20.9.21

Meus Autores Gaúchos Favoritos


Oi gente que ama livros, hoje é comemorado o Dia do Gaúcho, data que recorda o início a Revolução Farroupilha ou Guerra dos Farrapos, em 20 de setembro de 1835.Para o Brasil, marca a revolta civil mais longa da sua história, que durante 10 anos - conhecido como o Decênio Heroico (1835-1845) - teve como cenário o Rio Grande do Sul, sendo por isso a data mais importante do calendário desse estado.

Aproveitando a data, quero compartilhar com vocês o meu amor por três autores que nasceram no Rio Grande do Sul.

Vamos conferir?

Érico Veríssimo
nasceu em Cruz Alta, no noroeste do estado do Rio Grande do Sul, no dia 17 de dezembro de 1905. De família abastada que ficou arruinada, era filho do farmacêutico Sebastião Veríssimo da Fonseca e da dona-de-casa Abegahy Lopes. Tinha um irmão mais novo, Ênio, e uma irmã, Maria. Quando tinha quatro anos de idade, Erico Verissimo ficou gravemente doente e, após ser levado a vários médicos, foi finalmente diagnosticado com meningite complicada com broncopneumonia pelo médico Olinto de Oliveira, cujo tratamento salvou sua vida. 

Alguns de seus livros publicados são:

  • Clarissa
  • Caminhos Cruzados
  • Música ao Longe
  • Um Lugar ao Sol
  • Olhai os Lírios do Campo
  • Saga
  • O Resto é Silêncio
  • O Tempo e o Vento 
  • O Tempo e o Vento — O retrato
  • O tempo e o Vento — O arquipélago
  • O Senhor Embaixador
  • O Prisioneiro 
  • Incidente em Antares 
Martha Medeiros
nasceu em 20 de agosto de 1961, em Porto Alegre -RS. É colunista dos jornais ZERO HORA e O GLOBO. 

Algumas de suas obras publicadas são: 

  • Strip-Tease (1985) - Poesia
  • Meia noite e um quarto (1987) - Poesia
  • Persona non grata (1991) - Poesia
  • De Cara Lavada (1995) - Poesia
  • A Terra Gasta (1996) - Poesia
  • Poesia Reunida (1998)
  • Geração Bivolt (1995) - Primeiro livro de crônicas
  • Topless (1997) - Crônicas
  • Santiago do Chile (1996) - guia de viagem
  • Trem-Bala (1999) - Livro de crônicas, adaptado para o teatro.
  • Non Stop (2000) - Crônicas
  • Cartas Extraviadas e Outros Poemas (2000)
  • De Café e Cogumelos (2001) - Crônicas
  • Divã (2002) - Romance que deu origem a peça, a um filme e a série de TV.
  • Montanha-Russa (2003) - Crônicas
  • Coisas da Vida (2005) - Crônicas
  • Esquisita como Eu (2004) - Infantil
  • Selma e Sinatra (2005) - Romance
  • Tudo que Eu Queria te Dizer (2007) - Adaptado para o teatro.
  • Doidas e Santas (2008) - Crônicas - Adaptado para o teatro.
  • Fora de Mim (2010) - Romance
  • Feliz por Nada (2011) – Crônicas
  • Meu Melhor (2019) – Crônicas
  • Comigo no Cinema – Reflexões Depois do The End (2019)
  • A Claridade Está Lá Fora (2020) - Romance
Claudia Tajes
além de escritora, trabalha em criação publicitária, escreve no jornal diário de Porto Alegre Zero Hora desde julho de 2010 e escreveu alguns roteiros para televisão. A escritora já teve obras publicadas na Croácia, na Itália e em Portugal.

Algumas de suas obras publicadas são: 

    • Macha
    • Dez (Quase) Amores
    • Partes Íntimas 
    • Sangue Quente
    • As Pernas De Úrsula E Outras Possibilidades
    • Louca por Homem
    • Por isso eu Sou Vingativa
    • Espelho de Corpo Inteiro
    • Só as Mulheres e as Baratas Sobreviverão
    • Vida Dura
    • A Vida Sexual da Mulher Feia
    • Amores e Assemelhados

Esses são os escritores que eu amo e que leria qualquer coisa e que coincidentemente nasceram no mesmo estado. Já conheciam? Já leram alguma coisa deles? Deixem nos comentários porque vou adorar conferir.

Beijos

4 comentários:

  1. Parabéns aos gaúchos!
    Tenho muita vontade de ler Érico Veríssimo e Martha Medeiros, ainda não li nenhum livro deles.
    Fica aqui anotado para procurar algum desses livros e finalmente ler.

    Danielle Medeiros de Souza
    danibsb030501@yahoo.com.br

    ResponderExcluir
  2. Olá, tudo bem? Um viva aos autores gaúchos! Nunca li nada de nenhum deles, tenho que admitir, mas sempre ouvi elogios para o Érico Veríssimo e a Martha Medeiros, essa segundo sempre sendo altamente recomendada para mim. Adorei saber seus autores favoritos, e que realmente, coincide de morar no mesmo estado!
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Oi, tudo bem? Ah, que legal essa homenagem. Sendo sincera eu quase nunca presto atenção onde os autores nasceram. Só pesquiso informações quando vou indicar por países. Gosto muito de autores nórdicos então minha lista é grandinha. Da sua lista só conheço a Martha Medeiros. Um abraço, Érika =^.^=

    ResponderExcluir
  4. Oi Ivy, tudo bem?
    Excelentes escolhas, viu? ^^.
    Eu tenho um particular amor pelas crônicas da Martha Medeiros e sempre ouço falar muito bem da Claudia Tajes, inclusive queria encontrar uns livros dela, mas, não tive muita sorte até o momento. Érico Veríssimo nem precisa de apresentação, é o maior de todos os autores daqui. Ninguém supera.
    Um beijo de fogo e gelo da Lady Trotsky...
    http://wwww.osvampirosportenhos.com.br

    ResponderExcluir