20

Como (quase) Namorei Robert Pattinson (Carol Sabar)

Ficha Técnica:
Nome Original: Como (quase) namorei Robert Pattinson
Autora: Carol Sabar
País de Origem: Brasil
Número de Páginas: 464
Ano de Lançamento: 2012 
ISBN-13: 9788564850019
Editora: Jangada

Oi gente que ama livros, hoje venho com a resenha do 39º livro lido em 2016 e foi Como (quase) namorei Robert Pattinson (Carol Sabar). Este livro estava na minha estante desde sei lá quando, mas como foi uma escolha da TBR Jar, e eu vou levar isso à sério, decidi ler o livro.

O livro nos traz a Duda, uma universitária carioca que vai fazer um curso de inglês em Nova York. Ela não manja nada do idioma, mas ainda assim, irá  se aventurar em outro pais na companhia da irmã, de uma prima e de mais outra amiga. Duda é totalmente fanática pela saga Crepúsculo. Ela é moderadora de fóruns sobre a série e tem até um "nick name" bem popular na rede. Apaixonada pelos livros da Stephenie Meyer, ela também é maluca de amor pelo ator que deu vida ao personagem Edward Cullen nos cinemas. Sim, Robert Pattinson é o ídolo da Duda e ela sabe tudo sobre ele porque acompanha todas as noticias e fofocas. 


Então, por uma grande coincidência, quando ela se muda para Nova York, ela acaba sendo vizinha de um rapaz que é exatamente igual a ele. O Miguel, seu vizinho, é como se fosse um sósia do ator inglês e claro, ela cai de amores e paixões pelo Miguel, mas ele é misterioso, evasivo e ela alimenta essa paixão, ainda que saiba que um colega do curso de inglês, o Pablo, um espanhol, está bem interessado nela. E assim, temos aqui um triângulo amoroso.

Eu não gostei do livro e salvo pelas descrições discretas, mas bacanas de Nova York, o livro foi bem cansativo para mim. Duda é o tipo de protagonista que não me cativa: ela é mimada, chata, infantil e extremamente sem noção. Tudo bem que ser atrapalhada é quase um imperativo para os livros do gênero, mas a autora idiotizou a personagem em um nível jamais visto por mim. E infelizmente, não consegui me conectar com a Duda e por conseguinte, não consegui achar a trama interessante.


Existe uma falta de ritmo forte na narrativa. Por exemplo, em alguns momentos, a Duda descreve diálogos e pensamentos que levam páginas e mais páginas numa cena de um dia e de repente, se passam semanas na história em um único paragrafo.

Existem ainda outras inconsistências no enredo que não consegui digerir. Duda é filha de jornalistas que são correspondentes internacionais e ainda assim, sendo uma garota de uma classe média alta, ela não sabe falar inglês. Oi? Como assim? Não, esse argumento foi um dos mais fracos do livro. Sem falar da superficialidade da personagem em gastar horrores em lojas americanas e citar TODAS as marcas, o tempo todo.


Quanto ao triângulo amoroso, tudo levava a crer que era uma coisa, mas no fim foi outra, mas nem a surpresa me fez gostar mais do livro, na verdade, achei esse romancinho e essa paixonite da Duda, bem chatinha também.

Enfim, não foi uma leitura prazerosa para mim e é um livro que não me satisfez em nenhum aspecto. O fanatismo da Duda por Crepúsculo é até bonitinho e eu mega entendo pessoas que investem tempo, grana e energia em uma paixão deste tipo - também tenho ídolos - mas ainda assim, não consegui me
identificar com a personagem principal.


Para quem gosta de chicklit, talvez goste de uma ou outra coisa no livro, mas pra quem lê bastante coisa deste estilo, tenho quase certeza que achará o livro superficial. Talvez seja uma boa indicação no aspecto do entretenimento, mas ainda assim, existem coisas bem melhores pelas estantes da vida.

Não gostei!


