9.8.19

O Mistério do Chocolate (Joanne Fluke)

FICHA TÉCNICA
Nome original: Chocolate Chip Cookie Murder
Autora: Joanne Fluke
Tradução: Basílio de Souza
País de origem: Estados Unidos
Número de páginas: 254
Ano de Lançamento: 2000
ISBN-13: 9788563066855
Editora: Lua de Papel

Oi gente que ama livros, hoje venho com a resenha do 59º livro lido em 2019 e foi O Mistério do Chocolate (Joanne Fluke). Este livro foi a minha terceira escolha para a ação de ler livros que estão parados na minha estante há muito tempo. Comprei este livro em 2013 e na época fiquei encantada pela capa maravilhosa e achei a premissa original, mas tenho que confessar que nunca tinha aberto o livro nem para folhear, até que decidi incluir nestas minhas leituras.

O livro nos traz a Hannah, dona de uma confeitaria que encontra o corpo de Ron nos fundos da sua loja de cookies. Ron era entregador de laticínios da cidade, foi morto com um tiro no peito, com um de seus biscoitos de chocolate de Hannah na boca e vários outros espalhados pelo chão do carro. Ela resolve investigar o caso e ajudar o cunhado Bill, detetive da polícia.


O livro então se desenvolve em resolver esse mistério enquanto conhecemos aos poucos a vida de Hannah e as pessoas que estão ao seu redor. Vários suspeitos estão na sua lista para a investigação, mas cada um vai apresentando álibis sólidos e Hannah fica cada vez mais sem rumo quando o crime parece totalmente sem solução.

Todo o clima do livro é bem leve e divertido. Hannah é a clichê perfeita deste tipo de livro: já está rotulada como solteirona mesmo tendo apenas 30 anos e mora em uma cidade minúscula em que todos se conhecem. Ela não está nem aí para a sua aparência, sendo bravamente criticada pela mãe que vive dizendo que ela se vista melhor e use maquiagem. 


Como detetive, ainda que amadora Hannah é muito sagaz: tem um faro infalível para pistas, se enfia dentro de lixeiras para conseguir copinhos descartáveis, investiga todos os batons da cidade, faz as perguntas mais esquisitas na maior cara dura do mundo e deixa os profissionais da polícia comendo poeira quando se trata de investigação. 

Muitas coisas acontecem durante o tempo em que Hannah investiga o caso. Como o intervalo de tempo é pequeno, algumas coisas foram bem desnecessárias e deixaram o livro “embarrigado” no meio. Conforme a narrativa avança, o leitor percebe que não haverá interesse romântico no livro e isso me deixou um pouco desanimada, pois o mistério em si é interessante, mas pelo clima leve do livro, acho que a autora poderia ter movimentado melhor a vida da protagonista. Como se trata de uma longa série com 16 volumes, foram inseridas algumas possibilidades para o coração de Hannah nos livros seguintes, mas neste em particular, ela é a confeiteira que quer solucionar um homicídio.


O verdadeiro assassino foi uma surpresa interessante para mim e eu gostei de como a autora tirou o foco deste personagem, me fazendo olhar o tempo todo para o outro lado. 

É uma leitura leve, despretensiosa e relativamente rápida. A ambientação ocorre nos anos 90 e um clima de nostalgia me invadiu durante a leitura. Ainda assim, é um livro que poderia ter sido melhor desenvolvido em relação aos personagens principais, dando-lhes mais motivação particular para suas atitudes.

Gostei, mas esperava um pouquinho mais.



Um pouco sobre a autora: Joanne Fluke cresceu em uma pacata cidade no interior de Minnesota, nos Estados Unidos, com vizinhos amigáveis e um inverno rigoroso. Antes da literatura, trabalhou como professora, psicóloga, assistente de detetive particular, atendente farmacêutica, cozinheira, assistente de florista, organizadora de eventos, consultora de sistemas operacionais, assistente de produção de um programa de TV, além de ser mãe, esposa e dona de casa. Toda essa variedade e experiência lhe trouxeram uma rica inspiração para criar tramas de mistérios. Atualmente, ela mora no sul da Califórnia com o marido e os filhos. Seus livros publicados no Brasil são:
    • O Mistério do Chocolate
    • O Enigma do Morango

Nenhum comentário:

Postar um comentário