23

Dez Coisas que Aprendi Sobre o Amor (Sarah Buttler)

FICHA TÉCNICA
Nome original: Ten Things I've Learnt About Love    
Autora: Sarah Buttler
Tradução: Paulo Polzonoff Junior
País de origem: Estados Unidos
Número de páginas: 256
Ano de Lançamento: 2014
ISBN-13: 9788581637778
Editora: Novo Conceito

Oi gente que ama livros, hoje venho com a resenha do 16º livro lido em 2016 e foi DEZ COISAS QUE APRENDI SOBRE O AMOR (Sarah Buttler). Este livro me conquistou pela capa, foi olhar e pensar: quero ler.
O livro nos traz a Alice e o Daniel. Alice é uma mulher com aproximadamente 30 anos, que sempre se sentiu pouco a vontade dentro da própria casa. Sua mãe morreu quando ela era pequena e por ser a única das três filhas que se parece com a sua mãe, as irmãs de certa forma, a afastavam. O pai, apesar de demonstrar amor, também tinha um comportamento estranho para com Alice e quando ela teve a oportunidade, começou a viajar pelo mundo, por lugares exóticos em busca  de se encontrar e de fugir da estranheza que sentia em casa. O livro começa quando ela  precisa voltar para casa, em Londres, porque o pai está morrendo e, além desta dificuldade, ela terminou um relacionamento de 3 anos com um homem que não podia apresentá-la para a família em função de sua religião. Alice está mergulhada em melancolia e dúvidas.

Daniel é um morador de rua, já com seus sessenta e poucos anos, com uma certa inclinação para artes plásticas. Vive de favores e tem uma mente confusa, porém é um bom homem, fora do padrão, não se encaixa nos esteriótipos e passou grande parte da sua vida, querendo encontrar a filha. É um homem aterrorizado por medos, dúvidas e tristezas.

O livro então se desenvolve em os dois personagens caminharem um de encontro ao outro e em capítulos alternados, narrados em primeira pessoa sob a perspectiva ora de Daniel, ora de Alice, vamos entendendo o vínculo entre os dois personagens. Não existe mistério nenhum no que de fato une Daniel à Alice, é até bem óbvio, mas a forma como isso se dá é em doses homeopáticas, sem pressa. cada um vai lentamente contando sua vida para o leitor e o posicionando dentro do tempo no livro.
"Você não pode sentir saudade de alguém que nunca conheceu. Mas eu sinto saudade de você. página 81
A capa do livro me fez desejar lê-lo porque a minha primeira impressão foi que se tratava de um romance ou até um chicklit, porém o livro trata de família, perdão, perda e relações humanas. Todos os capítulos são iniciados com listas de dez coisas. Assim, sabemos quem será o narrador do capítulo e essas listas também estão cheias de características de quem os personagens realmente são. As primeiras páginas foram um pouco confusas, mas quando percebi e me acostumei ao esquema do livro, a leitura fluiu muito bem. Parágrafos tensos, melancólicos, nostálgicos e muito sensíveis, nos apresentam uma história de desencontros, sofrimentos e ressentimentos.
"Eis o mais mais estranho: quase não via. Quero dizer, eu vi, mas segui adiante, porque, quando você procura algo tanto quanto eu procurei, a ideia é tão forte, tão vívida em sua mente, que você tem dificuldade para reconhecer uma variação dela no mundo real." página 83
Eu me conectei muito bem com os dois personagens e sofri durante todo o livro com medo do que aconteceria no final, e devo lembrar que o final me decepcionou bastante por não ter uma conclusão ou uma resposta tradicional para com as questões que a narrativa levantou, mas nem isso fez com que eu não apreciasse profundamente a leitura. A escrita da autora é poética, cativante e muito sentimental e eu tenho a impressão que eu estava no momento exato para desfrutar desta história da maneira certa. Amei a maneira como ela nos apresenta os personagens, adorei as descrições maravilhosas dos bairros e ruas de Londres e ela faz isso de uma forma tão bacana, que eu me sentia subindo e descendo as alamedas e visualizando as casas e o comércio. A diagramação do livro está maravilhosa também.
"Acho que a gente nunca sente amor de verdade, antes de ter um filho." página 161
Enfim, é um livro diferente, mas muito bonito, intenso e dramático. A leitura me envolveu e foi uma deliciosa aventura. Com certeza é um livro que eu recomendo para leitores sensíveis, que gostam de tramas familiares e que estão dispostos a sofrer com os personagens. 

Eu amei!!!


