4.12.18

Fique Comigo (Ayobami Adebayo)

Ficha Técnica:
Nome Original: Stay With Me
Autora:  Ayobami Adebayo
Tradução: Marina Vargas
País de Origem: Nigéria
Número de Páginas: 240
Ano de Lançamento: 2018
ISBN-13: 9788595083202
Editora: HarperCollins

Oi gente que ama livros, hoje venho com a resenha do 73º livro lido em 2018 e foi Fique Comigo (Ayobami Adebayo). Este livro chegou para mim através da parceria com a HarperCollins e apesar de ser um lançamento, já estava bem badalado e causando burburinho por ter sido o livro do mês anterior na Tag Experiências Literárias e por causa disso, eu estava louca para conhecer esta história.

O livro nos traz a história de Yejide e Akin, um casal nigeriano que percebemos não estar mais juntos já nas primeiras linhas da história. O livro inicia no ano de 2008, mas volta a 1985 para nos contar como eles se conheceram e todo o amor que juntos puderam desfrutar. Apaixonados desde os tempos de universidade, Akin e Yejide formavam um casal atípico para a cultura nigeriana de 1980 pois a poligamia era um costume defendido e incentivado naquela cultura, já que para os nigerianos, ter mais esposas significava gerar mais filhos, consequentemente ter mais herdeiros e fazer uma família numerosa. 


Mas Akin não quis ter uma segunda esposa, era totalmente apaixonado por Yejide e os dois acreditavam que eram suficientes um para o outro. O que ambos não imaginavam é que os anos passariam e eles não teriam filhos e toda a história dramática do casal se desenvolverá neste ponto: no fato de que Yejide não engravidou do marido nos primeiros anos de casamento. Conforme os anos se passaram, a mãe de Akin decidiu que ele deveria ter uma segunda esposa e tentar ter filhos. Isso acontece mesmo contra a vontade de Yejide e gera uma série de problemas muito intensos para todos os envolvidos.

Aparentemente temos um enredo simples que apesar de dramático, podemos imaginar como ele se desenvolverá, entretanto, a escrita da autora é tão intensa e envolvente que o grande trunfo do livro se dá na carga emocional que permeia a história e isso se torna um dos principais fatores para tornar este enredo inesquecível. A forma como fui tocada por esta história tornou a experiência da leitura tão marcante que foi impossível não classificar este livro como um dos melhores do ano.

Além do drama pessoal do casal, temos fatos históricos muito pertinentes e relevantes para a trama. As situações políticas que a Nigéria atravessa nesse intervalo de tempo tem influência direta nas decisões dos personagens, nos mostrando um panorama sólido e consistente e nos deixando curiosos quanto a vida de um país tão distante do nosso.

Apesar de Yejide ser mulher e ter que engolir a segunda esposa do marido, ela em nenhum momento é uma personagem fraca ou manipulada pela situação que vive. Ela se impõe e tenta a todo custo manter tudo sob o seu controle, ainda que tome algumas decisões equivocadas e catastróficas para todos. Aliás, Akin também tenta se antecipar para que a felicidade e paz do casal se estabeleça e comete erros imperdoáveis. E nessa jornada, vemos as mágoas se multiplicarem e em vários momentos da leitura, eu fiquei bem impressionada com a coragem que ambos tinham em função do objetivo em comum: formarem uma família.

É um livro curto, mas intenso. Começa de forma pouco ambiciosa e quando percebemos, estamos mergulhados em um mar de sentimentos complexos pelos personagens. É uma história que pode parecer exagerada, mas a humanidade dada aos personagens é tão grande que torna as situações ficcionais da história muitos fortes ao ponto de tentarmos imaginar como seria se tudo aquilo acontecesse com a gente ou com alguém próximo a nós.


Esse é o livro de estreia da autora e claro, ela é uma escritora que terei o prazer de acompanhar a carreira porque esta primeira história publicada é realmente muito bem escrita e vou adorar ler mais coisas dela.

Eu adorei!



Um pouco sobre a autora: Ayobami Adebayo é uma escritora nigeriana e as histórias dela apareceram em várias revistas e antologias, e uma delas foi altamente elogiada na competição de contos da Commonwealth de 2009. Possui bacharelado e mestrado em Literature in English pela Obafemi Awolowo University, Ife. Além de mestrado em escrita criativa da Universidade de East Anglia, onde foi premiada com uma bolsa internacional de escrita criativa. Ayobami recebeu bolsas e residências da Ledig House, Hedgebrook, Threads, Ebedi Hills e Ox-Bow. Fique Comigo é o seu único livro publicado no Brasil.

