1

Por Lugares Incríveis (Jennifer Niven)


Oi gente que ama livros, hoje venho com a resenha do 17º livro lido em 2015 e foi POR LUGARES INCRÍVEIS (Jennifer Niven). Quando começaram a falar do livro, antes mesmo do seu lançamento, eu me interessei por ele. De alguma maneira, eu sabia que seria uma boa leitura e quando comecei a ler, minhas expectativas se confirmaram.

O livro nos traz a Violet e o Finch. Ela é uma garota dentro dos padrões, tem uma família carinhosa, amigas populares e um dos garotos mais bonitos do colégio gosta dela. Porém Violet perdeu a irmã, que também era sua melhor amiga, em um acidente de carro e de alguma maneira, ela se sente culpada e indigna de continuar vivendo sem a irmã ao seu lado. Finch, ao contrario de Violet, vem de uma família disfuncional, sofreu violências do pai na infância, sua mãe vive em uma apatia constante e ele atravessa profundos períodos de depressão. No colégio, ele é conhecido como aberração e não tem interesse nenhum em se enturmar, vive pesquisando sobre formas de suicídio e as pessoas tem um pouco de medo dele. Então, Violet e Finch se encontram na torre da escola quando os dois pretendiam se jogar lá de cima e acabar com suas dores. Finch, apesar de tudo, convence Violet a não se jogar e após isso, eles acabam se aproximando. Juntos começam um projeto de geografia que consiste em visitar os lugares incríveis do estado onde moram, Indiana e assim, eles se envolvem.
"-Ela era minha melhor amiga.
- Nunca tive isso. Como é?
- É quando você confia tanto em uma pessoa que pode ser você mesmo o tempo todo. Pode mostrar o pior e o melhor da sua personalidade e a pessoa vai amar você mesmo assim. Essa pessoa não vai concordar com você em tudo e nem sempre vai te apoiar, mas nada colocará fim na amizade de vocês." Página 96
A narrativa da autora é melancólica, mas não dramática. Ela desenvolve os personagens de forma gradual e isso dá o texto muita credibilidade porque nada é automático. Violet vê em Finch a chance que precisava para se reencontrar, para recuperar alegria que sentia antes da irmã morrer e a cada novo encontro para as andanças em função do projeto de geografia, vemos Violet superar a dor e viver apesar da saudade.

Apesar de Finch conquistar Violet lentamente, ele encontra segurança na companhia dela e pela primeira vez, ele se esforça em ser alguém melhor, em ter objetivos, em não ver tristeza em tudo, porém existe uma diferença bem marcada entre Violet e Finch: a tristeza dela é em função de uma perda e o tempo pode diminuir sua dor, mas a tristeza de Finch é dele, nasceu com ele, é patológica e quando percebemos isso durante o desenvolvimento da história, nosso coração começa a se apertar.

A autora foi bastante corajosa em abordar um tema tão difícil e estereotipado dentro de personagens adolescentes. Ela evita os rótulos e nos coloca dentro das mentes dos personagens de um jeito que é impossível não sentir a dor de cada um deles e torcer, parágrafo por parágrafo, que as coisas possam terminar bem, ou pelo menos, que possam não terminar.

A história vai ganhando ritmo e tensão, cada novo evento é mais profundo que o anterior e cada novo capítulo é ainda mais sofrido que o último. Quando o livro chegou ao fim, eu estava devastada. Fazia muito tempo que eu não me envolvia dessa forma com os personagens de uma história e a impressão que eu tive foi que eu conhecia a Violet e o Finch e que assisti o sofrimento deles calada, sem poder fazer nada.

Foi uma leitura sofrida, triste, angustiante. Eu adorei o texto da autora e a caracterização de toda a história. Particularmente, eu gosto muito de dramas, mas este livro atingiu um nível acima pra mim. Acho que pela primeira vez, eu percebi que deveria ter lido em outro momento, de uma forma mais relaxada. Fui avisada que era triste e que a história me tocaria, mas não estava preparada para minha própria reação.

Eu recomendo o livro para quem gosta de histórias bem escritas e fortes, mas com certeza não é um livro para todo tipo de leitor. É bonito, é intenso, mas é muito triste.

Quando o livro termina, ainda temos uma nota da autora que também nos emociona de forma direta porque ela dá um pequeno relato sobre sua própria experiência sobre o tema abordado e ainda temos o mapa das andanças de Violet e Finch por Indiana, o que agregou bastante a toda história.

Adorei o livro e tenho certeza que essa será uma daquelas histórias que será dificil de tirar da cabeça e que sempre lembrarei dos personagens com muita dor no coração.
"-Não deveríamos recolher alguma coisa? Escrever? Filmar?
-Não. Quando andamos por aí, precisamos estar presentes de verdade, não enxergando através de lentes."
Página 72
Obs.: Os direitos autorais do livro foram vendidos para o cinema antes mesmo do lançamento do livro e há boatos que o papel de Violet será interpretado pela Ellen Fanning. Fiquei tão massacrada por esta história que se o filme já estivesse acessível, eu acho que me recusaria a assistir. Espero que quando ele for exibido nas salas do Brasil, eu já tenha me recuperado.

OS LUGARES INCRÍVEIS DE INDIANA

As atrações de Indiana que aparecem no livro, muitas das quais Violet e Finch visitam em suas andanças, existem de verdade. Veja no mapa abaixo a localização e descubra um pouco mais sobre cada uma delas abaixo.

   1.Hoosier Hill
2. Conner Prairie
3. The Levi Coffin House
4. Lincoln Boy hood National Memorial
5. James Whitcomb Riley ’s Boy hood Home
6. The Purina Tower
7. Dune State Park
8. World’s Largest Egg
9. Home of Dan Patch, the Racehorse
10. Market Street Catacombs
11. Seven Pillars
12. Indiana Baseball Hall of Fame
13. The Bookmark Bookstore
14. Blue Flash & Blue Too Roller Coasters
15. Painted Rainbow Bridge
16. Periodic Table Display
17. Reno Brothers Ly nching & Burial Site
18. Empire Quarry
19. Indiana Moon Tree
20. Kokomo
21. Gravity Hill
22. Blue Hole Lake
23. Nest Houses
24. Shoe Tree
25. World’s Largest Ball of Paint
26. Pendleton Pike Drive-In
27. Lady of Mount Carmel Monastery
28. Emmanuel Baptist Church


Um pouco sobre a autora: Jennifer Niven é americana e nos Estados Unidos já publicou quatro romances para adultos e um livro de memórias sobre suas experiências no ensino médio. Apesar de ter sido criada em Indiana, hoje vive com o noivo e três gatos em Los Angeles, seu lugar preferido para andanças. POR LUGARES INCRÍVEIS é o seu único livro publicado no Brasil.
Comentários
1 Comentários

Um comentário:

  1. Esse livro é maravilho, senti o mesmo que vc, e depois que acaba a leitura, a gente sente falta dos personagens o tempo todo, e fica tentando reinventar certas partes. Amei a resenha.

    ResponderExcluir

 
♥ Meu Amor Pelos Livros ♥ - Todos os direitos reservados © 2014