Alma (Rafael Calça e Jefferson Costa)

quinta-feira, 17 de novembro de 2022

FICHA TÉCNICA
Nome Original: Alma
Autor: Rafael Calça
Ilustrador: Jefferson Costa
País de Origem: Brasil
Número de Páginas: 96
Ano de Lançamento: 2020
ISBN-13: 9788542610956
Editora: Panini
SKOOB | GOODREADS | Compre na AMAZON

Oi gente que ama livros, hoje venho com a resenha do 99º livro lido me 2022 e foi Alma (Rafael Calça e Jefferson Costa), que na verdade é uma HQ e foi a minha segunda escolha para a TBR especial de novembro, em que eu lerei apenas autores pretos que escreveram suas histórias com protagonismo preto.

A HQ traz Jeremias que retorna em Alma numa trama emocionante sobre ancestralidade, racismo, merecimento e histórias. Sejam elas fictícias ou de vida. O clássico personagem de Mauricio de Sousa ganha mais um capítulo de sua bela e forte releitura.


Enquanto os pais de Jeremias vivem seus próprios dilemas sobre não pertencimento e não merecimento, sobre você NÃO merecer tudo que está acontecendo na sua vida, pois como negro no Brasil, se ver pobre, preso ou morto já é cultural.

Carregada de diálogos profundos, a obra sutilmente toca em assuntos como, masculinidade tóxica e os efeitos do racismo na infância, através de memórias da família. Os diálogos são extremamente carregados de questões íntimas, mas que, em simultâneo, lembram histórias que escutamos por aí ou vivenciamos, nos questiona sobre nosso passado, as nossas raízes, quem nunca se perguntou de onde veio?

Alma veio para nos lembrar que não está tudo bem. Por que realmente não está: Jeremias é uma criança negra que está descobrindo o mundo. O que me chama atenção é que em nenhum momento os autores decidiram omitir o que significa ser uma criança negra, e as violências a que elas estão sujeitas, principalmente se tratando do país onde crianças morrem com tiro de fuzil enquanto brincam em frente de casa.

Mais uma vez o subtítulo de uma Graphic MSP abre margens para interpretações. Alma assume vários aspectos da mesma palavra, a cada momento, a palavra é explorada de uma maneira única. O texto está irretocável e a arte que já era boa em Pele, evoluiu mais ainda agora.

Existe uma página, cheia de referências, que é uma ode à cultura negra ao longo do tempo e não estamos somente referenciando aqui arte no sentido puro, mas do esporte e cultura em geral.


Acredito também que seja uma das Graphic MSP com maior nível de pesquisa realizada. O apêndice tradicional ao final de cada edição, ganha uma importância extra aqui, pois são inúmeras referências e easter eggs ao longo das páginas. Mais uma leitura obrigatória, para todas idades, culturas e cores.

Eu adorei muito!!!


Um pouco sobre o autor:
Rafael Calça é roteirista e ilustrador de São Paulo. Escrevendo, já participou das coletâneas Front #16 (Via Lettera, 2005), Tecnorama Quebra-Queixo Vol.3 (Devir, 2010), e lançou os álbuns Jockey (Veneta, 2015), Crônicas da Terra da Garoa (Sesi-SP, 2016) e as Graphic MSP Jeremias – Pele (Panini, 2018) e Jeremias – Alma (Panini, 2020). Ilustrando, já fez storyboards para publicidade e colaborou com várias editoras para revistas e livros.

Um pouco sobre o ilustrador:
Trabalhos como quadrinhista, GMSP "Jeremias - Pele", vencedor do 31º Troféu HQMix, nas categorias: Edição Especial Nacional e Publicação Juvenil, "Arcane Sally & Mr. Steam", "La Dansarina", livro que ganhou Troféu HQMix de melhor Edição Especial de 2015 e melhor roteiro, adaptação de A Tempestade de Shakespeare, HQMix na categoria Adaptação para os Quadrinhos em 2013, A Dama do Martinelli, pela Editora Devir, ."Muzinga", Quebra QueixoTechnorama I, II e III, Fim do Mundo em quadrinhos, Front -16 (com a história Feliz Aniversário, Feliz Obituário!), coletâneas Máquina Zero #1 e #2 e Gibi Quântico #1 (HQMix 2015 na categoria Melhor Publicação Mix) e #2. Lançamento, "Roseira, Engenho, Medalha e outras histórias". Nos EUA, adaptação para HQ do livro Kiss me Judas, antologia Gunned Down (publicado no Brasil como Bang Bang, pela Devir), ambos publicados pela Editora Terra Major. Ainda nos EUA, pela Image, antologia de western "outlaw territory 3". Atua em diversas áreas. Ilustrador, storyboarder, desenhista de personagens e cenários em séries de animação e longa-metragem, Historietas Assombradas (para Crianças Malcriadas),Cartoon Network, As Micro Aventuras de Tito e Muda da Discovery Kids, em produção, e desenhista e animador nas series Megaliga, Fudêncio, Infortúnio, Peruíbe Salva, The Jorges e Rockstarghost, todos da MTV.
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ivi Campos

46 anos. De todas as coisas que ela é, ser a mãe do André é a que mais a faz feliz. Funcionária Pública e Escritora. Apaixonada por música latina e obcecada por Ricky Martin, Tommy Torres, Pablo Alboran e Maluma! Bookaholic sem esperanças de cura, blogueira por opção e gremista porque nasceu para ser IMORTAL! Alguém que procura concretizar nas palavras o abstrato do coração.




.

Colunistas

sq-sample3
Kesy
sq-sample3
Kelly
sq-sample3
Laís

Facebook

Instagram

Resenhas

Filmes

Meus Livros

Músicas

Youtube


Arquivos

Twitter

Filmes

Mais lidos

Link-me

Meu amor pelos livros
Todas as postagens e fotos são feitas para uso do Meu amor por livros. Quando for postado alguma informação ou foto que não é de autoria do blog, será sinalizado com os devidos créditos. Não faça nenhuma cópia, porque isso é crime federal.
Tecnologia do Blogger.