13

A NOITE DOS TEMPOS (Renè Barjavel)

Oi Gente, concluí minha 41ª leitura de 2012 e estou aqui pra falar sobre ela. Antes, tenho que contar como esse livro chegou até as minhas mãos.
No meio de novembro me bateu um desespero louco. Estava sem livros pra ler. É ridículo pensar isso se sabemos que tenho muitos livros, mas eu não estava na onda de fazer uma releitura – em 2012 eu só fiz uma – então, queria algo inédito para ler e desabafando no Facebook sobre esta minha crise de abstinência literária, uma amiga querida se propôs a me emprestar alguns livros e assim, chegou até as minhas mãos A NOITE DOS TEMPOS de Renè Barjavel. Nunca tinha ouvido falar nesse livro e nem no seu criador e assim, no escuro, parti para essa leitura e foi uma aventura maravilhosa.
A palavra que descreve bem esta obra é a palavra fantástica. Esse livro é fantástico em todas as interpretações. É fantástico no aspecto de estilo literário, fantástico pelo fato do autor ter rompido a barreira do incrível e do imaginário e, acima de tudo, por ser um livro muito bom. E como se isso não bastasse, encontramos na obra de René Barjavel, um pouco de ciência, história mundial, política internacional, romance (um dos mais belos e bem escritos que já li), uma análise da natureza humana em seus diversos aspectos e ficção científica da melhor qualidade.
A história começa quando uma expedição polar, vinculada à UNESCO e composta por membros de diversos países, realiza o levantamento de um relevo subglacial, numa área do pólo sul, onde as camadas de gelo mais profundas datam de milhões de anos atrás. Durante uma análise, algo aparentemente inacreditável acontece: as sondas captam sons de algum emissor, proveniente de um ponto há mais de mil metros de profundidade. Uma descoberta extraordinária, inimaginável, e porque não dizer, de uma beleza incomparável, estava para acontecer  e parecia que somente aguardava o momento de ser apresentado ao mundo e mudar os rumos de sua história. O acontecimento é tão chocante que afeta não somente a equipe expedicionária, mas todo o planeta, haja vista ter sido divulgado nos quatro cantos do mundo. As grandes potências do século XX (EUA, Rússia, Inglaterra, França e mais alguns) reivindicam para si a posse do que foi descoberto; outros países consideram-no como pertencente a ONU e a população mundial considera pertencente a todos.  Neste momento da leitura eu refleti no quanto isso é atual, mesmo que tenha sido escrito em 1968.
O “milagre do pólo sul”, como foi chamado, mudará para sempre os conceitos de evolução, tempo e espaço dos maiores cientistas; sendo, também, um divisor de águas nas concepções pessoais da humanidade no que diz respeito ao conceito de paz, guerra, sociedade, convivência entre os povos e amor… um amor muito além da compreensão da população mundial, em sua maior parte, dependente de opiniões estabelecidas por mídias e padrões distorcidos (outro tema atual na obra).
Reafirmo que A NOITE DOS TEMPOS  é uma história fantástica, um romance excepcional que se passa na atualidade e há quase um milhão de anos atrás, que leva o leitor a questionar-se e com certeza, apaixonar-se. Um marco literário da literatura francesa contemporânea, vencedor de importantes prêmios, mas, infelizmente, pouco conhecido no Brasil (devido, também, às poucas edições aqui publicadas). Porém, caso você o encontre (muito provavelmente num sebo) não deixe de adquiri-lo e invista nesse convite a uma maravilhosa utopia. Um livro que provavelmente ficará, pelo menos para os amantes da literatura, para sempre na memória. Super recomendo!!
Sobre o autor: Renè Barjavel nasceu em 24 de janeiro de 1911 e faleceu em 24 de novembro de 1985. Trabalhou no cinema e na literatura, alguns de seus livros publicados no Brasil são:
A NOITE DOS TEMPOS
DEVASTAÇÃO
A FOME DO TIGRE
OS CAMINHOS DE KATMANDU
 
Comentários
13 Comentários

13 comentários:

  1. Renha ótimaaa!!
    Adoro quando leio algo sobre um livro e sinto quase o gostinho de como será quando eu estiver lendo!
    Parabéns, você conseguiu isso com essa resenha!

