31.3.21

Exibindo Livros Book Tag - Parte 1


Oi gente que ama livros, hoje venho com a Exibindo Livros Book Tag que tem como objetivo expor as edições que chamam a atenção na minha estante. Como a tag é enorme, dividirei em duas partes e hoje temos a primeira.

Vamos conferir?

1. Nunca li, mas olha essa capa: um livro com edição linda que você ainda não leu

Dos não lidos na minha estante, Anna Karênina (Leon Tolstói) é, sem dúvida, o mais bonito e será uma das minhas próximas leituras, só falta eu ter coragem para encarar as 856 páginas dessa edição.
Sinopse: É um dos maiores romances da literatura universal, uma das obras clássicas que apelam simultaneamente à razão e ao coração do leitor, que o deixam ora eufórico, ora cheio de angústia e ficam arraigadas, queira ele ou não, em seu imaginário. Seu autor é um conde russo, grande escritor e filósofo do século XIX que sabia retratar o destino de uma pessoa ou uma família qualquer como se fosse o do mundo inteiro, perscrutando, com absoluta lucidez espiritual, os aspectos mais importantes da vida humana. Quem o protagoniza é uma mulher linda e sensual que ousou desafiar as convenções morais de sua época e teve de pagar por isso…. O nome desse romance é tão simples quanto revelador: Anna Karênina. Ao evocar nele uma das mais comoventes histórias de amor que jamais foram narradas, Leon Tolstói procura esclarecer diversas questões existenciais que concernem a todos e vai muito além do comum em sua tentativa de encontrar, se não uma receita infalível da felicidade terrena, pelo menos uma plausível explicação dos motivos pelos quais nem sempre é fácil alcançá-la.

2. Mal chegou e já é destaque: um lançamento que a capa é maravilhosa

Gótico Mexicano (Silvia Moreno-Garcia). Esse livro me chamou a atenção justamente pela capa, que nos remete ao interior de uma casa mexicana, ou, pelo menos, ao que imaginamos ser o interior de uma casa mexicana pelo que a mídia nos mostra. Ainda não li, mas está na minha lista para ler ainda em 2021.
Sinopse: Noemí Taboada é uma jovem independente e chique que mora na fervilhante Cidade do México. Entre as manhãs de estudo na faculdade e as noites glamourosas de festas e bailes, ela gosta de passear em seu carro conversível, ouvir música e sonhar com um futuro onde as mulheres possam fazer suas próprias escolhas — e viver grandes aventuras. A rotina de Noemí muda drasticamente quando seu pai recebe uma carta de sua prima Catalina, recém-casada com um inglês. A carta é, na verdade, um pedido desesperado de socorro, pois Catalina acredita que corre perigo em High Place, a mansão isolada onde vive confinada com o marido e a família dele. Convocada a investigar o mistério na cidadezinha de El Triunfo, Noemí parte com seu batom vermelho, seus melhores looks e uma dose extra de coragem. Mas nem mesmo nossa intrépida heroína estava preparada para os horrores que a esperavam em uma mansão assombrada por um mal abominável.

3. Até que é bonito, mas é uma bomba: uma edição linda, mas que o conteúdo não te agradou

Acho essa capa maravilhosa, mas sem dúvida, Julieta Imortal e sua sequência, Romeu Imortal, da autora Stacey Jay, não me agradaram. O livro nos traz o casal mais popular da literatura universal envolvidos com mundos sobrenaturais e paralelos denominados por Mercenários (força do mal) e os Embaixadores da Luz (força do bem). E com uma revelação: Julieta não se matou após descobrir que seu amado Romeu estava morto, foi Romeu quem atingiu seu peito com o punhal em um acordo com os Mercenários para que ele se tornasse imortal. Porém Julieta não morreu e foi escolhida pelos Embaixadores do Bem para preservar o amor no mundo, ou seja, ela tem que cuidar que almas gêmeas se encontrem, se amem eternamente e seu ex-amado Romeu não está muito preocupado com isso, além do fato de querer ser imortal.  Setecentos anos depois do que aconteceu com Romeu e Julieta na Itália, eles se encontram na Califórnia, ela no corpo de Ariel, a garota menos popular da escola e ele no corpo de Dylan, um bad boy chatinho. Porém Julieta se apaixona por outro rapaz e Romeu precisa que Julieta o ame novamente para que ele não perca sua imortalidade.

4. É feio, mas é perfeito: um livro perfeito com uma capa horrorosa

Nunca vou cansar de dizer que Uma Vida Pequena (Hanya Yanagihara) é maravilhoso. Mas também deixarei bem claro que essa é a capa mais feia da minha estante!!! Por mais que tenham mil interpretações e justificativas, ela é feia sim! O livro nos traz Jude, Willen, Malcom e JB que se conheceram na faculdade e se tornaram bons amigos. O livro começa quando eles precisam encontrar um novo apartamento barato para morar, não podem se dar ao luxo de gastarem muito pois estão começando a vida profissional e encontram um imóvel que se encaixa nesse requisito na rua Lispenard em Nova York. A partir deste momento em que conhecemos a interação inicial entre os quatro jovens entendemos quem é quem. Willen é um rapaz bonito que sonha em se tornar ator, vem de uma família de origem escandinava e é ótima pessoa. Malcon é arquiteto, o único que vem de uma família que vive de forma confortável financeiramente. JB é negro, difícil, um pouco sem noção e artista plástico. As primeiras páginas do livro nos levam a acreditar que teremos a história destes quatro jovens no decorrer do enredo, mas em um dado momento, percebemos que Jude é o protagonista da narrativa e os outros orbitarão ao redor dele. Jude tem uma deficiência nas pernas e muita dificuldade em se locomover. Fala muito pouco sobre seu passado e é sempre muito discreto sobre si mesmo. Quando percebemos as motivações do personagem, nosso coração fica apertado.

Essa foi a primeira parte da tag e espero que vocês tenham gostado das minhas escolhas. Deixem nos comentários quais livros vocês escolheriam nas questões porque vou adorar conferir.

Beijos

3 comentários:

  1. Quero muito Gótico Mexicano. <3
    Edição está linda.

    Visite: https://tattooselivros.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Olá, tudo bem ?
    Tolstói é maravilhoso, mas para mim, só para observar mesmo...
    Gótico Mexicano, concordo com você. QUE CAPA maravilhosa, aquele tipo de livro que da vontade de comprar só por isso.
    Julieta Imortal eu li na época do Hype, nem me lembro muito, mas lembro que na época fiquei meio tipo WTF ? Achei um enredo meio sei lá, não me agradou muito também.
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Oi Ivi, sua linda, tudo bem?
    Gente, eu também tenho esses dois livros da Julieta e do Romeu, me esqueci completamente deles. Nunca li e fiquei triste agora por saber que não são tão bons assim. Definitivamente eu quero muito ler Gótico Mexicano, se tivermos condições, pretendemos trazer a resenha para o blog esse ano. Mas por enquanto, estamos só na vontade mesmo, risos.. Gostei muito da tag, quero ler a segunda parte.
    beijinhos.
    cila.

    ResponderExcluir