8.2.21

A Claridade Está Lá Fora (Martha Medeiros)

Ficha Técnica: 
Nome original: A Claridade Está Lá Fora
Autor: Martha Medeiros
País de Origem: Brasil
Número de Páginas: 200
Ano de Lançamento: 2020
ISBN-13: 9786556660967
Editora: L&PM 

Oi gente que ama livros, hoje venho com a resenha do 6º livro lido em 2021 e foi A Claridade Está Lá Fora (Martha Medeiros). Sou assumidamente fã da autora e quando vi este livro seria lançado, sabia que teria que comprá-lo, assim como faço com todas as publicações da autora. Popular por escrever crônicas e textos curtos sobre o dia a dia, a autora se arriscou outra vez na ficção e eu estava muito curiosa pela leitura.

O livro nos traz Ligia, uma mulher distinta que vive com o marido Nuno no litoral do Rio Grande do Sul depois de ambos viverem aventuras interessantes na vida. Conheceram-se em Paris e com o melhor amigo do casal, Jêrome, colecionaram muitas histórias para contar. O livro começa com Nuno recebendo um diagnóstico melancólico sobre sua saúde e após isso, conhecemos a fundo a personalidade da nossa protagonista e suas interações com os personagens ao seu redor.


Ligia se orgulha dos livros que lê e dos filmes que assiste, sempre fora das grandes publicações ou estreias, acredita ser mais inteligente e culta que a maioria das pessoas ao seu redor. Não disfarça a arrogância ao interagir com Alex, o neto adolescente ou com a vizinha de porta Rosaura, que movimentam a narrativa com leveza e bom humor enquanto Ligia segue implacável com sua postura rígida diante do que ela julga ser bobagem como religião, astrologia ou tecnologia.

Apesar da evidente bagagem cultural que Ligia carrega, ela também tem uma relação complexa e muito difícil com a filha Chantall que me ganhou pelo carisma e simpatia. Essa relação marcada a primeira vista por preconceito e ignorância, deixa uma grande dúvida sobre como uma pessoa viajada, formada em Sobourne e que se orgulha de ser mais esperta que toda a humanidade pode ser tão obtusa e segregadora. Conforme a narrativa avança entendi que essa mulher traz segredos sérios sobre a própria maternidade e sobre como a vida foi no mínimo cínica com as decisões que ela tomou no passado.


Ligia é uma protagonista desenvolvida para ser odiada. Foi o meu primeiro sentimento já na primeira página e apesar de concluir a leitura ainda acreditando que de fato ela era arrogante demais, essa antipatia inicial foi desconstruída ao longo do enredo pois, todas as motivações de Ligia mesmo entregues em doses homeopáticas ao final da história, embora eu tenha consciência dos erros graves que ela cometeu, entendi a razão para ela se sentir tão frustrada em relação a pilares tão profundos de sua vida.

Os outros livros de ficção da autora não me envolveram como este e embora eu seja uma grande admiradora de sua escrita, sempre acreditei que a ficção era mais uma aventura para a autora do que seu objetivo profissional. Entretanto, esse livro modificou esse meu pensamento porque A Claridade Está Lá Fora é uma obra de arte que traz um enredo simples, uma mulher tentando sobreviver a perda do seu companheiro de vida, com um aprofundamento simplesmente perfeito de personagens e temáticas. Temos uma história que traz representatividade, romance, liberdade e a reflexão sobre uma série de pontos importantes das relações humanas que muitas vezes são desbotados em histórias comuns e do dia a dia.

Todos os personagens são muito bem desenvolvidos, ainda que alguns apareçam mais que outros. O marido Nuno nos é apresentado como um homem culto, discreto e acreditando ser forte, se enxerga traído por uma doença fatal. Jerome, que aparece pouquíssimo, é um homem de paixões viscerais e excelente amigo. Rosaura, o contraponto de Ligia, sem formação e com gostos discutíveis, consegue ser mais inteligente que Ligia. Alex traz para a literatura o retrato de um adolescente de verdade, ou pelo menos, o mais próximo disso.