    ResponderExcluir
  2. Hahaha, dei umas risadas quando li que se passava na atualidade a um milhão de anos atras, e me chamou atenção pelo fato de ser um romance... Parece ser bem legal... Ate que gosto de clássicos ushausha

    XOXO
    Umnovo-roteiro.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Amo esse livro e recomendo a todos, sempre que me pedem uma sugestão de leitura. Alem de ser super interessante pelos fatos científicos, o romance é MARAVILHOSO!

    ResponderExcluir
  4. BOM DIA PESSOAL! EU LI EM 1981 (DUAS VEZES)MAS COMO ESTAVA NO SECUNDÁRIO, E LIA EM SALA DE AULA, A PROFESSOAR 'CONFISCOU' E NUNCA MAIS DEVOLVEU... AGORA UMA AMIGA ACHOU NESTE SITE E ESTÁ PROCURANDO ONDE POSSO COMPRAR!!! MAS JÁ ESTOU FELIZ!!!! É UMA HISTÓRIA MARAVILHOSA EM TODOS OS ASPECTOS.

    ResponderExcluir
  5. Ivi Campos, realmente o Livro é sensacional. Mas há outro do mesmo autor. Foi lançado no brasil já um tempão (pela saudosa Equipe da Abril Cultural: Círculo do Livro); de título "Devastação" - no original, Ravange). Tão bom quanto o mencionado por ti.

    ResponderExcluir
  6. Desculpem-me:
    Errata!
    (1) Onde se lê Ravange, leia-se Ravage; e
    (2) Onde se lê brasil, leia-se Brasil (!).

    ResponderExcluir
  7. Se voce gostou tanto assim desse livro, ira adorar YARGO de Jacqueline Susann. Esse livro é incrivel. Fiquei apaixonado pelo YARGO o extraterrestre.Recomendo , por ser uma otima leitura.
    Abraços

    ResponderExcluir
  8. Desejo retificar a observação sobre o autor, no fim do artigo. Esta não é a única obra do autor, editada no Brasil. Busque por DEVASTAÇÃO OU A VOLTA À NATUREZA (ou A VOLTA AO COMEÇO). Trata-se de outra obra de ficção apocalíptica, tão eletrizante quanto A Noite dos Tempos.

    ResponderExcluir
  9. Desejo retificar a observação sobre o autor, no fim do artigo. Esta não é a única obra do autor, editada no Brasil. Busque por DEVASTAÇÃO OU A VOLTA À NATUREZA (ou A VOLTA AO COMEÇO). Trata-se de outra obra de ficção apocalíptica, tão eletrizante quanto A Noite dos Tempos.

    ResponderExcluir
  10. Um muito bom classico da literatura Francesa ... Mas como eu sou Frances, eu na sou neutro ;-) rsrsrs

    ResponderExcluir
  11. Li este livro maravilhoso em 1986 e me apaixonei de tal forma, que nunca me esqueci.

    ResponderExcluir
  12. Li esse livro quando tinha 19 anos (Completarei 58 dia 26 de Outubro próximo) e nunca o esqueci. Adquiri na época pelo Circulo do Livro, li e fiquei apaixonada pela história num todo. Realmente ele é tudo isso que você falou. Gostei das sugestões do pessoal nos comentários. Adorei seu blog. Desejo muito sucesso, Luz e Paz.

    ResponderExcluir
  13. Eu li esse livro quando tinha 17 anos. É realmente sensacional!! Super recomendo.

    ResponderExcluir

 
♥ Meu Amor Pelos Livros ♥ - Todos os direitos reservados © 2014