11

Harry Potter e a Criança Amaldiçoada (J. K. Rowling, Jack Thorne, John Tiffany)

Ficha Técnica:
Nome Original: Harry Potter and the Cursed Child
Autores: J. K. Rowling, Jack Thorne, John Tiffany
País de Origem: Inglaterra
Tradução: Anna Vicentini
Número de Páginas: 352
Ano de Lançamento: 2016
ISBN-13: 9788532530431
Editora: Rocco

Oi gente que ama livros, hoje venho com a resenha do 23º livro lido em 2017 e foi Harry Potter e a Criança Amaldiçoada (J. K. Rowling, Jack Thorne, John Tiffany). Depois de ficar encantada com os sete livros da saga que fez toda uma geração mergulhar na leitura, eu parti para este livro aqui animada, apesar de ter lido e ouvido muitas críticas negativas.

O livro nos traz nossos personagens amados, já casados e com filhos e os aventureiros deste enredo, serão exatamente os filhos de Harry e Draco, respectivamente, Alvo e Scorpious. As duas crianças seguem juntas para o seu primeiro dia em Hogwarts e uma amizade é feita ali, ainda que os pais deles tenham sido oponentes em suas épocas na escola de magia, Alvo e Scorpius desenvolvem uma amizade que será o fio condutor de toda a trama.


A questão é que Alvo não apreciava muito ser filho de Harry Potter e sentia um peso enorme em carregar este nome e em todas as expectativas que as pessoas colocariam nele. Ele também achava que o pai era uma grande fraude e não entendia porque tantas tragédias aconteceram, para que Harry vivesse e é com essa revolta que ele decide visitar o passado com o vira tempo, e mudar uma das histórias da saga. Com a ajuda do Scorpius, várias realidades são aletradas e tem consequências diretas para com o tempo em que o livro começa.

Infelizmente a leitura não funcionou para mim. Em primeiro lugar, comecei a ler o livro muito empolgada, acompanhada do meu filho, que é muito ligado e apaixonado pelo universo de Harry Potter, porém meu filho desistiu logo nas primeiras cenas e isso me desanimou, mas tentei seguir com a leitura, entretanto a descaraterização da maioria dos personagens, me irritou muito.


Os personagens que amamos, como Hermione, é totalmente desbotada em uma das realidades paralelas que o vira tempo cria. Rony me pareceu um bobo da corte e Harry Potter, um grande chato. Sem falar de outros personagens que retornaram ao enredo, já mortos na saga, e revê-los em ação, me causou um entranhamento, porque não eram como eu me lembrava. Vale lembrar que eu terminei a série a pouco tempo e toda aquela magia e detalhes lindos que a história tem, ainda estavam bem vivos em minha mente.

O fato da trama ser desenvolvida em formato de roteiro de peça também me desanimou. O livro é de diálogos e assim, não temos o aprofundamento da emoção de nenhum dos per soagens. Ficamos naquela de acreditar em sentimentos, quando na verdade, não temos certeza se eles existem e isso fez a trama perder a força enquanto se desenvolvia.


Apesar de não ter gostado do enredo, tenho que confessar que as cenas finais me deixaram bem emocionada e acho que uma lagriminha desceu pelo rosto, mas sinceramente, o fato de seu ser  sensível, não justifica um livro com uma história fraca e cheia de inconsistências.

O livro é cheio de nostalgia e revemos muitos elementos de toda a série original, mas concordo com a Anelise do blog Anne & Cia quando disse que a nostalgia não sustenta uma história ruim e de fato, a trama em si, é ruim.

Infelizmente, eu não gostei.


Um pouco sobre os autores: 

Um pouco sobre a autora: J.K.Rowling, é uma escritora britânica de ficção, autora dos sete livros da famosa e premiada série Harry Potter, e de três outros pequenos livros relacionados a Harry Potter. Seus livros, traduzidos para 64 línguas, venderam mais de 450 milhões de cópias pelo mundo todo, e renderam à autora por volta de 576 milhões de libras, mais ou menos 1 bilhão de dólares, segundo estimativa da Forbes em fevereiro de 2004, tornando-a a primeira pessoa a tornar-se bilionária (em dólares) escrevendo livros. 

Jack Thorne Jack Thorne nasceu em 6 de dezembro de 1978 em Bristol, Inglaterra. Ele é um roteirista e escritor britânico. Nascido em Bristol, na Inglaterra, ele tem se movido com desenvoltura no rádio, teatro, cinema, e, principalmente, na televisão. Entre os seus trabalhos mais conhecidos, destacam-se Skins, Cast-offs e This Is England '86. Ele trabalhou também no filme The Scouting Book For Boys. Os roteiros de Jack Thorne para o teatro, incluem "When You Cure Me" (Bush Theatre, 2005), "Fanny and Faggot" (Finborough Theatre, 2007), "Stacy" (Arcola Theatre e Trafalgar Studios, 2007), "Burying Your Brother In The Pavement" (Royal National Theatre Connections Festival, 2008), "2 de maio de 1997" (Bush Theatre, 2009) e "Bunny" (Underbelly and tour, 2010).

