0

Ligações (Rainbow Rowell)


Oi gente que ama livros, hoje venho com a resenha do 44º livro lido em 2015 e foi LIGAÇÕES (Rainbow Rowell). Desde que tive o primeiro contato com a escrita desta autora, tive a impressão que seria uma daquelas escritoras que estaria sempre na minha lista de livros lidos ou desejados e este livro veio confirmar, pela terceira vez, aquela minha impressão.

O livro nos traz a Georgie, uma roteirista de TV que trabalha sob a pressão de que seus roteiros emplaquem um sucesso na televisão americana. Ela e seu melhor amigo Seth, se dedicam para que as piadas e esquetes que constroem, façam as pessoas sorrir. Porém, a vida particular da Georgie está bem diferente do que ela escreve: seu casamento está estagnado e as filhas confiam muito mais no pai do que nela.
“Você não pode ter ciúme dela, é como se o Sol tivesse ciúme de uma lâmpada.” página 53
Georgie e Neal decidiram se casar logo após a primeira crise do namoro e a vida a dois foi empurrada dia após dia. Neal abriu mão da sua carreira e se dedicou a família, mas Georgie começou a trabalhar de forma obsessiva, criando ressentimentos entre ela e Neal. O livro começa quando Georgie conta para Neal que não poderá viajar com eles no Natal porque tem que entregar um trabalho importante em poucos dias e ele totalmente arrasado segue viagem com as filhas para passar o Natal longe dela. Georgie para não ficar sozinha em casa, hospeda-se na casa da mãe e do seu quarto de solteira, usando um velho telefone fixo amarelo, liga para Neal para ter noticias dele e das meninas, mas o Neal que atende o telefone não é o seu marido e sim o Neal namorado e ele está bem na época em que os dois estavam em crise quando ainda eram apenas namorados. Georgie e Neal conversam por horas todos os dias da viagem de Neal. Ela sabe que tem uma confusão no espaço tempo entre as ligações, mas ele não sabe e ainda assim, ela insiste em discutir os problemas deles. Curioso que quando ela liga do celular dela, as ligações não vão para o passado e sendo assim, ela só quer conversar com o Neal pelo telefone amarelo.
“Não dá para saber como é de fato entrar na vida de alguém e ficar lá. Não há como antever todas as maneiras com as quais você vai se enlaçar, como vai conectar pele com pele. Como a ideia de ficar longe vai soar dali a cinco, dez, quinze anos anos. Quando Georgie pensava em divorcio agora, imaginava-se deitada ao lado de Neal em duas mesas de cirurgia enquanto uma equipe de médicos tentava desenlaçar seus sistemas vasculares.” página 207
O livro é delicioso do começo ao fim. Um pouco confuso logo que as primeiras ligações começam a acontecer, mas eu acho que me faltou um pouco mais de concentração para entender para onde a autora estava me conduzindo. A escrita da Rainbow é leve e por vezes engraçada, ainda que se esteja falando de algo profundamente sério e as situações e personagens ao redor do casal principal, são muito bem construídos. A família de Georgie é hilária e as cenas de comédia são muito bem inseridas na história. As lembranças do passado e a forma como a autora nos conta os motivos que levaram Georgie e Neal a não se sentirem felizes um com o outro, são também pertinentes para que o livro todo faça sentido. É fácil de se apaixonar por Neal, ainda que ele não seja um galã com os atributos comuns ao título e é fácil também entender Georgie e torcer para que ela consiga resgatar o que ela queria quando era mais nova.

Eu adorei o livro! Foi para mim aquele tipo de leitura que me deu prazer, informou e me fez refletir. Arrancou sorrisos e lágrimas e quando concluí a leitura, fiquei imaginando se eu tivesse a oportunidade de fazer uma ligação para alguém no passado, para quem eu ligaria e quem seria.

Super recomendo para aqueles que gostam de romance, mas com um enredo original e sensível. A história nos fala sobre o amadurecimento do amor e de como as pessoas se transformam no decorrer do tempo e para mim foi uma leitura válida e extremamente apropriada para o momento.

Adorei!!!
“Você conhece uma pessoa, se apaixona e torce pra que essa pessoa seja a certa. E aí, em determinado momento, você tem que apostar suas fichas. Tem que fazer esse compromisso dar certo.” página 209

Um pouco sobre a autora: Rainbow Rowell é uma escritora americana que gosta de escrever sobre pessoas, adolescentes e adultos, mas sobretudo, seus personagens são caracterizados por fazerem tudo errado. Seus livros publicados no Brasil são:
Fangirl
Ligações

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 
♥ Meu Amor Pelos Livros ♥ - Todos os direitos reservados © 2014