Um pouco sobre a autora: Sarah Buttler é uma escritora que valoriza o espaço que a cerca em suas narrativas. Fascinada pelas relações entre histórias, lugares e comunidades, o seu trabalho explora a identidade que pertence a paisagem e o local da história. Ela tem um interesse particular em espaços urbanos e suas mudanças. No Brasil, apenas Dez Coisas que Aprendi Sobre o Amor foi publicado.
Comentários
23 Comentários

23 comentários:

  1. Oi, Ivi!
    Pela capa, eu também jurava que o livro era chick-lit, mas lendo as resenhas dele, vi que era algo completamente diferente e que não faz muito meu estilo de leitura.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Participe do sorteio do livro Marianas | Participe do sorteio Mês das Mulheres em Dobro
    Porcelana - Financiamento Coletivo

    ResponderExcluir
  2. Oi Ivi!
    Parabéns por sua resenha, muito bem escrita, amei!
    No começo, quando este livro foi lançado, eu fiquei com vontade de ler, mas já vi tantos comentários negativos sobre o final que até desanimei um pouco...
    Mas a narrativa me parece ser bem delicada, daquelas que você lê rapidinho principalmente quando quer descontrair... Talvez eu tente qualquer hora!

    Beijo
    http://www.blogleituravirtual.com/

    ResponderExcluir
  3. Oi, eu ainda não li esse livro, só alguns capítulos de um livreto disponibilizado pela NC. Acredito mesmo que o livro seja diferente, e espero poder ler em breve. Adorei sua resenha. Beijos, Fê

    ResponderExcluir
  4. Quando esse livro lançou aqui no Brasil fiquei doida para comprar ele, principalmente pela capa, que é lindíssima!
    Que bom que gostou da leitura, assim me deixa mais animada para ler também, além de só ter achado bonito!
    Bjss

    www.umolhardeestrangeiro.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Oi, Ivi.
    Eu já tinha ouvido falar desse livro e a premissa da trama é muito boa. Apesar de você não ter curtido muito o final, vejo que a leitura pelo menos te cativou. Não sei se leria esse livro num momento atual, visto que trata sobre perdão e relação familiar e, acho que não estou nessa vibe.
    Quem sabe um dia eu não leio?
    Beijos!
    www.anebee.com.br

    ResponderExcluir
  6. Oie!

    Um livro intenso, dramático e emocionante... Não sei quero mais ler ou fugir da leitura. hahhahaha Já li algumas coisas desse livro pela net, mas ainda não tive oportunidade de lê-lo. Pena que o final não foi tão atrativo para você, é uma droga quando isso acontece. A capa é linda e a premissa também. Parabéns pela bela resenha.

    Beijos,
    Dai | www.cheirodelivronacional.com.br

    ResponderExcluir
  7. Ivi lindona confesso que li alguns capítulos do livro e depois perdi o interesse na leitura, acho que os protagonistas não me convenceram, não me envolvi, fico feliz em saber que gostou da leitura, a cap é linda mesmo. beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  8. Também tive a mesma impressão que você ao ver a capa, que seria de romance... gostei de saber que é intenso e dramático, gosto assim!

    Virando Amor

    ResponderExcluir
  9. Oi Ivi
    Li esse livro e gostei muitas das personagens complexas e problemáticas inseridas em um grande drama familiar.
    Só esperava um final mais intenso sabe. Mas no geral gostei!
    Que bom que a leitura agradou.
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir
  10. Olá Ivi,
    Lembro que recebi os primeiros capítulos do livro e adorei o que havia lido, mas nunca recebi a continuação, então, acabei desanimando.
    Gostei muito de saber o teor da história e sua resenha me instigou a ir atrás do livro para concluir a leitura.
    Beijos,
    http://mileumdiasparaler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Oi *---*

    Também achei que o livro era um Chick-lit essa capa engana, mas ai fui pesquisar melhor e não gostei. As resenhas que vi me deixaram bem pra baixo, mas sua resenha fez querer saber mais do livro. Você sempre trás livro incríveis.

    Bjos

    http://rillismo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Oi Ivi,
    Tenho esse livro, mas ainda não tive a oportunidade de lê-lo. Apesar de ter lido uns dois capítulos de degustação e gostado muito. Gosto quando temos uma trama familiar onde o enredo nos faz sofrer e torcer para que tudo acabe bem. Quando chegar minha hora de conferir as páginas desejo que elas me agradem, tanto quanto agradaram você.

    Boas leituras.
    Beijos
    http://amagiareal.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Ivi, adoro as tuas resenhas! Só de saber que vou sofrer, chorar e me emocionar, eu já quero, pq sou dessas! Adoro uma sofrência! rsrsrs
    Uma coisa que eu amei quando li uma outra resenha desse livro, foi o lance das listas. To meeega curiosa pra saber como é isso!
    Ai, deve ser lindo demais esse livro, a história desses dois... A capa tb é muito linda, com certeza é daquelas de comprar sem nem saber nada sobre o que trata.
    Bjo
    www.viciadosemleitura.blog.br
    Obs.: Menina, achei que fosse um homem na foto da Sarah. O_O

    ResponderExcluir
  14. Amiga quando esse livro foi lançado pela NC uma das coisas que mais me chamaram atenção realmente foi a capa assim como você e pensei até que seria um ROMANCE sabia? Mas acabei me enganando, mas mesmo assim eu não perdi o interesse para poder ler o livro não, só não achei ainda um momento oportuno para fazer a leitura, mas quero muito fazer e espero poder gostar da trama. Eu não sei ainda o que esperar, mas não estou criando muitas expectativas, porque percebi que tu curtiu mais o menos a obra, por isso vou ir com calma para não me decepcionar depois né? ENfim...Mas a capa sinceramente arrasaram !