John Tiffany nasceu em 1971 e é um diretor de teatro inglês. Ele dirigiu as produções de sucesso internacional Black Watch e Once. Ele ganhou muitos prêmios, dentre eles, um Tony Award, um Olivier Award, Drama Desk Award e Obie Award. Tiffany foi criado em Marsden, perto de Huddersfield, Inglaterra. Sua mãe era enfermeira, também corista; Seu pai era um engenheiro, e igualmente jogou em uma faixa de bronze. Como um jovem, ele participou do Coro de Juventude da Sociedade Coral de Huddersfield e realizou trabalhos em Boots UK e um restaurante. Inicialmente estudou biologia na Universidade de Glasgow, mas mudou para clássicos e drama
Comentários
11 Comentários

11 comentários:

  1. Oi Ivi
    Não foi uma leitura ruim, mas também não foi tão bom quanto eu poderia esperar. Apesar de que já poderia imaginar por isso, visto o diferencial no enredo. Preciso concordar que a história é mesmo fraca, mas como fã impossível nao se emocionar né!
    Beijos, F

    ResponderExcluir
  2. Ah, que pena que não curtiu a leitura :(
    Eu li esse livro recentemente e gostei bastante. Concordo que algumas coisas também me incomodou como o fato do personagem Harry, mas de resto, eu gostei bastante. Não era o desfecho que eu esperava, claro, mas gostei de como deram essa "continuidade".

    Beijos,
    * Blog PS Amo Leitura *

    ResponderExcluir
  3. Eu não gostei muito tbm não!Vc escreveu na resenha todos os pontos q não gostei rsrs e não me agradou .Mesmo assim não me arrependo de ter lido só acho q por ser do Hardy merecia algo do mesmo nível para melhor

    ResponderExcluir
  4. Poxa, não sou a pessoa mais indicada para opinar, mas vamos lá!
    Não li nenhum livro da saga e nem ao menos assisti a um dos filmes sequer, pois o universo HP nunca me atraiu. Já senti curiosidade de conhecer o mundo que muitos comentam e a maioria ama, só que não foi o suficiente pra me fazer aventurar em Hogwarts... Adorei sua resenha e fico triste de verdade pela leitura não ter alcançado sua expectativa... Sei bem como é ruim quando isso acontece.
    Bjs e até mais!

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/?m=0

    ResponderExcluir
  5. AI MEUS DEUS COMO EU ESTOU DOIDO PRA LER ESSE LIVRO!!!
    Eu amo Harry Potter, recebi o meu da editora rocco mas o meu irmão está lendo ainda uhahuasahu ou seja, não tive o prazer de desfrutá-lo, mas espero em breve porque estou bem ansioso :B

    ResponderExcluir
  6. Oi Ivi, me senti triste ao ler sobre essas "mudanças" nos personagens que vc falou. Desde o lançamento fiquei tão empolgada, imaginei tipo uma fanfic escrita pelo autor rs Vou ler, mas não com a mesma empolgação. Bjs

    ResponderExcluir
  7. Olá!
    Compartilho da mesma opinião que você. A leitura não funcionou nada para mim justamente por causa dessa descaracterização dos personagens, e acredito que jamais deveria ter sido vendido como a continuação oficial da saga.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  8. Ô invejinha que estou sentindo de ti! rsrsrs
    Sou uma das poucas pessoas que ainda não conseguiu comprar essa belezura. E sinto que ainda vou me demorar pra fazê-lo. Enquanto isso, fico aqui a admirar as resenhas alheias e chorar por não ter lido. haha Adorei sua resenha, amada!
    Abs
    Nizete
    cia do leitor

    ResponderExcluir
  9. Esse livro foi uma das minhas primeiras leituras desse ano.
    Foi ótimo voltar a mundo de HP mais uma vez, porém não curti muito o filho do Harry, achei ele bem chatinho.Mas posso dizer que pra mim o melhor personagem foi o Scorpious.
    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Oi, Ivi

    Que pena que você não curtiu, ainda mais porque você tinha criado expectativas. Eu nunca quis ler esse livro, nem mesmo antes das críticas negativas. Acho que ou ela escrevia um novo livro ou não escrevia nada, pois isso com certeza foi jogada monetária, pois a identidade da história não existe mais, uma pena. Eu acho que nem nostalgia eu sentiria...

    Beijocas

    ResponderExcluir
  11. Tô lendo a saga de Harry Potter por agora, pois é, demorei bastante kkkk. Mas tenho curtido muito. Sobre esse livro vi muitos comentários negativos dos fãs da saga e fiquei com medo. Hahaha
    www.belapsicose.com

    ResponderExcluir

 
♥ Meu Amor Pelos Livros ♥ - Todos os direitos reservados © 2014