14

Minha Vida Mora ao Lado (Huntley Fitzpatrick)

FICHA TÉCNICA
Nome original: My Life Next Door    
Autora: Huntley Fitzpatrick
Tradução: Paulo Polzonoff Junior
País de origem: Estados Unidos
Número de páginas: 320
Ano de Lançamento: 2015
ISBN-13: 9788565859707
Editora: Valentina

Oi gente que ama livros, hoje venho com a resenha do 21º livro lido em 2016 e foi MINHA VIDA MORA AO LADO (Huntley Fitzpatrick). Desde a primeira vez que vi a capa deste livro, fiquei empolgada em conhecer sua história e quando tive a oportunidade, não pensei duas vezes.

O livro nos traz a Samantha, uma adolescente americana comum. Ela tem mais uma irmã, um ano mais velha que está indo para a faculdade e a mãe dela, Grace, é um mulher que após ser abandonada pelo pai das meninas, antes mesmo de Samantha nascer, trabalhou duro para que nada faltasse para elas. Sempre muito sistemática e metódica, Grace tentou proporcionar para Samantha e sua irmã, uma boa vida, financeiramente falando e, sendo assim, nada lhes faltou. Quando Samantha ainda era criança, uma família se mudou para a casa ao lado da sua. Diferente da família de Samantha, os Garret eram barulhentos, numerosos, porém animados e alegres, e ela sempre percebeu o quanto aquilo era diferente da sua casa. A mãe de Samantha obcecada por limpeza e organização, era totalmente diferente da sr. Garret, que não se importava em rolar pelo gramado com os filhos, oito ao todo. Discretamente, Samantha sempre observou a família ao lado e sempre invejou um pouco daquela felicidade espontânea que os Garret tinham. Nunca se aproximou de nenhum deles porque a mãe dela sempre criticou a maneira irresponsável e descuidada que a família parecia ter, mas independente disso, Samantha sempre achou que todos eles eram muito interessantes.

Até que um dia o Jase, um dos Garret, se aproxima de Samantha e eles passam a conversar e então se apaixonam. O livro então se desenvolve no namoro puro e proibido do casal de adolescentes e paralelo à isso, a mãe de Samantha está em campanha para sua eleição ao congresso americano e completamente envolvida coma agenda politica e com o seu assessor Clay, homem que não inspira nenhum pouco de confiança em Samantha.
“Estável é o que a gente diz quando tudo continua igual. Mas nada está igual aqui.”
Temos ainda a melhor amiga de Samantha, a Nan e o seu irmão Tim e, ambos os personagens se desenvolvem ao longo do livro despertando sentimentos confusos no leitor, porém, agregando muita credibilidade para a mensagem que o livro se propõe a passar. Nan é uma verdadeira fraude e Tim, surpreende a todos com uma mudança lenta, mas consistente.

O romance entre Samantha e Jase é uma delicia. Os dois personagens, apesar de diferentes, se completam maravilhosamente e é impossível não torcer muito para que tudo de certo e aparentemente, tudo está dentro do esperado, até que uma situação limite coloca em risco a paz que o casal tinha. A partir deste momento do livro, a narrativa ganha tensão e é muito difícil largar a leitura porque a maneira como a autora desenvolveu o drama neste ponto, foi angustiante. Morri de dó da Samantha e a compreendi completamente porque ela é colocada contra a parede para que decida o que fazer e na verdade, ela é ainda uma adolescente e não tem a menor maturidade para o tipo de decisão que a situação pede.
“A coisa certa a fazer é muito fácil de ver quando a gente tem dezessete anos e não precisa tomar decisões sérias. Quando a gente sabe que, não importa o que faça, sempre vai ter alguém para cuidar de nós e consertar tudo. Mas, quando se é um adulto, o mundo não é preto e branco e não existe uma seta vermelha apontando para a solução.”
O livro é muito bacana. Uma história no gênero jovem/adulto com muita consistência e relevância. Nenhum personagem começa o livro completamente pronto, ou seja, eles vão se apresentando para nós de forma graduada e aos poucos vamos nos familiarizando com cada um deles. O livro tem uma parte cômica que é de responsabilidade dos irmãos menores de Jase, que ficou muito bem feita. A família do Jase me lembrou muito o filme "Doze é Demais" em função dos irmãos menores bagunçando tudo e os maiores implicando um com o outro. Crianças inocentes, inteligentes e cativantes. E ainda temos através da leitura, a oportunidade de questionar o que nós faríamos se estivéssemos no lugar da Samantha.

Eu adorei o livro. A autora possui uma linguagem simples e bonita e a cada página virada, eu me sentia satisfeita com o rumo que a história estava me levando. Gostei da forma como ela descreveu os lugares, as sensações, as impressões e nos dando margem para imaginarmos tudo. O final foi interessante, embora eu tivesse imaginado outro jeito e até uma conclusão mais amarrada, ainda assim, gostei como tudo terminou. É um livro leve, mas com uma boa dose de tensão que me prendeu ao enredo.
“Os ombros de Jase estremecem, mas se acalmam aos poucos. Nenhuma palavra é dita por um longo tempo. Mas está tudo bem, porque até as mais importantes – eu te mo. Me desculpa, estou aqui – são apenas substitutos para o que podemos expressar de forma melhor, sem nada a dizer.”
Recomendo para quem curte livros deste gênero porque ele tem todas as características bem incisivas do estilo. Recomendo também para quem quer se aventurar dentro do estilo porque o livro não traz apenas um romance adolescente, ele fala sobre família, honestidade e amor.

Eu adorei!!!