Um pouco sobre a autora: Carol Sabar nasceu em 1984, em Juiz de Fora, Minas Gerais. Formou-se em Engenharia de Produção pela Universidade Federal de Juiz de Fora e trabalhou na fábrica de meias da sua família. Carol é viciada em literatura desde a infância. Mas tem uma queda maior por "chicklit", gênero em que se encontrou como escritora. Seus livros publicados são:
  • Como (quase) namorei Robert Pattinson
  • Azar o Seu
Comentários
20 Comentários

20 comentários:

  1. Oi, Ivi. Tudo bem?
    O título do livro me chamou bastante atenção pois nunca havia lido sobre ele mas percebi de cara, pela sua resenha, que não gostaria da leitura também. Tenho me batido por aí com algumas personagens chatinhas desse tipo, claro que é uma fórmula quase certa de identificação entre os leitores "a garota insegura que se apaixona pelo rapaz lindo e acha que ele nunca vai notá-la e etc etc" que frequentemente envolve também um outro carinha que gosta dela mas para quem ela não dá bola mas poderiam incrementar isso daí, né?
    Eu cansei desses dramões, tenho passado longe enquanto posso e pelo que você contou até mesmo o aspecto que me chamou atenção - a originalidade de um enredo que envolve esse amor de fã - acabou parecendo bem chatinho no final.

    Um beijo!
    Crônica sem Eira

    ResponderExcluir
  2. Oi Ivi, tudo bem? Sempre tive muita curiosidade em ler esse livro, especialmente por ser um gênero - chick lit - que eu gosto bastante. Imagino que deve ser bem divertido e leve, apesar de a sua resenha não ser positiva quanto o enredo. Uma pena que a leitura não se tornou tão prazerosa e que no final das contas você não gostou. Ainda espero ler para tirar minhas próprias conclusões.
    Beijos, Fer

    ResponderExcluir
  3. Oi Ivi,
    Só pra constar, eu amo suas resenhas e por ja ter percebido que temos gostos e concepções bem parecidas, vou passar longe desse livro, se ele fosse curtinho talvez até me arriscaria na leitura, mas não creio que valha a pena me aventurar em um livro deste tamanho que reúne mais pontos negativos que positivos. Parabéns pela resenha, está sucinta, clara e objetiva.

    Abçs
    Nosso Mundo Literário

    ResponderExcluir
  4. Oi Ivi, tudo bem?
    Uma pena que a leitura tenha sido uma boa leitura e que tenha sido uma história cansativa e cheia de inconsistências.
    O título do livro até tinha chamado minha atenção, mas depois de tudo que li em sua resenha, tenho certeza que esse livro não me agradará, já que eu não tenho muita paciência com personagens como a Duda.
    Espero que suas próximas leituras da TBR sejam bem melhores!


    Beijos :*
    http://www.livrosesonhos.com/

    ResponderExcluir
  5. Oi Ivi, poxa que chato! eu já conhecia o livro e sempre tive uma vontadinha de ler, mas agora eu até me desanimei. Sobre todos os pontos que você apontou, eu concordo com você acho que também me desagradariam, o que é uma pena porque a capa e o título são umas fofuras.

    ResponderExcluir
  6. Esse livro tá na minha lista há séculos, e depois da sua resenha, continuará lá por bastante tempo ainda!
    Essa falta de ritmo e inconsistência me incomoda bastante numa narrativa.
    Então por mais que eu não leia muito desse gênero, sei que não vai ser uma leitura prazerosa pra mim também.
    Mas ótima resenha!

    Virando Amor

    ResponderExcluir
  7. OIii!

    Ivi!! AMEI sua sinceridade! E fique tranquila, você não é a unica que não curtiu essa obra. Acho que não li nenhum rasenha positiva para a obra. Não tenho curiosidade para ler e acho que a autora falhou ao compor a obra.

    Sua resenha está ótima como já disse, parabéns!!

    Beijnhos

    ResponderExcluir
  8. Oie!
    Eu ainda não tive a oportunidade de ler esse livro, mas é horrível quando o livro não nos agrada. Pelo jeito será uma história que vou deixar para outro momento. No momento, a leitura não me animou.
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  9. Oi, Ivi! Que pena que não gostou do livro. Eu já tinha visto a capa e o título e tinha uma certa curiosidade, mas depois de ler seus apontamentos acho que eu não iria gostar não! Acredito que eu também ficaria irritada com essa protagonista rsrs Pena que a autora não conseguiu desenvolver bem a história. Beijos!

    ResponderExcluir
  10. Oi Ivi
    Sinceramente esse livro está longe da minha lista. Acredito que uma garota fanática por crepúsculo e que quer namorar Pattison não prenderia minha atenção sabe.
    Depois de ler sua resenha tive ainda mais certeza de que passarei longe. Gostei muito da sinceridade.
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir
  11. Olá!

