12.2.21

Conversas Entre Amigos (Sally Rooney)

Ficha Técnica:

Nome Original: Conversations with Friends
Autora: Sally Rooney
País de Origem: Irlanda
Tradução: Débora Landsberg
Número de Páginas: 269
Ano de Lançamento: 2018
ISBN-13: 9788556520517
Editora: Algafuara
SKOOB | GOODREADS | Compre na AMAZON

Oi gente que ama livros, hoje venho com a resenha do 7º livro lido em 2021 e foi Conversas Entre Amigos (Sally Rooney). Depois de ter amado o livro Pessoas Normais da mesma autora, estava mega ansiosa para ler esse, sua primeira publicação.

O livro nos traz Frances, uma jovem universitária de 21 anos que com sua ex-namorada e melhor amiga Bobbi, escreve poemas e os apresenta na noite cultural de Dublin. Em uma destas noites, as duas conhecem Melissa, uma fotógrafa renomada e escritora que fica interessada no trabalho das duas jovens, pretende escrever uma matéria sobre elas para a revista que trabalha e nasce uma amizade, complementada com Nick, marido de Melissa. Bobbi se interessa por Melissa e gera sentimento de ciúme em Frances, mas antes que ela possa fazer algo sobre isso, Frances também se descobre atraída por Nick e o livro se desenvolve sobre essa trama de relacionamentos.


Frances é uma jovem com algumas questões de autoimagem. Ela não se acha bonita nem inteligente se comparada a Bobbi, mais ousada. Como o relacionamento entre as duas (namoro ou amizade) sempre a colocou na sobra, ela acredita que essa relação com Nick pode amadurecê-la de alguma forma e os dois se envolvem através de encontros fortuitos.

Nick é ator de pouca relevância e embora seja um homem extremamente atraente e bonito, fez poucos papéis. Alguns segredos sobre seu passado deixam Frances curiosa e isso a estimula a não desistir dele, ainda que o relacionamento a machuque constantemente porque ele não esconde que é apaixonado por Melissa e que o tem com Frances é apesar sexual.


Mais uma vez, a autora traz um fragmento da vida da juventude contemporânea, o esmiúça e tenta mostrar através de uma escrita direta, ágil e inteligente que nem todos os problemas pelos quais as pessoas passam na vida serão resolvidos e conviver e superar isso é quase primordial para uma vida saudável. Frances vem de uma família diferenciada. Seus pais se separaram e tanto o pai quanto a mãe são distantes dela. O pai lida da pior forma com o alcoolismo, o que gera problemas financeiros e faz com que ela se sinta ainda mais inferior. Bobbi vive uma realidade mais privilegiada, combate o capitalismo sem a menor noção de que ela é um dente forte nessa engrenagem de injustiças. Em uma primeira impressão, temos antipatia por Melissa e sabemos pouco sobre Nick, mas conforme a narrativa avança, entendemos o que move a relação dos dois e passamos a olhar para ambos com mais empatia.

Eu adorei a leitura e fiquei muito reflexiva após concluí-la. É um livro que traz um enredo simples e quase fútil. Jovens que se acham melhores que o resto da humanidade discutindo problemas que nunca viveram de verdade, mas ao mesmo tempo, ao colocar uma lupa sobre cada um deles, entendemos a complexidade do ser humano e isso nos desperta empatia, o que é sempre positivo.


Foi uma leitura intensa, forte e que me fez admirar ainda mais a autora.

Adorei! 


Um pouco sobre a autora:
Sally Rooney nasceu na Irlanda em 1991. Membro do corpo de debate da Trinity College em Dublin, do qual foi campeã universitária, ela se formou em letras pela mesma faculdade, além de fazer um mestrado em literatura americana. Seus textos já foram publicados nas revistas Dublin Review e Granta. Seus livros publicados no Brasil são:
  • Conversa Entre Amigos
  • Pessoas Normais

3 comentários:

  1. oi, tudo bem por aí?

    que capa bonitinha! e adorei as fotos do seu post também, viu? eu não conhecia a obra, mas gostei da resenha e do fato de ser uma história bem intensa. ainda não li nada da autora, mas espero fazê-lo algum dia.

    abraços!
    blog: jurista geek
    instagram: @juristageek

    ResponderExcluir
  2. Olá, tudo bem? Eu li um outro livro da autora e sei que sua escrita é bem densa e cheia de intensidade. Não sabia que ela tinha outro título, mas agora quero ler. Adorei a resenha e o que disse sobre! Tenho certeza que vou curtir!
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Oi, Ivi! Tudo bem?
    Eu ainda não li nada da autora, mas tenho muita vontade. Não conhecia esse livro ainda, só ouvi falar sobre Pessoas normais, mas fiquei bastante curiosa para ler. Eu não ando com muita paciência para livros com personagens jovens, mas pelo que percebi a autora traz um recorte da juventude contemporânea que permite reflexões interessantes. Isso já me deixa bem mais animada para conferir esse e o outro livro dela. Amei sua resenha e vou anotar a indicação.
    Beijos!

    ResponderExcluir