro, argumentos bem construídos e linguagem cotidiana, a autora nos faz passear pela lucidez e sabedoria que permeia cada página de sua escrita. Um livro muito sério, mas muito leve.


“Múltipla escolha” nos induz à reflexão e contemplação dos detalhes da existência humana na Terra, dos nossos sentimentos e ações. Ler este livro é praticar o autoconhecimento e aprimorar a inteligência emocional. 


Apesar da leitura envolvente e inteligente, é fácil discordar com a autora em alguns pontos que ela defende ou condena. Por exemplo, ela critica a política de cotas raciais e acredita que isso estimula o racismo. Em outro momento, defende que uma mulher não pode reclamar de desrespeito se coloca uma roupa vulgar. E por último, diz que ninguém precisa levantar bandeiras para defender quem é, já que sua atitude do dia a dia deve ser responsável por isso.

Embora o texto seja bem desenvolvido e gostoso de ler, é impossível ignorar estes pontos que citei acima. Primeiro porque particularmente discordo de todos e segundo porque esse tipo de comportamento silencia grupos e os marginaliza.


É um livro que permite pensar e sobretudo discordar. Gostei de ter lido, apesar de não ter concordado com tudo e por isso recomendo a leitura para todo e qualquer leitor. 

Eu gostei, com ressalvas.


Um pouco sobre a autora: Lya Luft nasceu em Santa Cruz do Sul, uma colônia germânica do Rio Grande do Sul, em 1938. Criança, estudou numa escola de língua alemã. Apaixonada por livros desde menina, aos 11 anos, decorava versos de Goethe e Schiller. Mais tarde, foi para Porto Alegre, onde se formou em Pedagogia e Letras Anglo-germânicas. Professora universitária, mestre em Linguística Aplicada e Literatura Portuguesa e Brasileira. Poeta, cronista, contista, romancista e ensaísta, é uma das mais prestigiadas autoras da literatura brasileira contemporânea, alia sucesso de crítica e público e é considerada o maior fenômeno editorial brasileiro dos últimos anos. Alguns de seus livros publicados são:
    • Canções de Liliar, 1964
    • Matéria do Cotidiano, 1978
    • A Asa Esquerda do Anjo, 1981
    • Reunião de Família, 1982
    • O Quarto Fechado, 1984
    • Mulher no Palco, 1984
    • Exílio, 1987
    • O Lado Fatal, 1989
    • A Sentinela, 1994
    • O Rio do Meio, 1996
    • Secreta Mirada,1997
    • O Ponto Cego, 1999
    • Histórias do Tempo, 2000
    • Mar de Dentro, 2000
    • Perdas e Ganhos, 2003
    • Histórias de Bruxa Boa, 2004
    • Pensar é Transgredir, 2004
    • Para não Dizer Adeus, 2005
    • Em outras Palavras, 2006
    • A Volta da Bruxa Boa, 2007
    • O Silêncio dos Amantes, 2008
    • Criança Pensa, 2009
    • Múltipla Escolha, 2010
    • A Riqueza do Mundo, 2011

Nenhum comentário:

Postar um comentário