3

Para Todos os Garotos Que Já Amei (Jenny Han)


Oi gente que ama livros, hoje venho com a resenha do 48º livro lido em 2015 e foi PARA TODOS OS GAROTOS QUE JÁ AMEI (Jenny Han). A sinopse deste livro me ganhou assim que li e é mais ou menos assim: uma adolescente que escreveu cartas para os seus ex amores e que as guardou como um segredo, porém um dia, estas cartas são enviadas sem o conhecimento dela e de repente, cinco garotos estão querendo saber o que ela pretendia com aquilo. No mínimo, bem original.

E é isso, o livro nos traz a Lara Jean, uma menina de 17 anos, filha do meio de um médico viúvo, ela é sufocada pela maturidade da irmã mais velha, a perfeita Margot e a infantilidade da irmã mais nova, a Kitty. As três são muito unidas e após a morte da mãe, quando Kitty ainda era bem pequena, elas se uniram e se tornaram muito próximas uma da outra.

O livro começa quando Margot está de partida para a universidade na Escócia e Lara Jean está muito ansiosa em poder substituir a irmã em todas as coisas que ela executava em casa de forma tão eficiente. Além disso, lembremos da sinopse: ela mantém guardadas cartas de amor, que escreveu para cinco garotos que ela acredita ter amado. Ela nunca enviou essas cartas porque esses meninos nunca souberam que Lara Jean fora apaixonada por eles, porém, cada uma destas cartas é recebida pelo remetente. Lara Jean não sabe quem enviou e não sabe o que fazer quando cada um deles a procura para saber o que é aquilo. Detalhe: um dos destinatários era o namorado da Margot, o Josh, um garoto tão perfeito quanto Margot. Além deles temos o Peter, o menino com quem Lara Jean deu seu primeiro beijo, que é popular no colégio, lindo de morrer e com fama de ter sido chutado pela ex namorada, uma malvadinha chamada Genevieve. E os demais destinatários são o Lucas, o John e o Kevin, porém Lara Jean fará um acordo com Peter: eles fingirão que estão namorando para que Josh não ache que ela ainda é apaixonada por ele e sendo assim, Peter se vingará de Genevieve.

A história se desenvolve em Lara Jean fingir o namoro com Peter para despistar Josh. Peter tem uma péssima fama na escola e todo mundo só consegue encontrar defeitos nele e sem saber que o namoro é uma mentira, todos querem proteger Lara Jean do que ele pode fazer com ela. Em contrapartida, não se fala nada em como as cartas vão parar nas mãos destes meninos e apenas no finalzinho do livro, quando o caos já se estabeleceu de todos os lados é que descobrimos o que aconteceu. Não é uma grande surpresa, pelo contrário, assim que Lara Jean se dá conta do sumiço das cartas eu imaginei o que estava acontecendo, mas a conclusão disto se dá de forma bem natural, nas últimas páginas.

O livro é uma delicia de ser lido. Fluido, leve, gostoso mesmo. A mãe de Lara Jean era coreana e o pai tenta manter algumas tradições dentro da família. A irmanzinha dela é a principio mimada e chata, mas ao mesmo tempo tão real, com características tão bem colocadas nela que fica difícil não identificá-la como uma criança de verdade mesmo. E Lara Jean tem um pouco do que cada uma de nós já fomos: insegura, romântica, sonhadora e amiga. Em vários aspectos me identifiquei com ela, não só porque eu já escrevi cartas de amor para garotos que nunca souberam que eu existia, mas também porque eu fui e sou uma grande admiradora das minhas irmãs e quando o assunto é família, eu realmente me permito ser sensível.

O livro termina com um cliffhanger imperdoável. A história se concluirá apenas na sequencia P.S.:AINDA AMO VOCÊ que será lançado no Brasil apenas em 2016 e confesso que fiquei muito irritada quando terminei de ler. Eu imaginei vários finais e nenhum se deu porque o livro infelizmente não termina, mas ainda assim, adorei a leitura. Claro, estou mega ansiosa para ler a continuação e predisposta a apreciar a leitura independente do rumo que a autora venha a dar para a história.
"Quando uma pessoa fica longe muito tempo, você começa a guardar na memória todas as coisas que quer contar. Tenta manter tudo organizado na cabeça. Mas é como tentar segurar um punhado de areia: os grãos mais finos escapam da mão, e, de repente, você só está segurando ar e brita. É por isso que não se pode tentar guardar tudo assim." página 261
Recomendo o livro para quem gosta de uma trama original que envolva personagens adolescentes em suas primeiras descobertas na vida. O livro é despretensioso, bonito, bem escrito e cumpre com o seu papel. Eu particularmente adorei!!!


Um pouco sobre a autora: Jenny Han nasceu na Virgínia, Estados Unidos, e cursou mestrado em escrita criativa pela New School. Dizem que ela sabe fazer um brownie perfeito e é ótima em inventar apelidos. Tem paixão por livros de receitas e sua série de TV preferida é Buffy – A Caça-Vampiros. Mora no Brooklyn, em Nova York. Seus livros publicados no Brasil são:

  • O Verão que Mudou a Minha Vida
  • Olho Por Olho
  • Dente por Dente
  • Para Todos os Garotos que já Amei
Comentários
3 Comentários

3 comentários:

  1. Quero muito ler esse livro. Lara Jean me representa, não pelas cartas mas pelos amores platônicos
    Acho a menina da foto muito parecida com a Naya Rivera (Santana de Glee)
    Achei bacana também sobre o pai da Lara tentar manter as tradições da falecida mãe
    Beijos
    http://balaiodebabados.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E quem nessa vida não teve um amor platônico???? hahahahaha

      Excluir

 
♥ Meu Amor Pelos Livros ♥ - Todos os direitos reservados © 2014