O livro tem uma reviravolta muito bem construída. Em dado momento da história acreditei saber qual é o segredo que tirava a paz de Ligia, mas quando de verdade esse segredo foi contado, percebi o quanto a mente humana pode ser complexa e egoísta. Eu parei de ler no meio do trecho em que verdades são reveladas e fiquei olhando para o nada porque na verdade, a autora deixou pistas ao longo do enredo, mas em momento algum desconfiei do que era.

A leitura foi visceral, intensa, forte e inesquecível. Eu me envolvi com a história de um jeito que fiquei por horas pensando nos personagens após ter concluída a leitura e sei que por muito tempo, ainda carregarei essa leitura no coração e na mente, me sentindo privilegiada por ter tido a oportunidade de ler algo tão bem escrito e original.


Se você nunca leu nada da autora, é uma excelente porta de entrada e tenho certeza que você pode se tornar mais um fã do trabalho impecável que ela tem feito desde a sua primeira publicação.

Eu amei!!!


Um pouco sobre a autora:
Martha Medeiros nasceu em 20 de agosto de 1961, em Porto Alegre -RS. É colunista dos jornais ZERO HORA e O GLOBO. Algumas de suas obras publicadas são: 
  • Strip-Tease (1985) - Poesia
  • Meia noite e um quarto (1987) - Poesia
  • Persona non grata (1991) - Poesia
  • De Cara Lavada (1995) - Poesia
  • A Terra Gasta (1996) - Poesia
  • Poesia Reunida (1998)
  • Geração Bivolt (1995) - Primeiro livro de crônicas
  • Topless (1997) - Crônicas
  • Santiago do Chile (1996) - guia de viagem
  • Trem-Bala (1999) - Livro de crônicas, adaptado para o teatro.
  • Non Stop (2000) - Crônicas
  • Cartas Extraviadas e Outros Poemas (2000)
  • De Café e Cogumelos (2001) - Crônicas
  • Divã (2002) - Romance que deu origem a peça, a um filme e a série de TV.
  • Montanha-Russa (2003) - Crônicas
  • Coisas da Vida (2005) - Crônicas
  • Esquisita como Eu (2004) - Infantil
  • Selma e Sinatra (2005) - Romance
  • Tudo que Eu Queria te Dizer (2007) - Adaptado para o teatro.
  • Doidas e Santas (2008) - Crônicas - Adaptado para o teatro.
  • Fora de Mim (2010) - Romance
  • Feliz por Nada (2011) – Crônicas
  • Meu Melhor (2019) – Crônicas
  • Comigo no Cinema – Reflexões Depois do The End (2019)
  • A Claridade Está Lá Fora (2020) - Romance

5 comentários:

  1. Eu adoro os textos da autora, mesmo porque ela sabe bem como descrever emoções e afins. Ainda não fiz a leitura desse título, mas com certeza irei conferir, porque sei o quanto suas obras valem a pena.
    Beijos, Fê
    Modoliterario.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Ooi!
    Eu conheço a autora somente de nome e achava que ela só escrevia artigos, nada de ficção. Esse livro parece ser muito interessante, mesmo com o ranço que a personagem da logo de cara (eu já senti pela resenha).

    Silviane, blog kzmirobooks.com• Siga no Instagram: @kzmirobooks

    ResponderExcluir
  3. Olá, tudo bem? Nunca li nada da autora, mas sempre fui incentivada a conhecer algo dela. Acho que ai teriamos uma ótima oportunidade. Não conhecia o título, mas adorei a premissa e o que disse sobre. Ótima resenha!
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Eu já li algumas coisas da Martha na época de ensino médio e começo da faculdade, mas depois disso não busquei ler mais coisas dela.
    Ainda não tinha ouvido falar sobre esse livro, mas ele parece mesmo muito incrivel e eu já fiquei um pouco com ranço da Ligia só de ler o que você escreveu, imagine lendo??? Eu odeio esse tipo de gente que se acha superior a tudo e todos.
    Adorei seus comentários, já vou colocar na lista de leituras!!

    ResponderExcluir
  5. Oi Ivi!
    Não conhecia esse livro mas já tinha ouvido falar dessa autora, achei interessante essa obra, pois chega bem perto de muitas realidades.
    Ela tem muitas obras escritas e com certeza irei ler algumas, obrigado pela dica, parabéns pela resenha, bjs!

    ResponderExcluir