1

Bolsas, Beijos e Brigadeiros (Fernanda França)


Oi gente que ama livros, hoje venho com a resenha do 27º livro lido em 2015 e foi BOLSAS, BEIJOS E BRIGADEIROS (Fernanda França). Este livro é a continuação de MALAS, MEMÓRIAS E MARSHMALLOWS e quando foi lançado na Bienal do livro de 2014 eu sabia que precisava ter.  Adorei o primeiro livro e a expectativa para ler a continuação era gigantesca.

Aqui reencontramos a Melissa, nossa carismática Mel, que agora irá se aventurar pela Europa em viagens de trem, conhecendo países famosos, visitando pontos turísticos muito populares e também nos apresentando algumas cidades não tão conhecidas, mas bem interessantes.

Mel começa a viagem sem saber onde está o namorado Theo, apenas sabe que deverá encontrá-lo em Veneza, na Itália, um dos primeiros pontos de parada do seu roteiro pela Europa e após chegar na Itália, conhecer pessoalmente seus primos que até então ela só conhecia pela internet e se aventurar por Roma, ela finalmente reencontra Theo em uma cena lindíssima e romântica, porém Mel ainda sabe pouco do namorado e não demora muito para que ele desapareça novamente, deixando Mel confusa e melancólica.

O livro se desenvolve no fato de que Mel visitará várias cidades em diferentes países com o objetivo de escrever matérias para uma agencia de turismo e sendo assim, acompanhamos nossa protagonista por lugares lindos, com descrições inteligentes, precisas mão não cansativas, conhecemos algumas expressões em diversos idiomas e temos acesso à gastronomia destes lugares. Além disso, acompanhamos Mel em uma crise particular intensa, séria, que a deixou chatinha em determinados pontos da história, mas que ainda assim, não tirou o brilho da personagem. Sua problemática era legítima e digna de preocupação.

Mel não discorre apenas sobre os locais em que está e é neste ponto que a escrita da Fernanda França me fideliza, mas a personagem, enquanto vai de um ponto para outro, reflete sobre uma série de situações, sentimentos, possibilidades e isso dá um charme todo especial ao livro, porque percebemos que Mel não perde a oportunidade de amadurecer e se conhecer melhor. Mais que isso, o livro cumpre com o seu papel de reflexão, de fazer pensar, de questionar, de confirmar aquilo que muitos de nós já temos por certo e também de mudar algum posicionamento quando é necessário.

Eu adorei a leitura. Em um primeiro momento o meu objetivo com o livro era de entretenimento apenas, mas a narrativa e o desenvolvimento da história foi muito além do que eu esperava. O livro me divertiu, me ensinou, acrescentou em vários aspectos e também me fez pensar, 

A história se amarra de forma maravilhosa e quando fechei o livro, a sensação de satisfação e saudade, era grandiosa. Adorei reencontrar Mel e com ela passear pela Europa. Amei conhecer um pouquinho sobre vários lugares distantes e me apaixonei mais uma vez pelo Theo, que mesmo confuso e inseguro, é uma delícia de personagem.


Além do casal principal, os personagens secundários que movimentam o texto ao redor de Mel são lindos e através deles, a autora inseriu temas pertinentes aos dias de hoje, com leveza e seriedade, A autora também aborda a temática da família com tanta simpatia e carinho que é impossível não entender o quanto ela é importante para cada um de nós.

Acredito que este é um livro que pode agradar vários gêneros literários, sobretudo as mulheres. O livro fala de amizade e amor, comida e viagens, sonhos e realizações. Com uma escrita fluida e despretensiosa, a autora nos envolve de forma suave e só nos solta, quando a última página é lida.

O livro ainda tem uma diagramação muito cuidadosa. Cada capítulo é iniciado com um micro resumo da cidade onde Mel estará e isso funcionou para mim como uma preparação para as coisas que eu iria conhecer junto com a protagonista.

Enfim, amei do começo ao fim e acredito que quem aprecia o gênero, também irá amar. 
"Se uma história é mal-acabada, ela assombra, volta e meia retorna como um pesadelo e vc se pega pensando em respostas que daria à pessoa, briga mentalmente com ela, como se ela pudesse ouvir o que a sua mente fértil pensa. Você imagina situações em que você despeja todas as verdades na cara dela nos lugares mais inusitados e com plateia ainda por cima. Quando uma historia não acabou de verdade, você sempre será perseguida por ela." página 186


Um pouco sobre a autora: FERNANDA FRANÇA é jornalista e escritora, pós-graduada em Comunicação Jornalística pela Cásper Líbero e tem cursos de especialização pelo Knight Center for Journalism in the Americas, da Universidade do Texas, EUA. Trabalhou por doze anos como repórter em rádio, sites, revistas e jornais. É paulistana, mas mora no interior de São Paulo com o marido, o filho e três gatos. Seus livros publicados são:
Comentários
1 Comentários

Um comentário:

  1. Olá :) Amei a resenha!! *--* Nunca li nenhum dos livros, :/ mas, gostei bastante da proposta da obra, :D gostaria de viajar ... esse livro é uma boa opção para conhecer um pouquinho da Europa. rs Fiquei com curiosidade de saber a forma que a autora desenvolveu isso. :) Bem, acredito que se trata de uma leitura agradável. *-* (Seu blog é *--* estou seguindo e curti sua página. ;) Se gostar.. siga/curta meu blog. :3 Obg! ) Beijos!
    Blog: http://my-stories-wonderful-books.blogspot.com.br/
    Página: https://www.facebook.com/BlogWonderfulBooks

    ResponderExcluir

 
♥ Meu Amor Pelos Livros ♥ - Todos os direitos reservados © 2014