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2016/02/resenha-paixao-de-primavera.html

    ResponderExcluir
  15. Oii, tudo bem?
    Eu já li todo o tipo de resenha a respeito desse livro, alguns amaram outros nem tanto, mas fico feliz que a leitura tenha sido prazerosa. É sempre bom quando nos conectamos com os personagens, a historia nos envolve muito mais. Eu fiquei curiosa quanto ao final, porque a autora não o fechou de uma forma tradicional.

    ResponderExcluir
  16. Ivi,
    Eu nem preciso dizer que amo as suas resenhas né? Quando vejo que você gostou do livro, fico ainda mais empolgada.
    Muito bom saber que o livro trata de família, perdão, perda e relações humanas. Tratando desses assuntos, com certeza nos leva à reflexão e aprendemos algo.
    Se é um livro que emociona, tenho certeza que vou amar.
    beijos

    ResponderExcluir
  17. Olá, já tinha ouvido falar desse livro porém nunca tinha lido alguma resenha dele e lendo a sua fiquei muito curioso em conhecer a história que como você mencionou no texto apresenta como temática o perdão, família, perdas e relações humanas no geral. Concordo com você, pois pela capa parece um livro do gênero chick-lit. Amei a sua resenha e blog, estou seguindo para acompanhar suas próximas resenhas. <3

    http://carpediemliterariobr.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  18. Oi Ivi,
    A capa também me chamou a atenção quando vi o livro, mas não sabia que o enredo era recheado de temas que gosto muito. Deve ser uma linda história que aproxima os dois personagens e fiquei bem curiosa em como se desenrolam os fatos em diversos sentimentos descritos na sua resenha, que nos levam a refletir mais sobre as situações. Me chamou bastante a atenção. Espero ter a oportunidade de ler e me comover com a história.
    Bjim!
    Tammy

    ResponderExcluir
  19. Oii!

    Eu não li essa obra ainda, eu já li as primeiras páginas mas não me senti muito envolvida não. Achei muito denso e confuso. Mas fiquei feliz em saber que a história funcionou contigo.
    A sua resenha está linda e bem escrita, mas não quero continuar a ler a obra ><

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  20. Oi, Ivi-flor.
    Não pretendo ler esse romance, pois inúmeras resenhas me fizeram perceber que não faz meu estilo literário. Mas gostei muito da sua opinião e ouso dizer que você tem um gosto mais próximo do meu... Eu adoro romances que abordam o lado humano das situações. Não precisa ter grandes acontecimentos, basta que a autora saiba expressar os sentimentos e as preocupações dos personagens de um modo que me leve ao lugar deles. Parece que esse é o caso aqui. Por isso, vou anotar sua dica.

    Beijos!
    http://www.myqueenside.blogspot.com

    ResponderExcluir
  21. Oiee Ivi ^^
    Eu sempre quis ler esse livro por conta da capa dele, mas quando comecei a ler resenhas dele, me desanimei. Não que o pessoal não tenha gostado, a maioria falou bem do livro, assim como você, mas é que eu não curto muito histórias com personagens mais velhos, sabe? Ainda prefiro os mais jovens kkk' para mim é mais fácil de gostar deles *-*

    ResponderExcluir
  22. Olá, tudo bom?

    Uma pena que o final não tenha te agradado. Uma coisa que eu não gosto é finais sem fechamento, sabe? Não gosto mesmo de ler um livro e quando terminar, ver que ele não tem final .-.

    Eu também me enganei sobre o livro, já que pensei que, pela capa, se tratasse de um romance. Porém, vejo que é muito mais que isso :)

    Obrigada pela dica, mesmo assim ;)

    Beijos.

    http://instantesmemoraveis.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  23. Olá!

    A capa desse livro realmente é muito bonita. Esse é um livro que está dividindo opiniões, pois já li coisas boas e ruins sobre, ainda não sei bem se quero fazer a leitura, mas acredito que por ser um livro mais emocional, que fala sobre família, perdão e eu gostar muito desses temas, acho que darei, sim, uma chance a essa leitura, e quem sabe eu não acabe gostando, né?

    Beijos,
    entreoculoselivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

 
♥ Meu Amor Pelos Livros ♥ - Todos os direitos reservados © 2014