    Esse livro é antiguinho mesmo, faz tempo q não via mais nada sobre ele!
    Na época que saiu eu fiquei curiosa (mesmo já sendo um pouco infantil para o meu gosto) por falar exatamente desse fanatismo... Mas nunca me chamou a a atenção a ponde de compra-lo.
    Eu adorei a sua resenha por expor fatos comprovados da sua negação com ele. O fato do inglês me surpreendeu tb! A autora pensou em que será? kkkk

    Bjus
    Blog Fundo Falso

    ResponderExcluir
  12. Oi!
    È uma pena que o livro não tenha te agradado, e confesso que lendo sua resenha pude perceber que não me agradaria também.
    Além de eu não entender o fanatismo por um ator, e não achar nada legal ela ter se apaixonado pelo vizinho principalmente pela aparencia dele, tem todo esse problemão de a protagonista ser uma chata maior, e eu detesto todas essas caracteristicas que vc citou.
    Além de o livro ser bem grossinho, fico imaginando a sofrencia que deve ter sido terminar uma história tão cheia de falhas =/

    ResponderExcluir
  13. Eu até gosto de chick lits, mas quando você fala que ele é superficial me desanima um pouco. Por mais que esse tipo de leitura seja pra ser leve e descontraído, não gosto de leituras superficiais, tenho a impressão de perda de tempo. Mas a capa é uma fofura.

    ;D
    Nelmaliana Oliveira

    ResponderExcluir
  14. Ooi
    Sou fã de Crepúsculo há muito tempo, foram os livros que me fizeram gostar mais ainda de ler. E claros, sempre tive vontade de ler esse livro.
    Mas sabe, agora desanimei haha
    Parece ser um pouco chato, e quando isso acontece da até vontade de parar a leitura. ÓTIMAAAA RESENHA! Sinceridade é tudo.
    Beijoos
    www.estantemineira.blogspot.com

    ResponderExcluir
  15. Eita
    Quando vi o nome desse livro pensei que ele fosse leve e divertido. Mas pelo visto a capa e o nome me enganaram bem hein?!
    Pelo que vi o livro está cheio de pontas soltas e ficou uma histy chata e totalmente sem sentido.
    Vou passar longe desse livro.
    Bj

    ResponderExcluir
  16. Oi!
    É uma pena que você não tenha gostado do livro... Faz um tempinho que li e achei a história leve e divertida, não virou um dos meus livros preferidos desse gênero, mas não deixou de ser uma boa distração. Mesmo assim, gostei da sua sinceridade ;)
    Beijos!

    ResponderExcluir
  17. Oi, tudo bem?
    Eu gosto de livros descontraídos e esse dá essa ideia, mas lendo sua resenha fiquei desanimada, porque eu não gosto nadinha de personagens como a Duda, certeza que ela me irritaria e eu não ia gostar de sua história por isso. Além disso não sou muito fã de triângulos amorosos, menos ainda quando eles não convencem como esse. Enfim, é um livro que eu dispenso, porque acredito que não seria conquistada.

    Beijos :*

    ResponderExcluir
  18. Oi Ivi, que pena que você não gostou do livro, sabe que sempre senti uma certa vontade de ler esse livro e mesmo você achando ele superficial eu ainda sinto vontade de conhecer para saber o que vou achar. Gosto bastante de chick-lit e acredito que para descontrair seja bom.

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

    ResponderExcluir
  19. Oi Ivi *---*

    Li somente Azar o Seu dessa autora e creio que você iria curtir mais pois não tem essas falhas que você apontou como a passagem do tempo irregular. Esse tenho vontade de ler mas essa obsessão que a protagonista tem por crepúsculo meio que me incomoda. Mesmo assim acho que vou ter que ler para ter minhas impressões.

    Bjos
    http://rillismo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  20. Oieeee
    Tudo bom?
    Nossa sério que Duda é tão chatinha assim? Eu também não iria engolir essa história dela ser filha de correspondentes internacionais e não saber línguas, ainda mais inglês, não acredito que a autora deu esse furo, sinceramente depois de suas considerações não sei se leria, pois gosto de leituras mais prazerosas e dinâmicas.
    Como sempre sua resenha está ótima e bem sincera.
    Beijos

    ResponderExcluir

 
♥ Meu Amor Pelos Livros ♥ - Todos os direitos reservados © 2014