11 comentários:

  1. Oi Ivi!
    Como assino a TAG, já recebemos esse livro e desde que chegou, estou bem curiosa com a leitura. Não sei se conseguirei ler tão já, considerando que deve ser uma leitura mais devagar e até pesada, mas com certeza já está na minha lista.
    Acho muito importante essas histórias (e autoras também) estarem ganhando cada vez mais espaço. Precisamos ler o que elas estão escrevendo, pois é uma realidade totalmente diferente da nossa.
    Adorei a sua resenha.
    Bjss

    http://umolhardeestrangeiro.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Olá!
    Parece ser uma leitura muito envolvente. Não conhecia a autora, mas gostei bastante dos elementos que aborda dentro do relacionamento do casal, romances com boas doses de drama sempre me arrebatam.
    Espero gostar dessa leitura.
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  3. Olá, Ivi!

    Eu ainda não tinha ouvido falar do livro, não acompanho os livros que são lançados pela TAG e a verdade é que nem fazia ideia que esse era um lançamento recente da HarperCollins. Mas sua resenha me deixou com muita vontade de ter o livro em minha estante, de apostar nele! Apesar de livros muito dramáticos acabarem deixando meus nervos destroçados, vira e volta esbarro num livro assim, leio, fico em frangalhos, a história se torna uma das preferidas e vida que segue.rsrs A

    O que mais gostei é o fato do livro ser tão distante da nossa realidade. Dói só imaginar o inferno que a protagonista deve ter passado, não podendo fazer nada, tendo que aturar aquela situação. E imagino ainda que a família do marido devia culpá-la por tudo, pois ela não tinha engravidado. É uma situação horrível. :(

    Quero ler essa história! Vou lê-la!

    Bjs!

    ResponderExcluir
  4. Oi Ivi, pulei grande parte da sua resenha porque esse é um livro que venho aguardando receber com MUITA expectativa e até agora nada do correio chegar, é uma história muito tocante e escrito por uma mulher negra, como nao se emocionar?

    ResponderExcluir
  5. Olá!
    Eu achei esse livro bem interessante e diferente, pois apesar de ser um drama comum, que vemos em muitos livros, em relação ao casal, a cultura e a escrita parecem ser totalmente diferentes e instigantes. Amei muito a proposta. Dica anotada!

    Traveling Between Pages

    ResponderExcluir
  6. Oi! Nossa que interessante essa história! Realmente é algo que, olhado com atenção, deve ser difícil demais de lidar! Imagine ter de já quebrar um costume, bem ridículo por sinal, e ser casado somente com uma pessoa, ai depois, não conseguir formar a família que desejava, e mesmo contra vontade, mudar a vida do casal por causa disso. É dolorido só de ler. Parece ser uma obra muito consistente pra um livro de estréia, adorei conhecer!

    Bjoxx ~ www.stalker-literaria.com ♥

    ResponderExcluir
  7. Ola...esse livro é algo totalmente diferente de tudo o que eu já li aparentemente. Não foi eu a ler pelo blog, mas a menina que leu o amou assim como você. É tao incrivel ver uma autora iniciante ja comecar no alto desta maneira!!

    Beijos

    ResponderExcluir
  8. olá... nossa, esse livro parece ter uma história bem densa, provavelmente iria me agradar... ainda mais por nos mostrar um pouco sobre a cultura nigeriana.... preciso ler mais autores africanos... esse vai pra lista...
    bj ^^

    ResponderExcluir
  9. Oi Ivi,

    Que livro é esse!!!
    Só pela sua opinião e a forma que a trama conta a história, já me prendeu a atenção. fico feliz que a autora tenha tido sucesso em sua primeira obra. Já anotei aqui na minha lista para ler futuramente.
    Bjim!!!
    Tammy

    ResponderExcluir
  10. Olá,
    Sempre gosto de suas críticas pq você consegue revelar os melhores pontos da história, e assim você acabou por me deixar curioso por esse enredo. Principalmente por ser curto e intenso ao mesmo tempo. Anotei a dica

    ResponderExcluir
  11. ótima resenha! Uma das únicas que fala sobre a situação política da Nigéria e como aquilo afetou as ações das personagens. Obrigada pelas palavras, Ivi!

    ResponderExcluir