Pensar é Transgredir - Lya Luft

quinta-feira, 11 de outubro de 2012

O 23º livro lido em 2012 foi PENSAR É TRANSGREDIR (Lya Luft). Um livro de crônicas, inteligente, tranquilo e embora nos convoque a "pensar", trata de assuntos tensos de uma maneira leve. A ideia geral desta brilhante coletancea de crônicas é que pensar pode mesmo ser um peso muitas vezes, principalmente porque começamos a observar e enxergar um mundo em que dá mesmo vontade de ser alienado…
Lya Luft escreve nos intimando a fazer de nossos dias e de nossa existência, algo com conteúdo e que de uma maneira objetiva, nos de prazer em sermos quem somos, sem nos enganar por rótulos, por modas, por alienação. Um trecho do livro que me incomodou foi: "Não lembro em que momento percebi que viver deveria ser uma permanente reinvenção de nós mesmos – para não morrermos soterrados na poeira da banalidade embora pareça que ainda estamos vivos." Bem escrito e muito conveniente para os dias em que somos levados a char que o que aparentamos deve ser o que de fato somos.
Sobre a autora: Lya Luft nasceu em Santa Cruz do Sul, uma colônia germânica do Rio Grande do Sul, em 1938. Criança, estudou numa escola de língua alemã. Apaixonada por livros desde menina, aos 11 anos, decorava versos de Goethe e Schiller. Mais tarde, foi para Porto Alegre, onde se formou em Pedagogia e Letras Anglo-germânicas. Professora universitária, mestre em Lingüística Aplicada e Literatura Portuguesa e Brasileira. Poeta, cronista, contista, romancista e ensaísta, é uma das mais prestigiadas autoras da literatura brasileira contemporânea, alia sucesso de crítica e público e é considerada o maior fenômeno editorial brasileiro dos últimos anos.
Suas obras são:

  • Canções de Liliar, 1964
  • Flauta Doce, 1972
  • Matéria do Cotidiano, 1978
  • As Parceiras, 1980
  • A Asa Esquerda do Anjo, 1981
  • Reunião de Família, 1982
  • O Quarto Fechado, 1984
  • Mulher no Palco, 1984
  • Exílio, 1987
  • O Lado Fatal, 1989
  • A Sentinela, 1994
  • O Rio do Meio, 1996
  • Secreta Mirada,1997
  • O Ponto Cego, 1999
  • Histórias do Tempo, 2000
  • Mar de Dentro, 2000
  • Perdas e Ganhos, 2003
  • Histórias de Bruxa Boa, 2004
  • Pensar é Transgredir, 2004
  • Para não Dizer Adeus, 2005
  • Em outras Palavras, 2006
  • A Volta da Bruxa Boa, 2007
  • O Silêncio dos Amantes, 2008
  • Criança Pensa, 2009
  • Múltipla Escolha, 2010
  • A Riqueza do Mundo, 2011

Comentários
1 Comentários

Um comentário :

  1. Lya Luft é ótima!
    Nunca li este livro, mas por experiências em livros anteriores gosto muito da forma com que ela escreve.
    Passa uma verdade e uma essência que não tem como não notar!
    Beijos!

    ResponderExcluir

Ivi Campos

46 anos. De todas as coisas que ela é, ser a mãe do André é a que mais a faz feliz. Funcionária Pública e Escritora. Apaixonada por música latina e obcecada por Ricky Martin, Tommy Torres, Pablo Alboran e Maluma! Bookaholic sem esperanças de cura, blogueira por opção e gremista porque nasceu para ser IMORTAL! Alguém que procura concretizar nas palavras o abstrato do coração.




.

Colunistas

sq-sample3
Kesy
sq-sample3
Kelly
sq-sample3
Laís

Facebook

Instagram

Resenhas

Filmes

Meus Livros

Músicas

Youtube


Arquivos

Twitter

Filmes

Mais lidos

Link-me

Meu amor pelos livros
Todas as postagens e fotos são feitas para uso do Meu amor por livros. Quando for postado alguma informação ou foto que não é de autoria do blog, será sinalizado com os devidos créditos. Não faça nenhuma cópia, porque isso é crime federal.
Tecnologia do Blogger.