Um pouco sobre a autora: Huntley Fitzpatrick é uma escritora americana que sempre quis escrever histórias, desde a infância vivida numa pequena cidade costeira de Connetcticut. Depois da faculdade, ela trabalhou em diversas áreas, inclusive com publicações acadêmicas e como editora na Harlequin. Hoje ela se dedica apenas à escrita e a sua grande família com o marido e seis filhos. No Brasil, MINHA VIDA MORA AO LADO é o seu único livro publicado.
Comentários
14 Comentários

14 comentários:

  1. Oi Ivi antes de ter lido esse livro eu também tinha me apaixonado pela capa. Logo depois que finalizei a leitura gostei ainda mais. É uma leitura muito válida e eu recomendo para todos que conheço. Não é apenad um romance, já que ingloba muito mais que isso.
    Beijos, Fer

    ResponderExcluir
  2. Oiee ^^
    Já vi que vou gostar e torcer por esse casal até o fim ♥ Acho que já tinha visto a capa desse livro antes, mas não me lembro se foi só a capa, ou se cheguei a ler a sinopse. Sei que gostei da premissa dele (me lembrou um pouco um filme que vi uma vez, com uma família toda organizada e a outra super barulhenta), e também "Doze é demais", como você disse. Fiquei curiosa, espero poder lê-lo logo.
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Oi Ivi
    Não tenho vontade de ler esse livro. Apesar de ter uma premissa legal e da sua resenha ter sido bastante positiva, eu simplesmente achei que faltava alguma coisa que me desse motivação.
    Enfim, de qualquer forma anotei a dica. Quem sabe no futuro!
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir
  4. Olá linda,

    Bem que minha mãe não é louca por limpeza, porque cinco filhos amam uma bagunça haha...quando li uma família numerosa só lembrei do filme Doze é Demais rsrs, porque aquela família era uma desordem só, mas o amor reinava muito.

    Quero muito ler esse livro desde a Retrospectiva Valentina do ano passado.

    Beijos,
    poesiaqueencantavida.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Oi Ivi *---*

    Fico tão feliz que você tenha gostado do livro, eu tenho ele na minha estante a um tempinho e nosso gosto literário é bem parecido, creio que irei gostar também. Essa capa é espetacular foi o primeiro atrativo que tive em comprar e sabe que lembra um pouco essa desordem com Doze é demais ahhaha minha família também é numerosa creio que irei gostar.

    Bjos
    rillismo.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. OIe Ivi, tdo bom?

    É um livro fofo, que você lê em um tarde. A Família Garrett é apaixonante, eu queria um livro de cada um deles. E depois que me falaram que a autora também tem vários filhos, e ela se inspirou em acontecimentos pessoais com eles para fazer algumas das cenas, me deixou com o coração aquecido. Eu só queria que ele fosse um dos meu favoritos.

    ResponderExcluir
  7. Eu acho essa capa tão simples mas ao mesmo tempo tão bonita. Curti muito a premissa do livro e o fato dos personagens amadurecem no decorrer da história é um bom sinal. Acho que eu me agradaria muito dessa leitura e fiquei bem curiosa para acompanhar essa história

    ResponderExcluir
  8. Ivi!!!
    Adoro os livros do gênero, gosto de lê-los ao menos uma vez por mês. Já tinha ouvido falar do livro em questão a havia ficado bem curiosa, sua resenha me atiçou ainda mais. Espero poder lê-lo muito em breve.
    bjs

    ResponderExcluir
  9. Oii!

    Eu ainda não li essa obra. Mas minha amiga adorou! Acredito que o fato do romance ser bem trabalhado funciona bastante né? Eu particularmente gosto! Acho que isso ajuda a fazer fluir e é ótimo. Torna uma leitura leve e agradável.
    A capa é uma graça e remete a uma leitura de tardezinha. Sua resenha está bem escrita e espero ler em breve!

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  10. Oi Ivi, eu sempre ouço comentários super positivos desse livro e isso me anima muito a ir atrás dele e lê-lo o quanto antes. Acredito que ele tenha mesmo uma trama cativante e envolvente, com um romance lindo.

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

    ResponderExcluir
  11. Oi,

    não sei se estou certa, mas me pareceu, dentro do que o tema deixa, ser um livro leve e gostoso de ler...daqueles que fluem bem....

    livros assim são bons de ler para desestressar!!!!

    gostei da dica, eu até já o conhecia, mas não tinha lido nenhuma resenha ainda e agora que li, sabe que eu gostei????

    dica guardada aqui!!!

    bjs

    ResponderExcluir
  12. Eu amei a familia de Jase, me lembrou a minha, um bando de irmãos fazendo bagunça. O livro teria me conquistado ai, mas então você disse que o romance de Samantha e Jase é delicioso e o livro nos faz refletir sobr eo que faríamos no lugar dela, assim me conquistou de vez. Parece realmente uma leitura muito gostosa de se fazer.

    Beijos
    Mariana Baptista
    umavidaporlivro.wordpress.com

    ResponderExcluir
  13. É exatamente deste tipo de livro que eu gosto, que apesar de serem jovens e se envolverem, não vai ser um livro que só fala do romance e sim de todo um envolvimento também familiar. E assim não vai ficar naquela coisa tão clichê de sempre. Quero ler este livro e assim que tiver a oportunidade vai entrar na minha estante.

    Beijos,

    Greice Negrini

    Blogando Livros
    www.amigasemulheres.com

    ResponderExcluir
  14. O que mais me chama a atenção no livro é o tema abordado sobre família, amizade e não ficar só ficado no romance. Acho essa capa muito linda também.
    Bj
    Camila Bernardini Coelho

    ResponderExcluir

 
♥ Meu Amor Pelos Livros ♥ - Todos os direitos reservados © 2014